Governo Regional da Madeira garante que aumento de casos se deve às celebrações de fim de ano

Manuel de Almeida / Lusa

O Presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque

O presidente do Governo da Madeira afirmou que o aumento de casos de covid-19 registado nos últimos dias na região é resultado das celebrações do fim do ano, assegurando fiscalização mais apertada nos bares aos fins de semana.

Falando à margem da apresentação do relatório dos prejuízos provocados pelo temporal de 25 de dezembro nas freguesias de Ponta Delgada e Boaventura, no concelho de São Vicente, no norte da Madeira, Miguel Albuquerque insistiu que a “situação está controlada” na região, visto não haver transmissão comunitária no arquipélago.

“[Desde] Sexta-feira que estamos a sofrer a repercussão do fim do ano. Foram os 14 dias de incubação”, declarou o governante madeirense.

O chefe do executivo regional, de coligação PSD/CDS, complementou que “a perspetiva” é ter esta semana uma subida de casos e, na próxima, uma diminuição devido ao confinamento em vigor na Madeira.

“Portanto, temos a situação neste momento controlada”, reforçou, mencionando que Câmara de Lobos “é, neste momento, o concelho que inspira mais cuidados”.

Miguel Albuquerque salientou que, esta segunda-feira, estão internados no Hospital Dr. Nélio Mendonça, no Funchal, 73 doentes, dois dos quais nos cuidados intensivos, mas a região tem uma capacidade de 238 camas disponíveis para estas situações.

“O número de camas e infraestrutura para o covid está apto, agora vai depender muito do nosso comportamento”, sublinhou.

Também referiu que foram efetuados até ao momento 11.277 testes nas escolas da região e “apenas deram 40 positivo”, o que representa “0,35% e revela que as escolas continuam a ser um exemplo de segurança em termos de covid”, destacou.

Já foram vacinadas 4.117 pessoas da área da Saúde, acrescentou.

O presidente do Governo insular apelou ainda a um maior comportamento responsável por parte dos cidadãos, criticando os que nos fins de semana se têm concentrado nos estabelecimentos para conviver e beber poncha, sem usar máscaras e desrespeitando as regras do distanciamento social.

Caso não cumpram as regras “isto vai ser um problema”, avisou, mencionando que estas situações têm sido “recorrentes”. Para garantir que a situação não se repete no próximo fim de semana, Albuquerque anunciou um reforço da fiscalização.

“Isto vai ser tudo metido na ordem”, assegurou, pedindo aos donos dos estabelecimentos para que colaborem com as autoridades, sublinhando que estas vão “atuar de forma muito rigorosa”.

Segundo Miguel Albuquerque, o Governo Regional, na próxima quinta-feira, vai deixar “clarinho”, numa resolução, o que é permitido nos estabelecimentos.

Argumentou que os profissionais dos serviços de saúde estão “a fazer sacrifícios 24 sobre 24 horas” e que a região vive uma “situação crítica”.

“Queremos manter a economia aberta, estamos a tentar fazer o possível e, depois, temos comportamentos irresponsáveis” de pessoas e estabelecimentos que não cumprem as regras, afirmou

Para Miguel Albuquerque, as medidas adotadas na Madeira “são perfeitamente razoáveis”, sendo objetivo não parar a economia, o trabalho e as escolas.

O presidente do Governo Regional admitiu que em 31 de janeiro as medidas restritivas possam ser “aliviadas”.

“Temos de esperar esta semana até garantir a redução do número de casos e temos esperança de que isso vai acontecer”, concluiu.

A Madeira registou no domingo o recorde de 156 novos casos de covid-19, elevando o total de infeções ativas para 1.600, das quais 1.481 são de transmissão local.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Estudo alerta para níveis preocupantes de produtos químicos tóxicos no leite materno

Um novo estudo, que analisou o leite materno de mulheres americanas quanto à contaminação por PFAS, detetou o produto químico tóxico em todas as 50 amostras testadas, e em níveis quase 2.000 vezes mais altos …

Dinheiro, imóveis e arte. João Rendeiro perde fortuna para o Estado

Um milhão e meio de euros em numerário, contas e ativos bancários, obras de arte e quatro imóveis em Lisboa, Cascais e Oeiras vão ser arrestados a João Rendeiro, ex-presidente do Banco Privado Português (BPP). Segundo …

A primeira eco-casa impressa em 3D "nasceu" em Itália

A empresa de impressão 3D WASP e o Mario Cucinella Architects concluíram a casa TECLA. É o primeiro modelo de habitação eco-sustentável a ser construído a partir de matérias-primas locais usando tecnologia de impressão 3D.  O …

Partido de Le Pen desviou 6,8 milhões de fundos europeus, segundo jornal francês

O partido francês de extrema-direita União Nacional (RN, sigla original), liderado por Marine Le Pen, terá desviado 6,8 milhões de euros de fundos do Parlamento Europeu, revela este domingo um inquérito policial noticiado pelo Le …

Proporção divina. Antiga fórmula grega pode ser responsável pelo sucesso dos musicais

Desde 1972, quando "Jesus Christ Superstar" estreou na Broadway, os mais populares musicais quase unanimemente empregaram uma fórmula centenária conhecida como “a proporção divina” - e, surpreendentemente, parecem tê-lo feito acidentalmente. A proporção divina é um …

Egito já iniciou obras de alargamento do Canal do Suez

A Autoridade do Canal do Suez iniciou este sábado obras para ampliar dez quilómetros do troço sul, onde o navio Ever Given encalhou em março passado, causando o bloqueio de uma das vias de navegação …

Museu do Prado descobre erro de 500 anos numa das suas esculturas

O Museu do Prado, em Madrid, descobriu que uma das suas esculturas, que se pensava ser do século XV, é afinal uma obra do século XX. Em comunicado, o museu espanhol explicou que a escultura – …

Costa entrou em “modo avestruz” e Cabrita é uma “mancha”. Líder do CSD não poupa nas críticas

Francisco Rodrigues dos Santos fez duras críticas ao primeiro-ministro, António Costa, e ao ministro da Administração Interna, Eduarda Cabrita. O presidente do CDS-PP disse que o primeiro-ministro entrou "em modo avestruz no caso João Galamba" referindo-se …

Morreu o prefeito de São Paulo que venceu a covid-19, mas que perdeu a batalha para o cancro

O prefeito da cidade brasileira de São Paulo, Bruno Covas, morreu este domingo, aos 41 anos, vítima de cancro, segundo a imprensa brasileira e várias personalidades que nas redes sociais têm lamentado a sua morte. Bruno …

China não está a conseguir macacos de laboratório suficientes para responder à procura da comunidade científica

A proibição do comércio de animais selvagens e o crescimento da investigação científica estão a causar uma escassez de macacos de laboratório na China. A oferta cada vez menor de macacos de laboratório, amplamente usados em …