Madeira, Suíça, Dubai. Antes de chegar ao “Príncipe”, luvas da Odebrecht terão dado a volta ao mundo

Os alegados pagamento de luvas da construtora brasileira Odebrecht ao “Príncipe”, nome de código de um cidadão português que as terá recebido, terão circulado entre a Madeira, a Suíça e o Dubai, avança o Correio da Manhã.

De acordo com o Correio da Manhã, que avança a notícia este sábado, mais de dois milhões de euros terão saído em várias tranches de uma conta no Banif, na Madeira, passando pelo Banque Privée Espírito Santo (BPES), na Suíça, até chegarem ao ES Bankers Dubai (ESBD), no Dubai, entre novembro de 2008 e março de 2009.

Este circuito é revelado em e-mails enviados, em meados deste mês, ao processo 1441/17. Os e-mails constam de uma certidão extraída, a 11 de dezembro, de um inquérito ao Banif. Os três processos correm no Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP).

Os e-mails referem várias vezes as várias transferências da conta da Arc Engineering and Constructions Services, empresa do grupo Odebrecht, entre o Banif, na Madeira, para o BPES, na Suíça, e para o ESBD, no Dubai.

Este circuito financeiro terá sido utilizado a partir do final de novembro de 2008.

Nos emails, surgem ainda nomes de funcionários do Banif e de Fernando Migliaccio, que terá gerido do alegado pagamento de luvas. Migliaccio refere que, apesar de ter sido dada ordem de transferência bancária, o dinheiro não chegara ao beneficiário.

A pedido do Ministério Público (MP), as autoridades judiciárias do Brasil ouviram Migliaccio em agosto de 2019. Nesse depoimento, Migliaccio disse “não saber se o Príncipe seria o intermediário ou se seria o beneficiário final dessas operações, desconhecendo quem seja a pessoa a quem foi atribuído esse codinome [Príncipe].”

Estas supostas luvas pagas pela Odebrecht estarão relacionadas com a obra de construção da barragem do Baixo Sabor que pertence à EDP. A barragem localizada no distrito de Bragança começou a ser construída durante o Governo de José Sócrates com um custo inicial de 450 milhões de euros. Contudo, as contas derraparam para gastos da ordem dos 650 milhões de euros.

A obra está a ser investigada no âmbito do caso EDP, onde é suspeito o antigo ministro da Economia, Manuel Pinho, que esteve no Governo de Sócrates e que é suspeito de ter recebido 4,5 milhões de euros de alegadas “luvas” da EDP e do Grupo Espírito Santo (GES).

O MP está a tentar chegar à identidade do “Príncipe”, um cidadão português que terá recebido alegadas luvas pagas pela Odebrecht através da conta de um amigo de Ricardo Salgado no Dubai.

Maria Campos, ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Kim Jong-un reconhece que país enfrenta "situação de tensão alimentar"

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, reconheceu que o país está a enfrentar uma "situação de tensão alimentar", informaram hoje os meios de comunicação oficiais. O país, cuja economia é alvo de múltiplas sanções internacionais impostas em …

Iniciativa Liberal apoia recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto

A Iniciativa Liberal vai apoiar a recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto nas próximas eleições autárquicas, considerando “inquestionável a mudança e o desenvolvimento” da cidade desde que o independente assumiu a presidência do …

Comissária europeia diz que variante Delta “diminui” proteção da vacina

A comissária europeia para a Saúde disse esta terça-feira que estão a surgir provas que demonstram que a variante Delta do coronavírus SARS-CoV-2 “diminui a força do escudo protetor” criado pelas vacinas, instando à aceleração …

DGS diz que demora de conclusões sobre eventos-piloto não é por erro técnico

A Direção-Geral da Saúde (DGS) rejeitou, esta terça-feira, que tenha havido erro técnico no tratamento de dados dos eventos-piloto da Cultura, ocorridos em abril e maio, mas admitiu que o processo está demorado. Numa declaração enviada …

Governo quer fazer alterações na duração de cargos de dirigentes

As mudanças que estão a ser preparadas passam por reduzir a duração dos cargos em substituição e, por outro lado, pelo ajustamento do período das comissões do serviço em função da avaliação. Segundo o Jornal de …

Responsável pelas manifestações em Lisboa é coordenador no Gabinete de Apoio à Presidência da CML

O responsável pelas manifestações na cidade de Lisboa é coordenador técnico no Gabinete de Apoio à Presidência da Câmara liderada por Fernando Medina. De acordo com o semanário Expresso, António Santos tem sido, nos últimos …

Sporting e Braga jogam Supertaça em Aveiro no dia 31 de julho

A Supertaça Cândido Oliveira, que vai ser disputada entre Sporting e Sporting de Braga, vai ser disputada em Aveiro, a 31 de julho, anunciou a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). "A decisão da Supertaça Cândido de …

Um quarto da população portuguesa já tem a vacinação completa

Em Portugal, 42% das pessoas já receberam a primeira dose de uma vacina contra a Covid-19 e 25% — cerca de um quarto da população — estão completamente vacinados. De acordo com o mais recente relatório …

Cardiologista do Tottenham admite ponto final na carreira de Eriksen

O cardiologista do Tottenham, Sanjay Sharma, admite um ponto final na carreira de Christian Eriksen, que caiu inanimado no jogo entre a Dinamarca e a Finlândia. O encontro entre Dinamarca e Finlândia, da primeira jornada do …

ARS Norte conta avançar com recuperação de consultas em atraso ainda este mês

A Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte conta avançar durante este mês com o programa especial de incentivos financeiros para recuperação de consultas presenciais nos cuidados de saúde primários (CSP), propondo-se recuperar metade da …