Macron anuncia desconfinamento total e plano para a economia

Cugnot Mathieu / EPA

O presidente francês, Emmanuel Macron

O Presidente francês anunciou que, a partir desta segunda-feira, o território francês vai passar a “verde”, com exceção de Mayotte e Guiana.

Emmanuel Macron anunciou, este domingo, o desconfinamento total em todo o território continental francês, com o levantamento das restrições por causa da covid-19, e elegeu como prioridade construir uma economia “forte, ecológica, soberana e solidária”.

Restaurantes e bares podem voltar a acolher clientes em Paris já esta segunda-feira e escolas até ao ensino secundário vão abrir a 22 de junho em todo o território. “A luta contra a epidemia não terminou, mas esta é uma primeira vitória”, afirmou o Presidente francês, numa mensagem transmitida através da televisão.

Macron deu luz verde ao desconfinamento total – exceto os territórios ultramarinos da Maiote e da Guiana -, com a reabertura dos cafés, restaurante e bares que até agora podiam ter só esplanadas em Paris e o regresso obrigatório à escola a partir de 22 de junho.

A partir desta segunda-feira passa também a ser possível viajar entre países europeus e a partir de 1 de julho para países fora da Europa, mas apenas “onde a epidemia esteja controlada”.

Segundo a TSF, as visitas em lares ou instituições “passam agora a ser autorizadas” e as eleições municipais vão manter-se para o próximo dia 28 de junho, anunciou o chefe de Estado.

O Presidente lançou também os pilares da sua governação para os próximos dois anos de mandato e até para a próxima década. “A economia mundial quase parou [durante a epidemia]. A nossa primeira prioridade é, desde logo, reconstruir uma economia forte, ecológica, soberana e solidária.”

Durante o seu discurso, Macron descartou a possibilidade do aumento de impostos para financiar a recuperação económica, propondo a construção de “um modelo económico sustentável mais forte, trabalhar e produzir mais para não depender de outros”.

Emmanuel Macron prometeu “aprender com as lições do que estamos a viver”, assumindo que “esta prova também revelou falhas e fraquezas, nomeadamente, a dependência noutros continentes para obter determinados produtos, o peso da nossa organização, as nossas desigualdades sociais e territoriais”.

“Quero que aprendamos todas as lições do que vivemos”, disse, garantido que “as nossas fraquezas, vamos corrigi-las rapidamente”.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

António Barreto

Portugal vai ter "um problema de cor de pele" (por muitos anos e com conflitos)

O sociólogo António Barreto considera que Portugal vai "ter um problema" de "cor de pele" e "por muitos anos". Uma ideia defendida numa entrevista onde se reporta para "o que se passa em toda a …

Um laboratório vivo. Há residentes "superimunes" à covid-19 numa pequena cidade italiana

A pequena cidade de Vo, no norte de Itália, tornou-se um dos primeiros locais com um surto de covid-19 da Europa em fevereiro de 2020. Agora, os cientistas descobriram que a cidade abriga um número …

Portugal com duas mortes e 406 novos casos nas últimas 24 horas

Portugal registou hoje duas mortes atribuídas à covid-19, 406 novos casos de infeção pelo coronavírus e nova descida no número de internamentos em enfermaria e em cuidados intensivos, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo …

Portugal "tem nível de rendimentos baixíssimo". Muitos municípios que perdem população desde o final II Guerra

Portugal tem municípios que perdem população desde o final da II Guerra Mundial e dificilmente fenómenos como o teletrabalho irão alterar esta paisagem, na opinião do geógrafo Álvaro Domingues, da Universidade do Porto. Em entrevista à …

Gestora em teletrabalho esqueceu-se da filha no carro. Bebé encontrada sem vida sete horas depois

Maria Pilar, uma bebé de dois anos, morreu esta sexta-feira, depois de ter ficado esquecida dentro do carro durante cerca de sete horas. A menina de dois anos esteve cerca de sete horas dentro do carro, …

Costa, Von der Leyen na Cimeira Social no Porto

Cimeira Social cheia de boas intenções deixa factura de um milhão de euros (e "erro" na comida da PSP)

Os chefes de Estado e de Governo da União Europeia comprometeram-se, na Cimeira Social do Porto, a "trabalhar em prol de uma Europa social". Mas o evento deixa uma polémica com as refeições distribuídas aos …

Alfredo Casimiro contrata Banco Nomura para vender 50,1% da Groundforce

O principal acionista da Groundforce anunciou este sábado, em comunicado, ter contratado o banco Nomura para assessorar a venda da participação de 50,1% da Pasogal na empresa de handling Groundforce, e pediu "especial atenção" ao …

Transferência para o Wolves. Diogo Jota recorda palavras de Jorge Mendes: "Vês como eu tinha razão?"

Diogo Jota, atual avançado do Liverpool, recuou no tempo e enfatizou a importância de Jorge Mendes na progressão da sua carreira. O avançado internacional português, que se transferiu esta temporada para o Liverpool, trocou o Atlético …

Um total de 19.359 agregados pagaram adicional de solidariedade do IRS

Entre o Continente e as regiões autónomas dos Açores e da Madeira são 19.359 os agregados com rendimento coletável acima dos 80 mil euros e que, por esse motivo, foram chamados a pagar taxa adicional …

Resort Zmar

Imigrantes já começaram a ser retirados do Zmar (e os donos de casas podem ter de as desmontar)

Os primeiros imigrantes realojados no empreendimento turístico Zmar, em Odemira (Beja), já começaram a ser retirados do local, após a decisão do tribunal contra a requisição civil do Governo. E enquanto se pede a demissão …