MAI apresenta queixa-crime contra os bombeiros por causa de fogo em Cascais

Tiago Petinga / Lusa

O Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita

O ministro da Administração Interna participou, esta sexta-feira, ao Ministério Público a situação de “grave risco” resultante da ausência de comunicação dos bombeiros ao Comando Distrital de Operações de Socorro de Lisboa de um incêndio no concelho de Cascais.

Além desta participação para eventual procedimento criminal pelo Ministério Público (MP), Eduardo Cabrita determinou também à Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) a abertura de um inquérito para apuramento de eventuais responsabilidades disciplinares.

A semana passada, os bombeiros aprovaram “por unanimidade e aclamação” um boicote toda a informação à ANPC, tendo suspendido desde domingo toda a informação operacional aos Comandos Distritais de Operações de Socorro (CDOS).

Numa nota enviada à agência Lusa, o Ministério da Administração Interna (MAI) refere que a informação prestada pelo presidente da ANPC ao ministro Eduardo Cabrita concluiu “pela situação de grave risco decorrente da ausência de comunicação ao Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Lisboa da ocorrência de incêndio habitacional em São Domingos de Rana, Cascais”.

O MAI sublinha que “a mesma informação reporta a violação dos deveres de zelo no âmbito do Regime Jurídico dos Corpos de Bombeiros”.

“Com base nessa informação, o ministro da Administração Interna determinou a instauração de um inquérito, por parte da ANPC, para apuramento de eventuais responsabilidades disciplinares A participação ao Ministério Público para apuramento de eventuais responsabilidades criminais”, precisa a nota do MAI.

O CDOS de Lisboa esteve mais de uma hora sem informações sobre o incêndio desta sexta-feira no concelho de Cascais, que provocou um morto, disse à Lusa fonte da Proteção Civil. O pedido de socorro para o incêndio, numa habitação na freguesia de São Domingos de Rana, chegou via 112 ao CDOS de Lisboa, que imediatamente acionou os meios junto dos bombeiros voluntários de Carcavelos, que se deslocaram para o local.

A mesma fonte adiantou que o CDOS de Lisboa esteve sem saber o que se passava no terreno durante mais de uma hora, tendo recebido informações sobre a ocorrência através dos serviços municipais de Cascais de proteção civil.

Segundo o INEM, o incêndio provocou a morte a uma mulher e fez com que 10 pessoas fossem assistidas por inalação de fumos, sete das quais com necessidade de receberem tratamento hospitalar.

Os bombeiros de Carcavelos são uma das corporações que aderiram ao protesto do Conselho Nacional da Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP), que desde domingo suspenderam todo o encaminhamento de informação operacional aos CDOS. O comandante dos bombeiros de Carcavelos confirmou que não foram reportadas informações ao CDOS, facto que “não condicionou os trabalhos” e “o socorro”.

Segundo a LBP, 84% das corporações de bombeiros deixaram de reportar aos CDOS qualquer informação operacional em protesto contra as várias propostas de reforma da Proteção Civil, nomeadamente a proposta de alteração à Lei Orgânica da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), que vai passar a designar-se Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

ZAP // Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Muito bem Sr. Ministro! Agora os bombeiros portugueses andam com birras e birrinhas por causa de lhes tirarem o acesso ao Euros. Muito bem, Sr, Ministro !

    • DE acordo.
      A Liga dos Bombeiros é o equivalente a Liga de Futebol Profissional. São organizações (legítimas) de “patrões” e não de “trabalhadores”.
      Ao contrario do que muita gente pensa, a Liga dos Bombeiros, não representa bombeiros. Mas sim, as associações que os contratam. Tal como muitas IPSS, desde há dezenas de anos que mamam na teta do estado, mas não querem ser fiscalizados nem tutelados num sistema nacional que imponha responsabilidades e avalie desempenho. Os tachistas que há anos andam a chupar não querem ser perder as mordomias

  2. Acho muito bem!
    Tem um contrato com o Estado (e recebem dinheiro do Estado!) e portanto, tem que reportar ao Estado; se não o fazem, estão a cometer um crime!!
    Claro que a culpa não é dos bombeiros mas sim daquele politico parasita chamado Jaime Marta Soares, que, para manter o seu tachos (e dos seus amigos), faz birra e usa os bombeiros para conseguir os seus objectivos pessoais!…
    Chega ao cúmulo se querer ser ele (e outros parasitas da LBP) a quer mandar no Estado que lhes dá o dinheiro!
    Um vergonha para os bombeiros, que não mereciam ser manipulados e ver os eu bom nome manchado por um dinossauro politico rafeiro que, supostamente, os devia ajudar!

