Marcelo Rebelo de Sousa assobiado na tomada de posse de João Lourenço

José Sena Goulão / Lusa

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

João Lourenço, de 63 anos, foi esta terça-feira investido, pelas 12:15, no cargo de Presidente da República de Angola, o terceiro que o país conhece desde a independência, em novembro de 1975. Marcelo Rebelo de Sousa, que esteve presente na cerimónia, foi aplaudido e assobiado por quem assistia.

Na cerimónia da tomada de posse do terceiro Presidente da República de Angola, João Lourenço, estiveram presentes convidados nacionais e internacionais, assim como milhares de populares. Quem também não faltou foi Marcelo Rebelo de Sousa, que já ontem chegou à capital do país, onde aproveitou para ir a banhos.

Mas a ida de Marcelo a Luanda está a ser marcada por outras razões. Depois da polémica em torno de António Costa não ter sido convidado para a cerimónia, que contou com a presença de cerca de duas dezenas de chefes de Estado e do Governo, surge uma nova polémica.

No momento da cerimónia em que são anunciados os chefes de Estado convidados, ao chegar a vez de Marcelo Rebelo de Sousa, além de fortes aplausos ouvem-se igualmente assobios – que na cultura angolana serão na realidade manifestações de alegria e aclamação.

Entre os aplausos e assobios, a ovação a Marcelo foi a mais efusiva dos assistentes, que não a dispensaram a mais nenhum dos chefes de estado presentes.

Na segunda-feira, Marcelo Rebelo de Sousa tinha falado sobre o “sentimento forte de milhões de portugueses em relação a milhões de angolanos, sabendo que é recíproco. É um sentimento de grande alegria, um sentimento pessoal, mas sobretudo dos portugueses e das portuguesas que eu represento”, reforçando então o relacionamento intenso que os dois países mantêm.

Os assobios surgiram depois de a defesa de Manuel Vicente, ex-vice presidente de Angola ter acusado o Ministério Público português de mentir e de violar a Lei Internacional, no âmbito do processo em que o governante é acusado de corrupção.

Entretanto, João Lourenço já foi investido Presidente da República de Angola. O ato aconteceu no mesmo dia e local – 26 de setembro – em que José Eduardo dos Santos tomou posse pela última vez, após as eleições de 2012.

Pelas 12:10, João Lourenço prestou juramento à nação, com a mão direita sobre a Constituição da República de Angola, assinando o termo de posse, cinco minutos depois.

Já investido nas funções de novo presidente da República, João Lourenço deslocou-se ao local onde se encontrava o Presidente cessante, José Eduardo dos Santos, para este lhe colocar o colar presidencial e lhe ceder o lugar, o que aconteceu pouco depois.

O ato marcou a saída do poder de José Eduardo dos Santos, que liderava o país desde 1979, o segundo Presidente há mais tempo no poder em todo o mundo, – sendo o primeiro Theodoro Mabsogo, presidente da Guiné Equatorial também desde 1979 – e que não se recandidatou ao cargo nas eleições de 23 de agosto último.

A cerimónia terminou com o desfile dos três ramos das Forças Armadas Angolanas, seguindo-se a execução do hino nacional e disparos de 21 salvas de canhão.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

35 COMENTÁRIOS

    • Caro Sr.
      Não é preciso ter uma atitude dessas. Como português gosto muito do povo angolano, são como um povo irmão que deve ser acarinhado. Devemos promover ao máximo a partilha cultural, social, económica e educacional para que ambos possamos crescer e evoluir juntos. Os desentendimentos que existem, se verificarem bem, têm a ver com notícias “maquinadas” ao longo dos anos pelos médias angolanos e portugueses.
      Esta notícia não passa de uma colagem de assuntos mal feita em torno do tema do ex-presidente de Angola acusado de corrupção. A notícia foi montada de forma a parecer que os angolanos estão chateados com o povo português por causa da investigação em torno do seu ex-presidente, e por isso assobiaram-no. Isto não faz qualquer sentido. Pergunte a qualquer angolano se está chateado por ver algum dos seus dirigentes a ser investigado por crimes de corrupção. É óbvio que não está, quando muito fica é admirado de isto ser possível de acontecer pois em Angola não é “permitido”.
      A mim pareceu-me claramente um momento efusivo de celebração do povo angolano, exatamente por gostarem no nosso Presidente Marcelo – inúmeros cidadãos angolanos já confirmaram esta tese aqui nos comentários, para além de o próprio presidente Marcelo já ter emitido um comunicado a avisar que esta notícia e interpretação do evento eram incorrectas.

