Mais de 250 baleias mortas em tradicional massacre nas ilhas Faroé

O mar encheu-se de vermelho depois de uma tradição das Ilhas Faroé, na Dinamarca, ter provocado a morte de 250 baleias nas praias do arquipélago.

Mais de 250 baleias-piloto foram perseguidas por barcos até à praia, onde foram encurraladas e mortas com arpões e facas pelos habitantes locais enquanto dezenas de pessoas assistiam, incluindo crianças.

O massacre é um ritual realizado há centenas de anos Ilhas Faroé, conhecido por “grindadráp“, e foi mostrado a semana passada pela ONG ambientalista Sea Shepherd Global nas redes sociais. Sete ambientalistas foram detidos por tentar impedir a tradicional matança.

Nas imagens divulgadas pelos ativistas é possível ver o sangue dos mamíferos a manchar de vermelho as águas nas praias de Bøur e Tórshavn.

Embora a pesca da baleia seja proibida na Dinamarca, esta é permitida nas ilhas Faroé. O evento está legalizado pelas autoridades e conta com o apoio da marinha dinamarquesa.

Os pescadores do arquipélago alimentam-se da carne de baleia e usam a sua banha para vários produtos. As baleias-piloto não correm risco de extinção, mas o nível de brutalidade chocou os utilizadores das redes sociais.

Wyanda Lublink, capitã do navio da Sea Shepherd “Brigitte Bardot”, critica a presença de navios da marinha dinamarquesa no evento.

“É incompreensível que a Dinamarca, um país membro da União Europeia que luta contra este tipo de prática e sujeita a leis de proibição da matança de cetáceos, consiga justificar a sua colaboração neste massacre”, afirmou.

ZAP

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. São as baleias, é a integridade do estado ucraniano, são as crianças carne para canhão e o próprio e.i. o que se passa às portas da Turquia… E os “américas” que se danem porque a Europa está preocupada com 500 mil milhões “dados” aos gregos sem quaisquer reformas de vulto depois de 3 resgates que eles próprios solicitaram…Cantando e rindo lá vai a esqª bloquista dos putos de aviário com os europeus a olhar pela sua “qualidade de vida”

  2. Tradição?…isto é a degradação do ser humano, os vickings (dinamarqueses) sempre foram assassinos, isto nem parece real, é triste demais, sinceramente!!!!!!!!!!!

  3. Barbaridade autêntica é o que é e a prova de que riqueza não é prova de civismo também é mais do que verdade portanto os dinamarqueses que se retratem e reconheçam as suas fragilidades é o melhor que têm a fazer em pleno século XXI.

  4. Estupides e argumentos absurdos isso sim são as desculpas dadas por govermos que continuam a defender este tipo de práticas bárbaras.

  5. Há povos que (infelizmente), ainda continuam a viver num estádio de barbárie. Mais uma vez se constata, como o homem é o principal destruidor da Obra do Criador. Mata pelo prazer de matar, destrói pelo prazer de destruir…Com são bem superiores a nós, os animais ditos (irracionais???!!!)

  6. Junto as minhas palavras às do jorge calmeiro, já não chega destruir a natureza, agora viram-se para a vida animal, sem palavras, cumprimentos

  7. “Embora a pesca da baleia seja proibida na Dinamarca, esta é permitida nas ilhas Faroé”. Agora, a mesma frase com alterações mas com a mesma carga de verdade e perplexidade: Embora os touros de morte sejam proibidos em Portugal, eles são permitidos em Barrancos.

RESPONDER

Primeiro não flutuava. Agora o novo submarino espanhol não cabe nas docas

Primeiro não flutuava, por excesso de peso, e agora, não cabe nas docas. O novo submarino da Marinha Espanhola é um embaraço para a Defesa do país vizinho e um caso flagrante de derrapagem, com …

Quase um milhão de refeições escolares desperdiçadas

Quase um milhão de refeições escolares que tinham sido encomendadas foram desperdiçadas porque os alunos faltaram, revela o relatório anual do ministério da Educação sobre cantinas concessionadas a privados. Entre setembro do ano passado e 31 …

Arrojada no céu: Aston Martin apresenta carro voador de luxo

A Aston Martin apresentou recentemente o Volante Vision Concept, uma aeronave arrojada e futurista destinada a transportar passageiros em voos de médias e longas distâncias. A Aston Martin pôs em cima da mesa as suas soluções …

Marta Soares recusa candidatura de Bruno de Carvalho

Bruno de Carvalho tentou formalizar a sua candidatura à presidência do Sporting, esta quarta-feira, tendo sido prontamente recusada por Jaime Marta Soares. O advogado de Bruno de Carvalho, Pedro Proença, deslocou-se esta quarta-feira ao Estádio de …

Hungria retira-se de pacto mundial sobre as migrações aprovado na ONU

A Hungria, com um Governo abertamente hostil à imigração, declarou que se retira do pacto mundial sobre as migrações aprovado, na semana passada, nas Nações Unidas, por considerar que encoraja o fluxo de pessoas "perigosas". O …

Lisboa vai proibir copos de plástico a partir de 2020

Um dos objetivos da Câmara Municipal de Lisboa para o ano em que a cidade será a Capital Verde Europeia é banir os copos de plástico até 2020. Segundo o Diário de Notícias, esta é uma …

Prisão preventiva para 39 dos 58 arguidos dos Hells Angels

O Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa determinou prisão preventiva para 39 dos 58 arguidos como medidas de coação no âmbito do processo do grupo Hells Angels e apresentações periódicas às autoridades para os restantes. Segundo …

Bruxelas aplica multa recorde de 4,3 mil milhões de euros à Google

A Comissão Europeia aplicou, esta quarta-feira, uma multa com valor recorde de 4,3 mil milhões de euros ao gigante norte-americano Google por abuso de posição no mercado devido ao sistema Android. Esta sanção, destinada a punir …

Rapazes salvos na Tailândia saíram do hospital e recordam "milagre"

As 12 crianças e o treinador de futebol que ficaram presos numa gruta inundada na Tailândia e que estavam internados desde a semana passada receberam esta quarta-feira alta hospitalar e falaram pela primeira vez desde …

Hotel processa sobreviventes do massacre de Las Vegas

A empresa que detém o hotel Mandalay Bay, em Las Vegas –  onde Stephen Paddock disparou sobre uma multidão num festival de música country –, processou mil de vítimas do ataque, argumentando não ter "qualquer …