Governo Regional da Madeira garante que aumento de casos se deve às celebrações de fim de ano

Manuel de Almeida / Lusa

O Presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque

O presidente do Governo da Madeira afirmou que o aumento de casos de covid-19 registado nos últimos dias na região é resultado das celebrações do fim do ano, assegurando fiscalização mais apertada nos bares aos fins de semana.

Falando à margem da apresentação do relatório dos prejuízos provocados pelo temporal de 25 de dezembro nas freguesias de Ponta Delgada e Boaventura, no concelho de São Vicente, no norte da Madeira, Miguel Albuquerque insistiu que a “situação está controlada” na região, visto não haver transmissão comunitária no arquipélago.

“[Desde] Sexta-feira que estamos a sofrer a repercussão do fim do ano. Foram os 14 dias de incubação”, declarou o governante madeirense.

O chefe do executivo regional, de coligação PSD/CDS, complementou que “a perspetiva” é ter esta semana uma subida de casos e, na próxima, uma diminuição devido ao confinamento em vigor na Madeira.

“Portanto, temos a situação neste momento controlada”, reforçou, mencionando que Câmara de Lobos “é, neste momento, o concelho que inspira mais cuidados”.

Miguel Albuquerque salientou que, esta segunda-feira, estão internados no Hospital Dr. Nélio Mendonça, no Funchal, 73 doentes, dois dos quais nos cuidados intensivos, mas a região tem uma capacidade de 238 camas disponíveis para estas situações.

“O número de camas e infraestrutura para o covid está apto, agora vai depender muito do nosso comportamento”, sublinhou.

Também referiu que foram efetuados até ao momento 11.277 testes nas escolas da região e “apenas deram 40 positivo”, o que representa “0,35% e revela que as escolas continuam a ser um exemplo de segurança em termos de covid”, destacou.

Já foram vacinadas 4.117 pessoas da área da Saúde, acrescentou.

O presidente do Governo insular apelou ainda a um maior comportamento responsável por parte dos cidadãos, criticando os que nos fins de semana se têm concentrado nos estabelecimentos para conviver e beber poncha, sem usar máscaras e desrespeitando as regras do distanciamento social.

Caso não cumpram as regras “isto vai ser um problema”, avisou, mencionando que estas situações têm sido “recorrentes”. Para garantir que a situação não se repete no próximo fim de semana, Albuquerque anunciou um reforço da fiscalização.

“Isto vai ser tudo metido na ordem”, assegurou, pedindo aos donos dos estabelecimentos para que colaborem com as autoridades, sublinhando que estas vão “atuar de forma muito rigorosa”.

Segundo Miguel Albuquerque, o Governo Regional, na próxima quinta-feira, vai deixar “clarinho”, numa resolução, o que é permitido nos estabelecimentos.

Argumentou que os profissionais dos serviços de saúde estão “a fazer sacrifícios 24 sobre 24 horas” e que a região vive uma “situação crítica”.

“Queremos manter a economia aberta, estamos a tentar fazer o possível e, depois, temos comportamentos irresponsáveis” de pessoas e estabelecimentos que não cumprem as regras, afirmou

Para Miguel Albuquerque, as medidas adotadas na Madeira “são perfeitamente razoáveis”, sendo objetivo não parar a economia, o trabalho e as escolas.

O presidente do Governo Regional admitiu que em 31 de janeiro as medidas restritivas possam ser “aliviadas”.

“Temos de esperar esta semana até garantir a redução do número de casos e temos esperança de que isso vai acontecer”, concluiu.

A Madeira registou no domingo o recorde de 156 novos casos de covid-19, elevando o total de infeções ativas para 1.600, das quais 1.481 são de transmissão local.

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Novo ano letivo marcado pelo recorde de pedidos de bolsas de estudo no superior

Número crescente de alunos e perda de rendimentos das famílias são duas das razões apontadas para os pedidos recorde. O ano letivo 2021/22 ainda agora arrancou, mas já está a bater recordes no que respeita aos …

Urgências em Lisboa estão cheias. Situação pode piorar nas próximas semanas

As urgências do Hospital de Santa Maria, em Lisboa, e do Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, estão em situação crítica, com tempos de espera elevados. A situação de calamidade multiplica-se em vários hospitais do país, de …

Portugal já tem 86% da população totalmente vacinada contra a covid-19

A vacinação completa contra a covid-19 abrange já 86% da população portuguesa e são já mais de nove milhões de pessoas as que têm pelo menos uma dose da vacina, de acordo com os dados …

Direção do CDS desautoriza Telmo Correia e defende eleições "o mais brevemente possível"

A direção do CDS-PP não gostou de ouvir o líder parlamentar dizer que a melhor altura para realizar eleições legislativas seria no final de janeiro ou fevereiro. Depois de uma reunião com o presidente da Assembleia …

Órban e Le Pen apoiam a Polónia e criticam "imperialismo" da UE

O primeiro-ministro húngaro, Viktor Órban, e a líder da União Nacional (RN, na sigla em francês), Marine Le Pen, manifestaram esta terça-feira apoio à Polónia no conflito que mantém com a UE, a qual acusam …

Após goleada frente ao Bodø/Glimt, Mourinho põe de lado quatro jogadores

Em duas convocatórias consecutivas, José Mourinho deixou de fora quatro futebolistas que participaram na derrota por 6-1 frente ao Bodø/Glimt. Naquela que foi a maior derrota de sempre da carreira de José Mourinho, o Tottenham perdeu …

O que cai e o que fica: as medidas que o chumbo do OE deita por terra e as que permanecem

O grosso das medidas previstas na proposta de Orçamento do Estado para 2022 não deverá sair do papel. As aprovadas em Conselho de Ministros, por sua vez, manter-se-ão viáveis, já foram discutidas fora da sede …

Truque permite que o Orçamento não seja votado esta quarta-feira

Há um mecanismo que, se for acionado, permite que o Orçamento do Estado para 2022 sobreviva mesmo que não seja votado. O Orçamento do Estado para 2022 pode baixar à comissão sem votação. Este mecanismo, nunca …

Conceição reconhece supremacia do Santa Clara e admite culpa na derrota

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, reconheceu que o Santa Clara foi superior e diz-se culpado pela derrota pesada que deixa o clube fora da Taça da Liga. O FC Porto está fora da Taça …

"Vechtpartij", quadro de Jan Steen.

Antigos jogos de bebida acabavam em vinho derramado e esfaqueamentos

Hoje vistos como jogos de diversão para jovens, na antiguidade, os drinking games (jogos de bebida) eram comuns em toda a sociedade — e, por vezes, terminavam mal. O kottabos era um antigo jogo de bebida …