  1. Infelizmente naquele pais justiça e governo (corruptos) andam lado a lado.
    Não percebem que em Portugal a justiça é independente do governo. Por este facto os N/ governantes mesmo que queiram “dar uma mãozinha” pouco ou nada podem fazer.

    Enfim vamos continuando e vendo…

    • Boa tarde, é incrível a falta de cultura de quem escreve estas notícias. Em Angola, assobiar desta forma é uma forma de aclamação. Vejam igualmente os “assobios” que JES recebeu quando chegou ao local. Serão assobios de reprovação? Claro que não…
      É vergonhosa a confusão que querem arranjar…. mais uma vez!!!

      • Ainda bem que há alguém a repor a verdade. Gentinha idiota que pensa que os costumes são iguais em todo o sítio, regiões e países. Assobiar em Angola é um elogio, uma forma de mostrar apreço por uma pessoa!

      • Concordo plenamente consigo. E se tivermos atenção ao conteúdo da notícia facilmente percebemos quem é que está a querer criar a confusão. A notícia é uma amálgama de assuntos à volta do caso de corrupção do ex vice presidente de Angola. Querem insinuar que o povo angolano está triste e chateado com o povo português porque o seu ex vice presidente está a ser acusado de corrupção em Portugal, e por isso assobiaram o Presidente Marcelo. Mas isto faz algum sentido?? Há mesmo algum angolano que esteja preocupado com o bem estar do seu dirigente abastado e corrupto? Nós também temos ex-dirigentes ricos (que enriqueceram no poder) a serem investigados por corrupção. Acho que a justiça deve ser cega e funcional, ponto.
        A mim pareceu-me claramente uma recepção efusiva do povo angolano quando vi o vídeo, pelo que fico muito agradecido e com um sentimento de irmandade para com todos os angolanos.

  2. Vêm agora os “politicamente correctos” convencer-nos que aqueles assobios, não eram vaias nem apupos, mas “felicitações à moda angolana”… !
    A verdade é que os traumas e complexos de colonizado, ainda estão bem presentes na sociedade angolana.
    De Portugal só querem ouvir falar nas boutiques de luxo onde a nata angolana vêm derreter os dólares que não chegam ao zé do pilão. Ou para comprar apartamentos de luxo em lavagem de dinheiro ao abrigo de imunidades providenciais.

    • Carlos, com o seu comentário só mostra a sua ignorância da cultura de outros povos. E o ataque aos “politicamente corretos” é um chavão dos Trumpistas, ou seja, dos ignorantes.

      • Não seja ignorante. Conheço Angola e seu povo melhor do que possa imaginar.
        Assobios e apupos nunca foram manifestações de aprovação em Angola.
        Provavelmente, o facto do novo Presidente angolano ter deixado Portugal de fora da lista dos principais parceiros, também faz parte também da cultura angolana… !

        • Isso são tudo retaliações do governo angolano pelo processo de investigação por corrupção ao ex presidente angolano. O que é que isso tem que ver com o sentimento do povo angolano? Isso que falou são só medidas de bastidor.
          Esta notícia, se reparar bem, não passa de uma amalgama mal feita de assuntos à volta da acusação de corrupção ao ex vice presidente angolano. A notícia foi construída para fazer crer que os angolanos estão chateados com Portugal por causa do processo de julgamento, e por isso assobiaram o Presidente Marcelo. Mas é óbvio uma notícia falsa, mal feita e com intenções claras de causar discórdia entre os povos. O presidente Marcelo já veio desmentir esta notícia confirmando o que me parecia óbvio, tudo não passou de uma recepção efusiva do povo angolano ao nosso estimado Presidente. Devemos estar agradecidos pelo calor angolano! Só quero o melhor entre estes dois povos, dê o trabalho que der.
          O racismo que há entre angolanos e portugueses tem sido alimentado muito nos medias controlados pelo governo angolano, por exemplo. Querem fazer crer que os “pulas” brancos é que são os culpados pela miséria que o povo angolano vive, eles é que deram cabo do país, eles é que estão sempre a fazer tentativas de golpes de estado, à democracia, à economia, etc.. Isto é o tipo de notícias que os media principais angolanos passam diariamente. Existe um gabinete do estado dedicado à censura e controlo da informação dos media em Angola. Procurem uma notícia em que um ex dirigente angolano descreve como todo o processo ocorre. É igualzinho ao sistema que tínhamos montado cá em Portugal antes do 25 de Abril (mas para os media principais).
          Com este método os angolanos ficam distraídos com os Portugueses, e não percebem que quem está a fod** tudo são os seus dirigentes nada ricos e extremamente democráticos. Felizmente cada vez mais o povo angolano se apercebe que os maiores culpados pelo estado do país são os seus próprios dirigentes e não os “inimigos exteriores”.
          Paz amigos.