    • Quanto ao dinossauro rafeiro, até posso estar de acordo.
      Quanto à gestão, é sempre a mesma pessegada à portuguesa: o importante é “algém mandar”, porque isso traz “jobs for the boys”. O resto, não interessa a nada nem a ninguém,.

  3. Os bombeiros já deviam de ter parado á 12 anos, para reorganizar a estrutura que foi desmontada pelos politicos do PS e PSD para terem espaço para os amigos dos partidos que de Protecção Civil não percebiam nada e foram tirar um canudo a correr para poderem tomar posse.
    Esta situação vai ter de ser resolvida até 20 de janeiro senão não vai haver disponibilidade para os fogos florestais de 2019 onde o plano tem de estar pronto em fevereiro.
    Com a desorganização que o governo fez com a aquisição de viaturas brinquedo para os Sapadores e GNR onde gastou uns trocos com estes veiculos mas a fatura foi de milhares.
    O governo vai ter de fazer uma alteração bastante forte na estrutura se quizer ter bombeiros para socorrer a nivel nacional com mais rapidez.

RESPONDER

Há uma nova ameaça nas salas de aula e chama-se Fortnite

O jogo online mais popular do mundo, com mais de 200 milhões de utilizadores registados, encanta crianças cada vez mais novas. Numa escola primária do Montijo, as aulas passaram a decorrer de forma diferente por …

Empresa portuguesa quer produzir alface em câmaras frigoríficas (e podem ser levadas para Marte)

A empresa Grow to Green promete que vai produzir alimentos indoor. É possível gastar menos 98% de água na produção de alface, o que permite cultivá-lo diretamente no supermercado, no deserto ou, quem sabe um …

May rejeita novo referendo, apresenta Plano B do Brexit e pede ajuda à oposição

A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, rejeitou esta segunda-feira convocar um segundo referendo sobre o Brexit e afirmou que espera voltar a debater com a União Europeia o controverso plano de salvaguarda elaborado para …

Porto vende 35 mil francesinhas por dia (e os turistas adoram)

O Porto vende pelo menos 35 mil francesinhas por dia nos mais de 700 cafés e restaurantes da cidade, o que significa que por mês há cerca de um milhão daquelas sanduíches especiais a serem …

China limita número de alpinistas autorizados a escalar Everest

O número total de alpinistas que tentam alcançar o topo do Everest, a 8.850 metros de altitude, a partir do norte, serão limitados a menos de 300, e a temporada de escalada será restringida à …

Rede francesa de solidariedade acolhe brasileiros que queiram fugir de Bolsonaro

Solidarité Brésil é o nome da iniciativa, lançada esta sexta-feira, em Paris, que tem como objetivo ajudar estudantes, artistas ou intelectuais que se sintam ameaçados no Brasil de Jair Bolsonaro. Podem ser estudantes, investigadores, artistas, professores, …

Todos os dias cinco portugueses tornam-se britânicos

Todos os dias, em média, cinco emigrantes portugueses tornam-se britânicos. Só entre janeiro de 2017 e setembro de 2018, 2.655 emigrantes no Reino Unido conseguiram obter cidadania britânica, número que supera o total de autorizações …

O maior encontro religioso do mundo leva 150 milhões de pessoas à Índia

Até 04 de março, são esperados na cidade indiana Allahabad cerca de 150 milhões de peregrinos, que buscam proteção e purificação nas águas que cruzam os rios sagrados Ganges, Yamuna e Saraswati, durante aquele que é …

Ciclistas indignados com anúncio que mostra bicicleta a ser abalroada

Um anúncio de publicidade do Continente em que um ciclista é abalroado por um automóvel está a gerar indignação. A Federação Portuguesa de Ciclismo já pediu a retirada do anúncio e apresentou queixa à Entidade …

Hoje, Wall Street parou. É dia de Martin Luther King Jr

Desde 1986 que se realiza, nos EUA, na terceira segunda-feira de janeiro, o dia de Martin Luther King Jr., um feriado federal. A bolsa de Nova York estará encerrada, assim como a maior parte das …