Vem aí a maior descida na conta da luz em 20 anos (e é para toda a gente)

André Mouraux / Flickr

Já a partir de 1 de janeiro, a conta da luz das famílias portuguesas vai descer, em média, entre 2,6% e 6,3%, dependendo de que empresa sejam clientes.

No mercado regulado, a ERSE ditou para a EDP Serviço Universal uma redução de 3,5% nas tarifas de 2019 para cerca de um milhão de clientes, o que equivale a menos 1,58 euros numa fatura média mensal de 45,1 euros.

É a descida mais acentuada desde 1999, quando os preços caíram 4,7% e o mercado livre ainda era uma miragem em Portugal. Para as 800 mil famílias com direito a tarifa social o desconto mensal será de 13,67 euros, numa fatura média de 26,8 euros.

Já para o ano, e com vários comercializadores de eletricidade a disputar a atenção de cinco milhões de clientes – mais de 80% dos quais da EDP -, está aberta uma verdadeira “guerra de preços” na luz.

A Endesa é a que anuncia descontos maiores, numa média de 6,%, enquanto as atualizações de tarifários da Galp apontam para uma redução de 2,6%. Pelo meio fica a EDP Comercial, que já anunciou que seguirá a queda nas tarifas de 3,5% da ERSE para 90% dos seus clientes, e a Goldenergy que estabeleceu o seu desconto em 4% para 2019.

Já a Iberdrola não avançou uma percentagem específica, mas diz que vai transferir “na íntegra e para todos os seus clientes” a redução em relação às tarifas de acesso às redes (-16,7%) publicada pela ERSE para 2019. “É uma redução significativa que vai refletir-se na fatura do cliente”, garantiu a empresa ao Diário de Notícias.

A confirmação de que, “apesar da constante subida do custo da eletricidade nos últimos anos, a Endesa não irá refletir essa subida nas faturas dos seus clientes, reduzindo os preços em média 6,3%”, chegou pela voz do presidente da empresa, Nuno Ribeiro da Silva.

No entanto, em novembro, a Endesa tinha comunicado aos seus clientes na fatura desse mês uma atualização em forma de subida dos preços do contrato logo em janeiro, “de acordo com a evolução dos mercados energéticos”.

De acordo com os números mais recentes do Eurostat, Portugal é o sexto país da UE com a fatura de luz mais elevada, atrás da Dinamarca, Alemanha, Bélgica, Espanha e Irlanda. O custo do quilowatt/hora está nos 0,2246 euros. Os impostos são mais de metade do preço da luz em Portugal.

ZAP //

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. Com menos impostos taxas e taxinhas o valor da luz, e não só, descia ainda mais mas isso não interessa.
    Cambada de exploradores.

  2. O Joao Galamba já está a preparar mais contratos de potencia garantida para as renováveis o que vai manter a electricidade como uma das mais altas da Europa indefinidamente

RESPONDER

Estivadores vão fazer greve em Setúbal e ameaçam fazer o mesmo em Lisboa

O Sindicato dos Estivadores e Atividade Logística (SEAL) revelou esta sexta-feira que vai entregar já na segunda-feira um pré-aviso de greve no Porto de Setúbal e ameaça fazer o mesmo no Porto de Lisboa. “Os trabalhadores …

Segundo maior diamante transforma-se em joias Louis Vuitton

Depois de cortado e polido, o segundo maior diamante da história será transformado numa coleção de joias da Louis Vuitton. A Lucara Diamond encontrou o diamante Sewelo, de 1.758 quilates, na sua mina do Botswana, no …

Filho do presidente da Câmara de Pedrógão Grande "sem memória" no caso da reconstrução de casas

O adjunto do presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Telmo Alves, que também é filho do autarca, disse em Tribunal que desconhece o processo de reconstrução das casas ardidas no incêndio no concelho, em 2017, …

Joacine não está inscrita no congresso do Livre

De acordo com o semanário Expresso, a deputada única do Livre não se inscreveu na reunião magna do partido, que se realiza este fim de semana, em Lisboa. A deputada do Livre, Joacine Katar Moreira, e …

"Há condições para avançar" com o alargamento da ADSE

"Há condições para avançar" com o alargamento da ADSE aos contratos individuais do Estado e aos precários regularizados no PREVPAP, disse Alexandra Leitão, esta sexta-feira, no Parlamento. A ministra da Modernização do Estado e da Administração …

Países "lutam" por fundos europeus para neutralizar emissões de carbono

Um novo fundo de 100 mil milhões destinado a neutralizar as emissões de dióxido de carbono na Europa até 2050 está em disputa por vários países. A Comissão Europeia quer implementar um fundo de 100 mil …

Tribunal japonês suspende atividade de reator nuclear que tinha recebido luz verde

Um tribunal no Japão ordenou esta sexta-feira que o reator nuclear da central de Ikata (oeste do país) pare por razões de segurança, numa decisão que revoga uma anterior que deu luz verde ao seu …

Panamá. Sete corpos encontrados em vala comum em área indígena controlada por seita religiosa

Os corpos de sete pessoas foram encontrados na quinta-feira numa vala comum numa área indígena do Panamá controlada por uma seita religiosa, entre eles o de uma grávida e cinco dos seus filhos. Outras 15 …

Deixar de dar aulas com mais de 60 anos só no pré-escolar e 1.º ciclo

A possibilidade de os professores com mais de 60 anos deixarem de dar aulas para "desempenhar outras atividades", prevista no Orçamento do Estado de 2020, será apenas aplicada ao pré-escolar e 1.º ciclo, esclareceu o …

Aumento extra de dez euros pode beneficiar 1,6 milhões de pensionistas

O aumento extra de dez euros nas reformas até 658,2 euros, confirmado esta quinta-feira pelo secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, pode vir a beneficiar cerca de 1,6 milhões de pensionistas. A estimativa é avançada …