O maior festival religioso do Nepal foi cancelado (e os devotos temem a raiva dos deuses)

O antigo pátio do palácio lotado com centenas de milhares de pessoas todos os anos durante o festival Indra Jātrām, mais conhecido como Yenyā, está deserto, os templos estão trancados e todas as celebrações públicas foram proibidas pelo Governo para conter a pandemia.

O outono é a temporada de festivais no Nepal predominantemente hindu, onde a religião, as celebrações e os rituais são grandes partes da vida, mas, este ano, as pessoas terão de reduzir os seus rituais dentro das suas casas, de acordo com o New York Post. Muitos devotos desta nação dos Himalaias acreditam que podem vir a irritar os deuses por evitar os rituais – o que causaria uma catástrofe.

Um confinamento foi ordenado nos oito dias em que o festival Yenyā cancelado teria sido realizado e, em vez disso, foi realizada uma pequena cerimónia para pedir perdão a Indra, o deus hindu da chuva, sob a segurança do Governo.

Durante o festival, Kumari, uma menina reverenciada como a deusa viva, é levada ao redor da parte central de Kathmandu numa carruagem puxada por devotos. Após o cancelamento, nunca mais deixou o palácio do templo. A sua carruagem está trancada no galpão e a polícia armada guarda os pátios.

“Haveria centenas de milhares de devotos a encher o pátio e as ruas durante o festival, o que colocaria muitos deles em risco de ficar em infetados”, disse Gautam Shakya, zelador-chefe de Kumari. “Tivémos de interromper este festival de séculos pela primeira vez.”

Shakya e a sua família cuidam de Kumari há gerações. Uma jovem é escolhida de um único clã e é adorada como a deusa viva até ser substituída na puberdade. Altos funcionários e plebeus tocam nos seus pés para obter a sua bênção.

Um pequeno grupo de devotos que escapou do confinamento e da segurança para orar diante da deusa viva disse que precisavam de continuar a tradição seguida pelos seus ancestrais. “O festival e Kumari não são só uma tradição, é a nossa cultura e uma grande parte das nossas vidas que não podemos parar por nada, nem mesmo por uma pandemia”, disse Shanker Magaiya.

Magaiya ficou com o coração partido com o cancelamento, dizendo que embora entendessem a ordem do governo, precisavam de proteger a sua religião, cultura e tradição. “Desiludimos os deuses e precisamos de mantê-los felizes para que todos possamos ser felizes e prosperar”, disse.

Perto do templo de Kumari, uma enorme estátua da divindade hindu Swet Bhairav ​​é aberta ao público uma vez por ano durante o festival. Os devotos empurram-se para obter um gole do vinho de arroz que é libertado de um tubo preso à cabeça da estátua. Este ano, as portas foram apenas entreabertas e muito poucas pessoas conseguiram saborear o vinho sagrado.

O sacerdote do templo Prakash Tamrakar, que parecia desapontado, disse que o festival deveria ter sido permitido com precauções de distanciamento social e com a polícia a bloquear o pátio. “A minha família faz isto há gerações e nunca foi cancelado”, disse . “Essts festivais são feitos para que oremos aos deuses para poupar o povo de todos os problemas e proteger-nos a todos de doenças e catástrofes”.

Ao sul de Katmandu, na cidade de Lalitpur, uma carruagem de cinco andares com uma estátua da divindade Rato Machindranath foi construída para um festival que foi cancelado por ordens do Governo.

Devotos frustrados revoltaram-se e milhares reuniram-se para puxar a carruagem no início deste mês. Entraram em confronto com a tropa de choque que disparou gás lacrimogéneo e água e espancou algumas pessoas com bastões de bambu. Várias pessoas ficaram feridas e muitas foram detidas.

O maior e mais celebrado festival Dasain do Nepal em outubro é celebrado durante duas semanas com feriados. As pessoas viajam para ver parentes, celebrar festas diárias e visitar templos. No entanto, são esperadas atividades em escala reduzida com algumas proibições este ano.

