Mais de 250 baleias mortas em tradicional massacre nas ilhas Faroé

O mar encheu-se de vermelho depois de uma tradição das Ilhas Faroé, na Dinamarca, ter provocado a morte de 250 baleias nas praias do arquipélago.

Mais de 250 baleias-piloto foram perseguidas por barcos até à praia, onde foram encurraladas e mortas com arpões e facas pelos habitantes locais enquanto dezenas de pessoas assistiam, incluindo crianças.

O massacre é um ritual realizado há centenas de anos Ilhas Faroé, conhecido por “grindadráp“, e foi mostrado a semana passada pela ONG ambientalista Sea Shepherd Global nas redes sociais. Sete ambientalistas foram detidos por tentar impedir a tradicional matança.

Nas imagens divulgadas pelos ativistas é possível ver o sangue dos mamíferos a manchar de vermelho as águas nas praias de Bøur e Tórshavn.

Embora a pesca da baleia seja proibida na Dinamarca, esta é permitida nas ilhas Faroé. O evento está legalizado pelas autoridades e conta com o apoio da marinha dinamarquesa.

Os pescadores do arquipélago alimentam-se da carne de baleia e usam a sua banha para vários produtos. As baleias-piloto não correm risco de extinção, mas o nível de brutalidade chocou os utilizadores das redes sociais.

Wyanda Lublink, capitã do navio da Sea Shepherd “Brigitte Bardot”, critica a presença de navios da marinha dinamarquesa no evento.

“É incompreensível que a Dinamarca, um país membro da União Europeia que luta contra este tipo de prática e sujeita a leis de proibição da matança de cetáceos, consiga justificar a sua colaboração neste massacre”, afirmou.

ZAP

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

  1. São as baleias, é a integridade do estado ucraniano, são as crianças carne para canhão e o próprio e.i. o que se passa às portas da Turquia… E os “américas” que se danem porque a Europa está preocupada com 500 mil milhões “dados” aos gregos sem quaisquer reformas de vulto depois de 3 resgates que eles próprios solicitaram…Cantando e rindo lá vai a esqª bloquista dos putos de aviário com os europeus a olhar pela sua “qualidade de vida”

  2. Tradição?…isto é a degradação do ser humano, os vickings (dinamarqueses) sempre foram assassinos, isto nem parece real, é triste demais, sinceramente!!!!!!!!!!!

  3. Barbaridade autêntica é o que é e a prova de que riqueza não é prova de civismo também é mais do que verdade portanto os dinamarqueses que se retratem e reconheçam as suas fragilidades é o melhor que têm a fazer em pleno século XXI.

  4. Estupides e argumentos absurdos isso sim são as desculpas dadas por govermos que continuam a defender este tipo de práticas bárbaras.

  5. Há povos que (infelizmente), ainda continuam a viver num estádio de barbárie. Mais uma vez se constata, como o homem é o principal destruidor da Obra do Criador. Mata pelo prazer de matar, destrói pelo prazer de destruir…Com são bem superiores a nós, os animais ditos (irracionais???!!!)

    • Faço tuas, as minhas palavras…
      Isto tem se verificado em todo o mundo com os animais mais diversos…
      Não há respeito por nada nem ninguém.
      E o pior, quem respeita a natureza e tudo o que nela habita, não consegue fazer nada!
      Já assinei milhares de petições, e nada muda!

  6. Junto as minhas palavras às do jorge calmeiro, já não chega destruir a natureza, agora viram-se para a vida animal, sem palavras, cumprimentos

  7. “Embora a pesca da baleia seja proibida na Dinamarca, esta é permitida nas ilhas Faroé”. Agora, a mesma frase com alterações mas com a mesma carga de verdade e perplexidade: Embora os touros de morte sejam proibidos em Portugal, eles são permitidos em Barrancos.

Subsídio aos pobres na pandemia "não pode ser para sempre"

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse esta terça-feira que os subsídios destinados aos mais pobres pelo Congresso no âmbito da luta contra a pandemia de covid-19 “infelizmente para os demagogos e comunistas, não pode …

Reembolso do IVA do turismo e restauração pode demorar um ano se vier no IRS

A partir de 2021 os contribuintes poderão receber parte do valor do IVA de consumos no setor do turismo e restauração, medida anunciada pelo Governo na segunda-feira e que, antecipou a Deloitte, pode ser concretizada …

Novo lay-off passa a ser acessível para empresas com perdas entre 25% e 40%

As empresas com quebras de faturação homólogas entre 25% e 40% vão poder recorrer ao apoio à retoma progressiva, instrumento que passa também permitir a redução até 100% do horário quando a quebra de faturação …

Associação das Forças Armadas considera diretiva para comunicação inclusiva uma "provocação"

O presidente do Conselho Nacional da Associação de Oficiais das Forças Armadas (AOFA) afirmou que a nova diretiva do Governo que implementa uma comunicação inclusiva em todos os documentos oficiais é uma provocação aos militares …

60 milhões de infetados na Índia? Casos podem ser 10 vezes mais do que os números oficiais

Mais de 60 milhões de pessoas na Índia podem ter sido infetadas com o novo coronavírus, dez vezes mais que os números oficiais, anunciaram esta terça-feira autoridades médicas responsáveis pela pandemia, citando um estudo nacional …

Mais dois projetos do Chega "chumbados" na comissão de Assuntos Constitucionais

A comissão de Assuntos Constitucionais concluiu esta quarta-feira pela inconstitucionalidade de duas iniciativas do Chega, um projeto de lei para limitar o número de ministros e uma resolução a propor um referendo para reduzir o …

Mourinho, Dier, Lineker: "Os jogadores deixaram de fazer aquilo no relvado?"

Mais do que a vitória sobre o Chelsea, o jogo do Tottenham na Taça da Liga vai ser recordado durante muito tempo por outro motivo... E Mourinho criticou as datas dos jogos. O Tottenham levou a …

"Erro grosseiro". Câmara de Lisboa assume responsabilidade pelo acidente no metro

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, disse esta quarta-feira que o desabamento que ocorreu terça-feira no túnel do metro na Praça de Espanha decorreu de um "erro grosseiro" numa obra da autarquia, assegurando …

Portugal com mais oito mortos e 825 novos casos

Portugal contabiliza hoje mais oito mortos relacionados com a covid-19 e 825 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da pandemia, Portugal já …

"Não se aprendeu nada" com Pedrógão. Época de incêndios acaba com 65 mil hectares ardidos e morte de cinco bombeiros

A época mais crítica de incêndios florestais termina esta quarta-feira com cerca de 65 mil hectares de área ardida e a morte de cinco bombeiros e de um piloto de um avião de combate aos …