Marcelo renova apelo para criação do estatuto do cuidador informal

José Sena Goulão / Lusa

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, apelou esta segunda-feira para que se vençam “preconceitos e obstáculos institucionais” à criação do Estatuto do Cuidador Informal, uma causa que “merece o esforço de todos”.

Numa mensagem publicada no site da Presidência da República a propósito do Dia do Cuidador, que se assinala hoje, Marcelo Rebelo de Sousa sustentou que a criação de um estatuto próprio “é uma causa que é nacional”, que “reúne o apoio de todos os partidos” e frisou que a continuará a defender “até que seja uma realidade”.

“Assinalo, pois, este dia, renovando o apoio a esta causa e o apelo para que se faça mais, vencendo preconceitos e obstáculos institucionais à criação do Estatuto do Cuidador Informal. É uma causa que sei ser de todos. É uma causa que merece o esforço de todos”, afirmou Marcelo Rebelo de Sousa.

O chefe do Estado defendeu que o país “não pode continuar à espera, sob pena de estar a perpetuar um erro imperdoável, confundindo prioridades, atropelando a defesa da dignidade humana”.

Em Portugal, assinalou, a grande maioria dos cuidados prestados a pessoas dependentes, sejam idosos, pessoas com deficiência, demências ou doenças crónicas “é prestado por cuidadores informais e não através das redes formais”.

Não podemos continuar a fingir que não existem milhares de compatriotas que são pais, filhos, netos, sobrinhos, primos, vizinhos, amigos, cuidadores de tantos e tantos outros portugueses”, acrescentou.

Marcelo Rebelo de Sousa observou que há “milhares de cuidadores informais e cada vez haverá mais”, defendendo que “não podem continuar invisíveis” ou ignorados, “sem vencimentos, folgas, férias, reformas e direitos sociais”.

No passado dia 9 de setembro, no encerramento do I Encontro regional de cuidadores informais, em Vila Nova da Cerveira, o Presidente da República já tinha afirmado acreditar que até ao final da legislatura será votado no parlamento a criação do Estatuto do Cuidador Informal, considerando que se isso não se verificar será “um erro imperdoável”.

Em março passado, diplomas do BE, PCP, CDS-PP e PAN para reforçar medidas de apoio ao cuidador informal e às pessoas em situação de dependência baixaram, sem votação, à comissão de Trabalho e Segurança Social.

A criação de um estatuto próprio tem sido reclamada por grupos de cidadãos que prestam aquele tipo de cuidados e, em junho passado, foi criada a Associação Nacional de Cuidadores Informais.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Algo incrível". Guterres louvado por impedir nações poluentes de falar na cimeira climática

A ONU já tinha anunciado que apenas líderes com um plano de ação climático claro poderiam falar, e parece que António Guterres está decidido em seguir esta diretiva. O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, foi …

Boris tem 12 dias para apresentar à UE por escrito os seus planos para o Brexit ("se existirem")

O Presidente francês e o primeiro-ministro finlandês concordaram que "está na hora de Boris Johnson apresentar as suas propostas por escrito - se elas existirem". Boris Johnson tem 12 dias para apresentar, por escrito, à União …

Portugal regressa ao quinto lugar do ranking da FIFA

Portugal regressou ao quinto lugar do ranking da FIFA, divulgado esta quinta-feira pelo organismo regulador do futebol mundial, com a subida de uma posição após as vitórias fora diante da Sérvia e Lituânia. Na anterior classificação, …

Congressista muçulmana acusa Donald Trump de colocar a sua vida em risco

A congressista democrata muçulmana Ilhan Omar acusou na quarta-feira o Presidente norte-americano, Donald Trump, de colocar a sua vida em risco, após ter partilhado um vídeo falso relacionado com o aniversário do 11 de setembro. Em …

Novas regras para pagamentos deixam alguns cartões de refeição ilegais

Com a entrada em vigor no dia 14 de setembro das novas regras para fazer pagamentos, alguns cartões de refeição emitidos por bancos ficam em situação irregular. As medidas fazem parte de uma diretiva europeia e …

Bruno Fernandes terá partido portas do Estádio do Bessa após expulsão

O capitão dos leões, expulso no tempo de compensação do jogo contra o Boavista, terá partido duas portas na zona dos balneários do estádio do Bessa. O Correio da Manhã mostrou, esta quarta-feira, imagens de Bruno …

Contratos de 1,8 milhões levaram à demissão de secretário de Estado

Os contratos celebrados pelo Estado com empresas privadas no âmbito dos programas de prevenção de incêndios sobre os quais incide a investigação do Ministério Público que constituiu como arguido o secretário de Estado da Proteção …

Israel. Netanyahu propõe ao partido da oposição criar um "governo de unidade"

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, desafiou nesta quinta-feira Benny Gantz, líder do partido rival, para formar um "governo de unidade". As eleições em Israel, na terça-feira, determinaram um cenário em que nem o partido Likud …

Dez anos depois, Naide Gomes vai receber medalha de bronze dos Mundiais

A antiga atleta portuguesa Naide Gomes vai receber, nos Mundiais de atletismo, em Doha, a medalha de bronze referente à prova de salto em comprimento dos Mundiais de 2009, que se disputaram em Berlim. A antiga …

Filho de José Eduardo dos Santos começa a ser julgado a 25 de setembro

O ex-presidente do Fundo Soberano de Angola José Filomeno dos Santos vai começar a ser julgado a 25 de setembro. "Zenu" é acusado de branqueamento de capitais e peculato. José Filomeno dos Santos, antigo presidente do …