    • O senhor é mesmo muito limitado em termos de conhecimentos culturais. Em Angola assobiar, referir-se ao indivíduo citando a profissão da mãe ou a infidelidade da mulher do interlocutor é sinal de adoração. Leia mais e procure informar-se antes de vir aqui fazer comentários tontos!

    • Meus senhorés se nao conhecem a cultura angolana como podem recertification tais comentarios. Para vossa informação eram sim as só bios de clamor e adoraçao. .Porque o povo gostou do Prof. Rebelo de Sousa. Infelizmente a media quando faz uma noticia sem conhecer a cultura do pais resulta em insultos. Nenhum outro presidente foi aclamado porque nao é querido. Nós os angolanos gritamos e assobiamos quando estamos felizes e contentes.Qquando queremos vaiar usamos outros termos.
      #Ficaadica

  3. É mentira, não podemos interpretar as outras culturas à luz da nossa, o assobio que significa em Portugal apupos em Angola significa aplaudir, celebrar. É como os enterros, lá canta-se e dança-se e é sinónimo de luto. Esta interpretação dos jornalistas só mostra a falta de cultura e o etnocentrismo dos jornalistas. Marcelo foi mais aplaudido que os lideres africanos presentes na tomada de posso do novo PR angolano. Está a ser tão acarinhado pelo povo angolano que lhe chamam Tio Célito.

    • Exactamente, esta é sem dúvida uma não noticia e um atestado de ignorância a quem a escreveu. Se nunca foi a Angola, devia abster-se de publicar estas babuseiras sem pés nem cabeça.

      • Caro leitor,
        O facto de não termos tido (ainda) oportunidade de ir à Lua não nos pode impedir de nos atrevermos a escrever baboseiras sobre astronomia.

      • Caro amigo,
        Eu como Português, lamento imenso esta notícia, que mais não visa criar discórdia entre povos, com insinuações falsas (aliás já desmentidas pelo prof. Marcelo), tudo com claras intenções por detrás.
        Se verificarmos bem a notícia, ela mais não passa de uma colagem mal feita de assuntos em torno do tema do julgamento do ex vice presidente angolano. Querem fazer crer que os angolanos estão chateados com o povo português por que o seu ex-dirigente corrupto vai ser acusado pelos tribunais português, e que por isso assobiaram o nosso presidente Marcelo. Alguém no seu perfeito sentido acha que isto faz algum sentido??
        Eu vendo o vídeo (foi a primeira coisa que fiz), antes de ler a notícia, fiquei com a clara percepção de que tudo não passava de uma recepção calorosa do povo angolano ao nosso Presidente! E fiquei contente e agradecido por isso!!
        Por favor, vamos lá ver as coisas como elas são.

  4. A Justiça em Portugal é uma treta! Será que Portugal tem alguma coisa a ganhar com as acusações a Manuel Vicente? Por muita razão que tenham será que Portugal tem alguma coisa a ganhar? Portugal vai prender o homem? Angola vai melhorar as suas relações com Portugal por via desta decisão da justiça portuguesa?
    A Justiça portuguesa deve ou não protejer o nosso país com as decisões que toma? PORTUGAL DEVE ESTAR SEMPRE PRIMEIRO!!! e neste caso não esteve e não está.

    • Partilho da sua opinião! E a verdade é que não só Portugal não tem nada a ganhar com as acusações a Manuel Vicente, como tem muito a perder com as mesmas, pela importância económica dos portugueses individuais e empresas portuguesas dependentes do mercado angolano, e que naturalmente sofrerão com a situação, como está amplamente demonstrado! Já sabemos que a justiça em Portugal não funciona de todo!! Mas ao menos que “dê a impressão” de se preocupar com aquilo que verdadeiramente interessa aos portugueses.

    • A sua cultura e inteligência é que é uma treta!!
      Como obviamente desconhece, fica a saber que justiça nada tem a ver como ganhar ao perder – tem a ver com justiça!
      Senão também nunca existiriam processos contra o Estado Português (ou outro qualquer pelo mundo fora), não é?!
      Pois!…
      Claro que a justiça angolana, não sendo independente do poder executivo, nunca irá contra o Estado Angolano, portanto, não é justiça!!
      Entendido?
      .
      Em relação à noticia, enfim…
      Quem, em Portugal (tal como na maior parte dos países europeus) nunca ouviu, numa festa, concerto, festival, evento desportivo, etc, etc, assobios, como forma de aclamação, claramente, não conhece Portugal!!
      Não conheço as reacções nesses eventos em Angola, mas não me espanta que sejam semelhantes às da Europa, portanto, o titulo da noticia é no mínimo sensacionalista!!