As autoridades nepalesas impuseram um confinamento restrito em março, que foi facilitado em julho. Mais de 76 mil pessoas foram infetadas e 491 morreram. Porém, a proibição de festivais ao ar livre e reuniões religiosas continua e os templos permanecem fechados.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Há muitos deuses que por vez ficam irritados… O deus de Pudim, o deus de Trampa, o deus Quim de Xunga… Ah, convém substituir a deusa antes que fique menstruada… Enquanto não se lembrarem de oferecer aos deuses sacrifícios humanos menos mal. É o que eu digo, há pessoas que não sabem a sorte que têm em terem nascido cristãs!

  2. grande parte dos nepaleses sao Indus e resto sao minorias religiosas… ‘e cultura meio aciganada… as raparigas sao meio de troca das familias…e nao tem opiniao, homem ‘e que manda… ‘e coisa que ocidente nao entende… fico por aqui…

RESPONDER

Portagens devem manter preços em 2021

Os preços das portagens nas autoestradas deverão voltar a manter-se em 2021, a confirmar-se a estimativa da taxa de inflação homóloga, sem habitação, de -0,18% em outubro, divulgada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). A fórmula …

Governo estuda novo confinamento total nas duas primeiras semanas de dezembro

O Governo está a ponderar decretar um novo confinamento total da população portuguesa nas duas primeiras semanas de dezembro. A notícia foi avançada esta sexta-feira pela TVI e, entretanto, confirmada por outros órgãos de informação. O …

Pelo menos 140 pessoas afogam-se no naufrágio mais mortal de 2020

Pelo menos 140 migrantes morreram afogados ao largo da costa senegalesa depois de a embarcação em que seguiam se ter incendiado e naufragado, avançou a Organização Internacional para as Migrações (OIM). O barco transportava 200 pessoas …

Nélson Évora terminou contrato com o Sporting

Nelson Évora, campeão olímpico do triplo salto nos Jogos Olímpicos Pequim2008, vai deixar o Sporting após o fim do contrato com o clube, no sábado, confirmou à "Lusa" fonte oficial do Sporting, esta sexta-feira. O atleta, …

Nova Zelândia aprova eutanásia. Mas rejeita legalização da marijuana

Os neozelandeses aprovaram a eutanásia voluntária, mas rejeitaram a legalização da marijuana para uso recreativo, em dois referendos realizados em 17 de outubro, anunciou esta sexta-feira a Comissão Eleitoral. Cerca de 65,2% dos neozelandeses votaram a …

Governo pondera novas medidas de apoio ao emprego e empresas

O Governo está a ponderar novas medidas de apoio ao emprego e às empresas em resposta ao agravamento da pandemia de covid-19, disse hoje o ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro …

Cova da Piedade não joga: "Prefiro perder três pontos do que alguém perder a vida"

O jogo entre Estoril e Cova da Piedade, como se esperava, não vai ser realizado e deverão ser atribuídos três pontos ao Estoril. Diretor do Cova da Piedade não poupa nas críticas. Mais uma partida da …

Investigadores descobrem porque há pessoas infetadas sem sintomas de covid-19

Investigadores do hospital universitário de Aarhus, na Dinamarca, descobriram que algumas pessoas infetadas com o novo coronavírus não desenvolvem sintomas porque este poder ocultar o seu genoma para não ser reconhecido. Como noticiou esta sexta-feira o …

Luís Pina condenado a quatro anos de prisão pela morte de adepto italiano junto ao Estádio da Luz

O principal arguido no processo do atropelamento mortal do adepto italiano de futebol Marco Ficini, junto ao Estádio da Luz, em Lisboa, em 2017, foi hoje condenado a quatro anos de prisão efetiva, por homicídio …

Glenn Greenwald deixa Intercept e acusa editores de “censura”. Foi proibido de publicar texto sobre Biden

O cofundador do site de investigação The Intercept, Glenn Greenwald, anunciou a sua demissão e acusou os restantes editores de “censura” por terem impedido a publicação de um artigo seu sobre o candidato democrata à …