/

“É o Governo que tem poder de decidir”, diz Marcelo sobre Lisboa

3

Manuel de Almeida / Lusa

O Presidente da República, que se encontra nos Estados Unidos, escusou-se a comentar as medidas sanitárias decretadas pelo Governo em relação à Área Metropolitana de Lisboa.

O Chefe de Estado voltou a frisar à RTP que quando está no estrangeiro nunca comenta o que se passa no país, mas garantiu que “antes de ser tomada a decisão, o senhor Primeiro-Ministro comunicou-me“, referiu, acabando por tecer alguns comentários sobre a opção tomada pelo Executivo de limitar a entrada e saída da Área Metropolitana de Lisboa.

Nos EUA, para a tomada de posse de Guterres na ONU, Marcelo Rebelo de Sousa diz que a decisão do Governo é tomada num “contexto muito específico”, procurando encontrar um equilíbrio entre a contenção da pandemia e a preservação da economia.

A medida é um passo atrás no desconfinamento que contraria o que Presidente da República tinha dito, mas Marcelo lembra que só tem poder sobre o estado de emergência.

O Presidente da República, “o poder que tem é em relação ao estado de emergência, em relação a estas decisões é o Governo que tem poder para decidir, não o Presidente”, atirou Marcelo.

Questionados sobre se se sentiu contrariado no seu compromisso de não voltar atrás, Marcelo lembrou que tinha dito que “não voltaria atrás no que compete a mim, que é o estado de emergência“. “Em relação ao resto, é competência do Governo”, rematou.

  ZAP //

3 Comments

  1. Até não desgosto do Marcelo, embora não vá à bola com estilo popularucho, do selfieman. Mas isso, deixo à sua consideração. Que faça o que bem entende. Agora, as últimas declarações, que não haveria retrocesso… Diria mesmo, que se houvesse possibilidade de retroceder no tempo, ele iria aproveitar para as reformular.
    Esta crise pandémica já nos ensinou a todos uma coisa: não sabemos como será o dia de amanhã.

  2. Com todo o respeito por o nosso P.R, é evidente que cometeu uma infeliz “gafe” (comigo não vai haver volta atrás no desconfinamento). Pois não !….. sendo da responsabilidade do Governo tal decisão. Portanto foi uma declaração inoportuna e irresponsável, que só serve para por mais combustível na fogueira, a favor da Oposição. O Sr Presidente, que pense antes de falar e fale só depois de pensar !…… mas creio que foi un “lapso” por pura inconsciência !

  3. ““É o Governo que tem poder de decidir”, diz Marcelo sobre Lisboa”, Mas… Sou eu que nomeio o Primeiro Ministro!… E, comigo, não há volta atrás! Então, afinal, quem manda?

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE