Manual sexual para migrantes causa polémica na Alemanha

O governo da Alemanha criou um site para ensinar o “bê-á-bá” do sexo aos migrantes, contendo conselhos sobre sexualidade, ensinamentos sobre o respeito dos homossexuais e até dicas de como praticar vários actos sexuais.

“Zanzu: O meu corpo em palavras e imagens” é o lema do site lançado no passado mês de Março, no rescaldo dos ataques sexuais verificados em Colónia, na Alemanha, na noite da final do ano 2015. Na página lê-se que o objectivo é disponibilizar “conselhos sobre sexo e sexualidade para migrantes que não vivem há muito tempo na Alemanha“.

Com conteúdos em 12 línguas, incluindo Árabe, Turco, Albanês, Inglês, Francês e Espanhol (mas nada de Português), o site apresenta secções sobre saúde sexual, relações e emoções, planeamento familiar e assuntos legais, além de informação sobre doenças sexualmente transmissíveis e recomendações sobre a necessidade de respeitar os homossexuais.

DR Zanzu.de

Também contém imagens gráficas e explicações sobre como praticar vários actos sexuais, com dicas como a importância de “variar os movimentos em velocidade, ritmo e intensidade”. “Por exemplo, o homem pode ficar em cima da mulher, a mulher em cima do homem ou o homem por trás da mulher”, é outra das considerações descritas no site.

A ideia do governo alemão, que afirma promover a integração de migrantes e refugiados oriundos de meios conservadores e religiosos numa sociedade muito mais liberal, nomeadamente em termos da sexualidade, é vista por alguns como uma medida “racista”.

O cientista Heinz-Jürgen Voss, que investiga temas sexuais na Universidade Merseburg, considera em declarações ao Washington Post que é criticável considerar que os sírios e os iraquianos sabem menos de sexo do que os alemães.

Por outro lado, há quem critique o facto de o governo gastar 136 mil euros num site sobre sexo quando há outros assuntos bem mais graves para resolver.

Há ainda quem sublinhe que não será com uns gráficos bonitos que será possível reverter anos e anos de educação conservadora, nomeadamente quanto ao respeito pelas mulheres.

SV, ZAP

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Há sempre uns anjinhos que não conseguem enxergar o óbvio: que os imigrantes muçulmanos estão num patamar civilizacional muito abaixo do Europeu e que é comum aquelas cabeças retorcidas pensarem que as mulheres ocidentais são umas galdérias.

    Educação sexual para imigrantes pode parecer ridículo. Mas, infelizmente, os factos tornam-na necessária.

  2. Mas o melhor mesmo era não ter cá ilegais com mentalidade da Idade Média. Infelizmente há países como a Grécia que não respeitam o tratado Schengen e que os deixam entrar livremente independentemente do país de proveniência, para rebentar com a Europa. É uma espécie de vingança pela humilhação que o Syriza passou. E é lógico que uma parte dos ilegais que já entraram na Europa têm de voltar para os seus países. Será um desastre para a Europa se tal não acontecer.

    • Ai a culpa agora é da Grécia?!
      Então os outros é que mandam bombas e lhes destroem as casas, a louca da Merkel diz que lhe dá abrigo e depois dá o dito por não dito e a culpa é da Grécia?!
      Claramente que a sua mentalidade também está “parada” na Idade Média!…

  3. Claro que em português não é preciso. Eles já sabem tudo até demais. E quanto a essas corjas que só vêem asmulheres para escravas e terem filhos, adianta alguma coisa? Essa canalha que ainda vive na idade média e que tratam as mulheres muito abaixo de cão? Esses que matam filhas e irmãs por crimes de honra? Dizem eles? Para esses serão precisos muitos séculos para aprenderem. FORA COM ELES!!!

  4. Face a alguns comentários anteriores, vejo-me forçada a escrever que pensar nos refugiados e tratá-los como se fossem uma multidão de assassinos e violadores é, também, algo bem ao estilo da Idade Média… A isso chama-se simplesmente xenofobia, meus caros senhores. Portanto: na Europa não há violadores, certo? Todos respeitam os homossexuais, verdade? E os homens europeus têm na generalidade respeito e consideração pelas mulheres, claro?
    Deixo-vos alguns dados sobre a violência doméstica, só em Portugal: 29 mulheres perderam a vida durante 2015, uma descida em relação a 2014 (43). Nos últimos 11 anos registaram-se 428 femicídios e 497 tentativas de crime. Estes crimes foram protagonizados pelos seus maridos/companheiros – pessoas num “patamar civilizacional muito superior” ao dos muçulmanos, portanto…
    Será que os finlandeses, ou os canadianos, por exemplo, nos veem a nós, TODOS os portugueses, também, como uma corja de selvagens? É que ALGUNS portugueses ainda cospem para o chão, atiram beatas pela janela do automóvel, dão tareia nos filhos e, enfim… agridem e matam as companheiras.
    (…)

    • Desculpe Sr.a Maria, mas se por cá já os há certamente não precisamos de mais quantidade e com a mentalidade que estes têm pois não?!?
      Vá verificar as cidades nos países onde eles têm comunidades numerosas se os querem lá, vá ver a opinião da população por onde essa gente passou e pergunte-lhes se os querem por lá, pergunte às mulheres em Colónia que foram agredidas e até violadas se gostaram da convivência, às mulheres da suécia cuja taxa de assédio e crime sexual aumentou drasticamente e que na maioria dos casos é praticado por migrantes muçulmanos. Essas pessoas não se integram, nem sequer tem respeito pela cultura dos anfitriãos e vamos nós recebê-los como tolos, pra mim é o mesmo que dar as boas vindas a um vírus. Olhe se alguém vai recebê-los de braços abertos não sou eu, a senhora que abra lá o que entender com toda a sua sapiência. Se alguns europeus não têm respeito pelas mulheres os muçulmanos de uma forma generalizada tratam-nas abaixo de bicho, apedrejam-nas, têm que andar tapadas senão ou é surra ou até morte, etc, etc. E já agora veja lá quantas mulheres tem nas prisões da europa, é porque fizeram coisinhas lindas não é, são santas! Quantas têm nas prisões dos países deles, se calhar a maioria nem vive pra chegar à prisão… Tantos casos conhecidos de desrespeito bárbaro e gratuito de mulheres por parte dessa gente e você vem diminuir os Portugueses e rebaixá-los perante esta gente/cultura, é preciso ser muito ignorante ou irresponsavelmente inocente. Olhe dê lá uma olhada neste vídeo que está no youtube, basta pesquisar por “Fronteiras Abertas O suicídio coletivo da Europa” e depois desse aparecem nas sugestões laterais outros vídeos lindos como “Franceses nativos sob ATAQUES de imigrantes muçulmanos” entre vários outros. Veja que vai adorar certamente.

      Ahh já agora aproveite e visualize também “O estupro da Europa”, mas veja com a família porque é tão lindo e ternurento que será certamente um momento familiar inesquecível!

  5. Desculpe Sr.a Maria, mas se por cá já os há certamente não precisamos de mais quantidade e com a mentalidade que estes têm pois não?!?
    Vá verificar as cidades nos países onde eles têm comunidades numerosas se os querem lá, vá ver a opinião da população por onde essa gente passou e pergunte-lhes se os querem por lá, pergunte às mulheres em Colónia que foram agredidas e até violadas se gostaram da convivência, às mulheres da suécia cuja taxa de assédio e crime sexual aumentou drasticamente e que na maioria dos casos é praticado por migrantes muçulmanos. Essas pessoas não se integram, nem sequer tem respeito pela cultura dos anfitriãos e vamos nós recebê-los como tolos, pra mim é o mesmo que dar as boas vindas a um vírus. Olhe se alguém vai recebê-los de braços abertos não sou eu, a senhora que abra lá o que entender com toda a sua sapiência. Se alguns europeus não têm respeito pelas mulheres os muçulmanos de uma forma generalizada tratam-nas abaixo de bicho, apedrejam-nas, têm que andar tapadas senão ou é surra ou até morte, etc, etc. E já agora veja lá quantas mulheres tem nas prisões da europa, é porque fizeram coisinhas lindas não é, são santas! Quantas têm nas prisões dos países deles, se calhar a maioria nem vive pra chegar à prisão… Tantos casos conhecidos de desrespeito bárbaro e gratuito de mulheres por parte dessa gente e você vem diminuir os Portugueses e rebaixá-los perante esta gente/cultura, é preciso ser muito ignorante ou irresponsavelmente inocente. Olhe dê lá uma olhada neste vídeo que está no youtube, basta pesquisar por “Fronteiras Abertas O suicídio coletivo da Europa” e depois desse aparecem nas sugestões laterais outros vídeos lindos como “Franceses nativos sob ATAQUES de imigrantes muçulmanos” entre vários outros. Veja que vai adorar certamente.