  5. Deixemo-nos de “políticamente correcto” e, à boa maneira lusitana chamemos “os bois pelos nomes” ! Num país onde grassa a cleptocracia e a corrupção ter um Presidente de TODOS os portugueses vaiado … é bom sinal !! Sobretudo pelo que significa em respeito às regras democráticas em Portugal e pelo vilipêndio que essas mesmas regras sofrem em Angola!

  6. Grande Vítor Leitão
    Quando é que Portugal vai perceber que Portugal está primeiro e depois as disputas palacianas que em nada beneficiam e dignificam a Nação

  7. MEUS SENHORES !!
    QUEM ASSOBIOU FOI O POVO E PARA O POVO OS ASSOBIOS SÃO DEMONSTRAÇÃO DE ALEGRIA.
    O nosso Presidente mereceu a maior admiração pelo exemplo que deu desde ontem em Luanda. Descontraído, amigo do próximo. O povo angolano não está habituado a esta abertura por parte de um chefe de Estado. Os assobios foram uma demonstração de admiração, pois os actos do nosso Presidente foram muito noticiados em todos os órgãos de Comunicação Social e nas redes sociais.

  8. Vários comentários e várias opiniões e a minha é de que os angolanos devem ser tratados a uma certa distância tal como todos os africanos, para eles aparte o comunismo e até este terá entrado em decadência com a queda da URSS tudo o que vier da raça branca é sempre duvidoso, têm um sentido muito desconfiado e os auxílios que muitos recebem do estrangeiro raramente chega às populações que necessitam, há que os deixar continuar na sua por vezes ignorando-os até caso contrário para eles tudo são interferências, por alguma razão o continente africano teima em muitas regiões andar de marcha atrás.

  9. Os angolanos quando gostam muito duma pessoa dão-lhe um tiro como manifestação de afecto, nós é que não entendemos outras culturas. Há com cada cretino…

  10. Em minha opinião Portugal só tem a ganhar apoiando este novo País que é Angola. Portugal com tantos anos de existência, é aquilo que se vê em termos de justiça, não será certamente o mais indicado para bancar o incorruptível!
    o Povo de Angola merece melhor sim, talvez seja este um momento de esperança para que a Paz, Justiça Social, e Progresso aconteçam em plenitude naquele País! O interresse pelo Povo de Angola deve sobrepor-se ao interesse das empresas portuguesas pelo lucro oportunista.

  11. “MARCELO REBELO DE SOUSA ASSOBIADONA TOMADA DE POSSE DE JOÃO LOURENÇO”
    Boa tarde.
    É com bastante tristeza que leio esta notícia pois sou angolano, estudei em Portugal e como tal conheço a cultura e o comportamento dos dois povos.
    Aos jornalistas não se obriga saber de tudo, mas exige-se que saibam o mínimo sobre o tema que pretendam abordar e principalmente, que sejam rigorosos e isentos.
    É comum a vários povos (não só em Angola ou África) aplausos serem acompanhados por assobios, não porque estejam a vaiar, mas sim, a reforçar um ato de contentamento ou de concordância. O Professor Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente de Portugal, é uma pessoa simples e afável, por essa razão o povo angolano identificou-se com ele.
    O Presidente Marcelo Rebelo de Sousa, chegou a Angola sem a postura presunçosa característica dos políticos portugueses que parasitam, perdão, visitam Angola. Tio Marcelo, como foi carinhosamente tratado nas redes sociais angolanas teve um comportamento pouco comum para um presidente europeu, e principalmente vindo de Portugal.
    Chegou, sorriu e foi a praia. Não imaginam o espanto e alegria que causou. Aqueles assobios que se juntaram aos aplausos foram de satisfação, foram de alegria pelo comportamento que o Presidente Marcelo R. de Sousa teve ao chegar a Angola.
    Se todos os seus antecessores tivessem a mesma postura, tenho a certeza que Angola e Portugal seriam os verdadeiros irmãos “gémeos”, e todos nós, angolanos e portugueses, estaríamos melhor em todos os aspetos.
    Sem mais delongas, deixo-vos uma frase dita inteligentemente pelo tio Marcelo, vinda da expressão angolana “Estamos Juntos”.
    Dirigindo-se aos jornalistas angolanos que insistentemente lhe perguntavam sobre o estado das relações entre Angola e Portugal, o Professor Marcelo Rebelo de Sousa respondeu com o sorriso habitual: Estamos Juntos e estaremos sempre juntos!!!
    Venham mais 10 tios Marcelos e mais assobios.
    Estamos Juntos.

