Marca de jóias indiana faz anúncio sobre harmonia hindu-muçulmana. Seguiu-se a indignação

O anúncio de 43 segundos da nova coleção da marca ­indiana Tanishq não foi recebido com bons olhos por promover a harmonia hindu-muçulmana.

O anúncio da marca de jóias indiana, a ­Tanishq, pretendia retratar a harmonia inter-religiosa: uma família muçulmana preparava um chá de revelação surpresa para a noiva hindu. O slogan dizia: “Uma bela confluência de duas religiões, tradições e culturas diferentes”, num tributo à reputação da Índia como a casa de múltiplas etnias e religiões.

Segundo o The Washington Post, poucos dias depois de o anúncio ter sido publicado no YouTube e no Twitter, a marca de joalharia retirou-o de todas as suas plataformas depois de ter sido surpreendida com uma avalanche de indignação e um boicote à marca.

As críticas chegaram até do Bharatiya Janata (Partido do Povo Indiano). Kothapalli Geetha, um ex-legislador, disse que o anúncio era “altamente questionável” e que “normalizava a jihad do amor“, uma teoria da conspiração defendida por ativistas hindus de direita que defende que os homens muçulmanos estão envolvidos num esforço deliberado para converter mulheres hindus através do casamento.

Num comunicado divulgado no Twitter, a Tanishq justificou a eliminação do anúncio em prol do “bem-estar” de funcionários e parceiros. A empresa disse que o objetivo por trás da nova coleção – Ekatvam (ou unidade) – era “celebrar a união de pessoas de diferentes estilos de vida” durante “estes tempos desafiadores”.

Esta não é a primeira vez que uma marca indiana é criticada por promover a harmonia hindu-muçulmana. No ano passado, um anúncio de um detergente que mostrava uma criança hindu a proteger uma criança muçulmana durante o festival das cores também gerou um boicote.

Segundo o matutino, este é o último exemplo da amarga divisão religiosa que varreu a Índia sob o Governo nacionalista hindu liderado pelo primeiro-ministro Narendra Modi.

Quase 80% da população indiana é hindu, enquanto que os muçulmanos representam 14%, quase 200 milhões de pessoas. As relações entre a maioria hindu e a minoria muçulmana estão cada vez mais sob pressão desde que Modi assumiu o poder em 2014.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Solução para Novo Banco pode não passar por um OE retificativo, diz João Leão

O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, disse que a alternativa à anulação da transferência de 476 milhões de euros para o Novo Banco não tem "necessariamente que passar" por um orçamento retificativo …

Plano de vacinação arranca em janeiro com três fases. 950 mil pessoas no primeiro grupo prioritário

Pessoas com mais de 50 anos com uma patologia frequente nos casos graves de covid-19, residentes e/ou internados em lares e profissionais de saúde integram o primeiro grupo prioritário para a administração da vacina de …

Segunda vaga de moratórias autorizada pela Autoridade Bancária Europeia

A Autoridade Bancária Europeia (EBA) autorizou a reabertura de moratórias de crédito, com efeitos a partir de 01 de outubro até 31 de março de 2021, dois meses após ter suspendido novas adesões. Num comunicado publicado …

Turquia alvo de críticas duras em reunião da NATO e em risco de sanções

A Turquia esteve esta quarta-feira sob um fogo de críticas na reunião virtual dos Ministros dos Negócios Estrangeiros (MNE) da NATO e, com a deceção manifestada pelos Estados Unidos, deve preparar-se para sanções económicas americanas …

O que Neymar mais quer é voltar a jogar com Messi. Só se vier a custo zero, diz o Barça

O internacional brasileiro Neymar, que alinha pelo PSG, confessou esta quarta-feira que o mais deseja é voltar a jogar com o astro argentino Lionel Messi, com quem partilhou balneário entre 2013 e 2017 no Barcelona. …

Ministro da Administração Interna e procuradora-geral da República vão ser ouvidos no Parlamento

Eduardo Cabrita será ouvido sobre o caso do cidadão ucraniano assassinado nas instalações do SEF e Lucília Gago sobre a "recente diretiva sobre os poderes hierárquicos" na magistratura do Ministério Público. A comissão de Assuntos Constitucionais …

Portugal regista mais 79 mortos e 3.772 novos casos de covid-19

Portugal contabiliza esta quinta-feira mais 79 mortos relacionados com o novo coronavírus, que provoca a covid-19, e 3.772 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da …

França investiga 76 mesquitas por suspeita de radicalização islâmica

A França vai investigar nos próximos dias 76 mesquitas por suspeitas de radicalização islâmica, anunciou esta quarta-feira o ministro do Interior do país, Gerald Darmanin. Trata-se de 16 templos na região de Paris e 60 no …

Medidas estão a dar resultados. Novas regras apresentadas sábado vão vigorar até 7 de janeiro

O primeiro-ministro afirmou que as medidas adotadas estão a produzir resultados, havendo uma trajetória descendente de novos casos de covid-19, mas advertiu que janeiro é mês de risco e as restrições não podem ser aliviadas. Esta …

Interpol alerta para ameaça do crime organizado ligado às vacinas. Falsificações podem ser fatais

A Interpol emitiu um alerta global aos perigos de burlas à volta da nova vacina para a covid-19. As falsificações podem ser lucrativas para os criminosos e fatais para quem as usar. A Interpol emitiu um …