  6. E já agora pra ficar mais elucidada ainda dos benefícios da convivência com os migrantes veja também no youtube este vídeo muito lindo, aconselho-a a ver com a família de tão bonito e ternurento que é “O estupro da Europa”.
    Vai adorar com toda certeza!

RESPONDER

"DeepNude". Inteligência Artificial "tirou a roupa" a mulheres nas redes sociais

A empresa de informação Sensity alertou que mais de 100 mil imagens foram carregadas para um canal de Telegram onde um bot "tirou a roupa" de mulheres. A empresa de segurança Sensity revelou recentemente que existe …

Poluição atmosférica "custa" a cada citadino europeu 1.276 euros por ano

A poluição atmosférica "custa" 1.276 euros por ano a cada cidadão europeu residente em cidades, de acordo com um estudo da Aliança Europeia de Saúde Pública (EPHA) divulgado esta quarta-feira. O estudo chegou ao valor médio …

"Emergência arqueológica". O degelo dos Alpes está a "libertar" artefactos escondidos há milhares de anos

As alterações climáticas podem estar a ajudar os arqueólogos a encontrar artefactos escondidos nos glaciares do Alpes há milhares de anos. O derretimento dos glaciares dos Alpes está a "liberta" objetos que permaneceram congelados no tempo …

Thermite RS3 é o primeiro robô de combate a incêndios dos EUA (e está pronto a entrar ao serviço)

O Corpo de Bombeiros de Los Angeles, nos Estados Unidos, deu as boas-vindas ao mais recente membro da equipa: um bombeiro robótico. O Thermite RS3 é um rover de controlo remoto capaz de bombear milhares de …

Inventor dinamarquês que matou jornalista no seu submarino escapou da prisão (mas já foi apanhado)

O inventor dinamarquês Peter Madsen, condenado a prisão perpétua por torturar e assassinar a jornalista sueca Kim Wall, fugiu da prisão esta terça-feira.  As autoridades dinamarquesas capturaram-no minutos depois. Peter Madsen, o dinamarquês condenado a prisão …

Molécula descoberta por menina de 14 anos pode levar a uma cura para a covid-19

A jovem norte-americana de 14 anos, Anika Chebrolu, descobriu uma molécula que pode levar a uma potencial cura para a covid-19. Enquanto cientistas dos quatro cantos do mundo trabalham no desenvolvimento de uma vacina para a …

Cerca de 1.300 reclusos fogem de prisão no Congo após ataque do Estado Islâmico

Cerca de 1.300 reclusos escaparam de uma prisão na República Democrática do Congo na manhã de terça-feira, após um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico, informou a Organização das Nações Unidas (ONU). Embora as autoridades locais tenham …

Amesterdão vai usar flores para impedir que os ciclistas estacionem bicicletas nas pontes

A cidade conhecida pelo uso de bicicletas, vai agora tomar uma medida em relação ao estacionamento destas nas pontes. Tudo para proteger as vistas para os seus famosos canais. Amesterdão orgulha-se de ser uma das cidades …

Morreu voluntário envolvido no ensaio da vacina de Oxford. Tinha 28 anos e era médico recém-formado

As autoridades de saúde brasileiras divulgaram esta quarta-feira a morte de um voluntário dos testes da vacina contra a covid-19, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), …

Milo, o "comunicador de ação" que permite conversar em grupo durante atividades ao ar livre

Chegou o Milo, o novo aparelho que vai revolucionar as aventuras em grupo. Este pequeno dispositivo permite-lhe conversar com o seu grupo à distancia sem precisar de levar o smartphone para o meio da montanha, …