  12. Mas que temos nós a ver com a corrupção em angola? Porque carga de agua temos que andar a julgar pessoas que são corruptos no país deles? Nunca conseguirei entender estes artísticas que pensam que sao justiceiros quando uns corruptos que tomam decisões por cores politicas. Quando acolhem chinocas e ninguem pergunta aonde foram buscar o dinheiro que investem acho uma graça a estas brancas de neve tão puras.

    • “Porque carga de agua temos que andar a julgar pessoas que são corruptos no país deles”?
      E porque carga de água tem que comentar sem fazer ideia do que se passa?!
      Como é óbvio, os supostos crimes foram cometidos em Portugal e até envolvem um procurador do DCIAP, portanto, tente ao menos informar-se antes de escrever barbaridades!!

  13. Em Angola, o Professor Marcelo Rebelo de Sousa é muito acarinhado, por ser um homem simples, descomplexado e com um carisma antes visto com homens como Nelson Mandela e Barack Obama.
    Sou angolano, e posso garantir-vos que os assobios por cá usamos para apoiar aqueles por quem nutrimos um carinho especial.

  14. O que o titulo do artigo evidencia são os assobios. Vá-se lá saber porquê?
    O facto é que o nosso presidente foi o mais ovacionado e isso, lá tem o ZAP , goste ou não, que o referir ao longo do texto.
    Sendo que afinal os assobios vindos do povo angolano, são manifestação de alegria e aclamação, porquê a polêmica levantada?
    Haja paciência!

RESPONDER

Ex-governador brasileiro condenado a mais de 10 anos de prisão

O ex-governador do estado brasileiro de Minas Gerais foi condenado, esta quinta-feira, a uma pena de 10 anos e seis meses de prisão pela Justiça Eleitoral do país. Fernando Pimentel foi considerado culpado dos crimes de …

Áudio das viagens na Uber vai poder ser gravado

A partir de dezembro, a Uber vai passar a oferecer aos utilizadores no Brasil e no México a possibilidade de gravar o áudio da viagem com o objetivo de melhorar a segurança do motorista e …

Mourinho quer ser campeão no próximo ano (e não precisa de reforços)

O treinador português foi oficialmente apresentado como técnico do Tottenham, esta quinta-feira, e diz que já tem em vista a conquista do campeonato na próxima época. José Mourinho admitiu hoje que o título de campeão inglês …

Casal homossexual de pinguins "roubou" um ovo para poder ter a sua família

Um casal homossexual de pinguins de um jardim zoológico na Holanda estava tão ansioso por ter as suas crias que não resistiu à tentação e acabou por roubar um ovo de outro par. De acordo com …

Gabriel renova contrato com o Benfica até 2024

O médio brasileiro renovou contrato por mais uma época com o Benfica, até 2024, anunciou, esta quinta-feira, o clube no seu site oficial. "Estou muito feliz com esta renovação por mais um ano, é uma forma …

Malta Files permitiu ao Fisco recuperar milhões. Rui Pinto diz que foi um dos denunciantes

O pirata informático assumiu, esta quinta-feira, ter sido um dos denunciantes dos Malta Files, que permitiu ao Fisco identificar cidadãos e empresas portugueses que se aproveitaram do regime fiscal maltês para pagar menos impostos. "De acordo …

Há 5 anos que aparecem maços de notas nas ruas de uma aldeia inglesa (e ninguém sabe porquê)

Os residentes de uma aldeia inglesa andam a descobrir maços de notas nas ruas desde 2014. Um mistério que, até agora, ninguém conseguiu explicar. Mas há várias teorias e uma envolve o Pai Natal! O dinheiro …

Em 2018, só nove crianças foram colocadas em famílias de acolhimento

Apenas nove crianças tiveram uma medida de proteção em regime de acolhimento familiar em 2018, sendo que quase todas as crianças sinalizadas pelas comissões de menores ficaram na família, a maioria junto dos pais. De acordo …

Militar da GNR diz que droga apreendida na "casinha" era da Juve Leo

Decorreu, esta quinta-feira, a terceira sessão do julgamento da invasão à academia do Sporting, que decorre no tribunal de Monsanto, em Lisboa. O militar da GNR João Oliveira admitiu hoje, em tribunal, que a posse da …

Continental vai acabar com 5500 empregos em todo o mundo até 2028

A alemã Continental vai suprimir 5.500 empregos no mundo até 2028, num contexto de abrandamento conjuntural e de queda da procura por motores a combustão, anunciou esta quarta-feira o fornecedor automóvel germânico. Com o objetivo de …