Sem novos casos, Macau tem plano a “três velocidades” para recuperar turistas

Diego Delso / Wikimedia

Lago Nam Van, Macau

Macau vai apostar num plano a ‘três velocidades’ para recuperar os milhões de turistas que perdeu com a pandemia de covid-19. A região administrativa não regista novos casos há mais de um mês.

O último doente da covid-19 em Macau recebeu esta terça-feira alta, o que reduziu o risco no território, mas é preciso estar atento à situação epidemiológica em todo o mundo, afirmou o diretor dos Serviços de Saúde locais.

“O último doente teve alta hospitalar, o que deixa Macau novamente com um registo zero. Estamos há 41 dias sem novos casos, o risco é muito baixo, mas é preciso ter em conta a situação em todo o mundo, ainda de risco elevado”, disse Lei Chin Ion, na conferência de imprensa do Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus.

Macau registou, numa primeira fase, dez infetados, e após 45 dias sem novos casos, identificou mais 35 doentes. Todos os 45 casos diagnosticados foram importados e as autoridades indicaram não ter existido contágio na comunidade.

“Não podemos baixar a guarda, precisamos de ter cuidado e acompanhar de perto a situação da epidemia em todo o mundo, para garantir a segurança da população de Macau e recuperar a normalidade”, sublinhou.

Por isso, Macau vai manter as medidas de prevenção em vigor e para quem entre no território, oriundo de zonas de risco mais baixo, é obrigatória a apresentação do código de saúde e do resultado do teste de ácido nucleico, disse.

Já para entrar a partir de zonas de risco mais alto é necessária uma quarentena de 14 dias e, antes de iniciar viagem, a apresentação do resultado do teste à covid-19, acrescentou.

Sobre a possibilidade de abertura das fronteiras com a cidade chinesa de Zhuhai, adjacente a Macau, e com a região administrativa especial vizinha de Hong Kong, Lei Chin Ion indicou “não ser possível avançar uma data, por se estar ainda na fase de comunicação” com os dois governos.

Plano a ‘três velocidades’

Macau, a capital mundial do jogo, vai apostar num plano a ‘três velocidades’ para recuperar os milhões de turistas que perdeu após o início da pandemia da covid-19, indicaram as autoridades.

A informação foi prestada pela Direção dos Serviços de Turismo (DST) no decorrer da primeira reunião plenária de 2020 do Conselho para o Desenvolvimento de Macau, que se realizou na terça-feira.

A DST “apresentou o plano de recuperação para a indústria de turismo de Macau, a ser realizado em três fases”, de acordo com um comunicado divulgado ao final da noite.

Depois de duas vagas de casos que obrigaram inicialmente a fechar os casinos por 15 dias, a estatística de visitantes em Macau continua a registar perdas acima dos 93%, com os ‘resorts’ e as salas de jogo praticamente desertos.

Uma realidade transmitida pela secretária para os Assuntos Sociais e Cultura, que presidiu à reunião, e deu conta dos planos governamentais para a recuperação da indústria e dos turistas que foram quase 40 milhões em 2019.

“Planos preparatórios” que a DST já discutiu com a indústria hoteleira, agências de viagens, companhias aéreas e transportadoras marítimas, segundo as autoridades.

“A primeira fase arranca com um programa promocional para apoiar a indústria [de turismo] local, e preparar o terreno a nível nacional e do exterior”, indicou a mesma nota, num momento em que se mantêm as restrições dos vistos da China, o principal mercado turístico de Macau, e nas fronteiras, bem como medidas de prevenção que incluem a obrigatoriedade de uma quarentena de 14 dias no território.

Na segunda fase, de acordo com a evolução da pandemia “e após a retoma das políticas de migração de algumas regiões, avançar-se-á com trabalhos de promoção”, que contemplam programas de excursão gratuitos de meio dia para os visitantes que pernoitarem na cidade.

Na terceira fase do programa de recuperação turístico, “consoante a recuperação do mercado internacional, serão definidos planos preparatórios para a recuperação da indústria, com foco no lançamento de medidas de incentivos para redes de transportes aéreos, marítimos, autocarros transfronteiriços”, sublinhou-se no comunicado.

Na mesma reunião, a DST acrescentou que, além das três fases, foi estabelecido “contacto com os operadores turísticos, com vista a conceber viagens locais e a Hengqin, para contribuir para a revitalização da economia“.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Pizza para Itália e salmão para a Noruega. Emissora pede desculpa por imagens usadas nos Jogos Olímpicos

O canal de televisão sul-coreano MBC pediu desculpa publicamente após usar imagens para representar países durante a cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Fotos de pizza para a comitiva italiana, de salmão para a …

"Quanto mais cedo, melhor". A dona da Marlboro apoia a proibição dos cigarros até 2030

O CEO da Philip Morris Internacional, dona da Marlboro, apoia a proibição da venda de cigarros, mas os activistas anti-tabaco já acusaram a empresa de hipocrisia por tentar comprar uma farmacêutica enquanto lucra com o …

Bezos e Branson não são astronautas, clarifica Administração da Aviação norte-americana

Dúvida instalou-se depois dos voos que levaram os dois bilionários ao espaço. Novas diretrizes da Administração Federal de Aviação vêm esclarecer.  Após os voos que os tornaram nos primeiros turistas espaciais, Jeff Bezos e Richard Branson …

Soldados afegãos buscam refúgio no Paquistão após perderem postos na fronteira

Quase meia centena de soldados afegãos buscaram asilo no Paquistão após perderem para os Talibãs o controle das posições militares na fronteira, informou o exército paquistanês esta segunda-feira. Centenas de soldados do exército afegão e oficiais …

Portugal ultrapassa Estados Unidos em população com vacinação completa

EUA vivem atualmente um planalto no seu processo de vacinação, com pouco mais de meio milhão de cidadãos a serem vacinados diariamente. Desaceleração no ritmo de inoculações é atribuída a motivações pessoais da população e …

Mulher que vestia camisola com capa do Charlie Hebdo ferida em Londres

Uma mulher que vestia uma camisola estampada com uma capa da revista satírica francesa Charlie Hebdo foi ferida levemente com arma branca no domingo em Hyde Park, em Londres, informou a polícia, que pediu colaboração …

Novo Banco. Comissão de inquérito aprova que resolução do BES foi "fraude política"

A comissão de inquérito ao Novo Banco aprovou uma proposta do PCP de alteração ao relatório referindo que a resolução do BES e a sua capitalização inicial, de 4.900 milhões de euros, foi "uma fraude …

BCP prevê saída de mais de 800 trabalhadores e admite despedimento coletivo

O presidente do BCP disse esta segunda-feira que deverão sair do banco mais de 800 trabalhadores, abaixo da meta inicial de 1.000, mas que depende dos funcionários que aceitarem rescindir e mantém a possibilidade de …

Jogos Olímpicos. Ouro e prata para atletas de...13 anos

Pódio muito jovem na estreia do skate feminino. A espreitar o pódio ficou uma norte-americana com quase o triplo da idade. O skate está a "viver" os seus primeiros dias na história dos Jogos Olímpicos. Inserido …

SEF e PSP reforçam fiscalização às regras aplicáveis nas viagens de avião

O SEF e a PSP reforçaram a fiscalização nos aeroportos às regras do tráfego aéreo devido às variantes de covid-19 e ao aumento do número de voos previsto para as próximas semanas, segundo um despacho …