Banco Lloyds multado em 275 milhões por manipular a Libor

ell-r-brown / Flickr

-

O grupo bancário britânico Lloyds, que tem como presidente executivo o super-gestor português António Horta Osório, vai pagar uma multa no valor total de cerca de 275 milhões de euros por ter estado envolvido na manipulação da taxa Libor.

A informação sobre as multas que serão pagas aos reguladores financeiros do Reino Unido e Estados Unidos foi hoje prestada pelo grupo, com o Lloyds a juntar-se assim a outras instituições que enfrentam sanções pela sua implicação na manipulação da taxa interbancária britânica.

Na nota de imprensa, o Lloyds, que é detido em 24% pelo Estado britânico, explicou que os factos remontam ao período entre 2006 e 2009 e acrescentou que os implicados já saíram do banco, foram suspensos ou sujeitos a processos disciplinares.

Em concreto, o regulador britânico multou o Lloyds em 105 milhões de libras, cerca de 132 milhões de euros. Desse valor, 70 milhões de libras (88,5 milhões de euros) foram aplicados por o banco ter tentado manipular as taxas a pagar ao Banco de Inglaterra pela participação da entidade no chamado programa especial de liquidez, criado pelo Governo para injetar dinheiro nos bancos no auge da crise financeira.

De acordo com o que é conhecido, o Lloyds decidiu manipular a Libor para baixar as taxas que teria de pagar ao Banco da Inglaterra por recorrer a esse programa.

ell-r-brown / Flickr

O presidente executivo do Lloyds Bank, o "super-gestor" português António Horta Osório

O presidente executivo do Lloyds Bank, o “super-gestor” português António Horta Osório

Já o regulador dos Estados Unidos sancionou o grupo britânico com 105 milhões de dólares (cerca de 78 milhões de euros) pelo seu papel no escândalo, especificamente pela tentativa de manipulação e por ter informado erroneamente sobre a Libor.

Além disso, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos impôs outra sanção ao banco de 86 milhões de dólares (63,9 milhões de euros), que somada a outras multas totaliza 218 milhões de libras (cerca de 275 milhões de euros).

O escândalo das manipulações

Em declarações, citadas em comunicado, o presidente executivo do Lloyds, António Horta Osório, sublinhou que os comportamentos identificados pelas investigações são “absolutamente inaceitáveis” e garantiu que nos últimos três anos a gestão tomou “ações vigorosas” para prevenir que se repitam, nomeadamente através de sistemas de controlo e separação das funções mais tradicionais de banca das de maior risco.

“O nosso objetivo é ser o melhor banco para nossos clientes e estamos determinados em fazer do Lloyds uma empresa da mais elevada integridade e elevados padrões”, afirmou o banqueiro português.

O escândalo sobre a manipulação da Libor, que levou a serem investigados vários bancos internacionais, estalou a 27 de junho de 2012 quando os reguladores britânicos e norte-americano multaram o Barclays em 290 milhões de libras (cerca de 360 milhões de euros) por manipular a equivalente britânica da europeia Euribor, entre 2005 e 2009.

Também o Royal Bank of Scotland (RBS) foi sancionado pela manipulação daquela taxa, assim como UBS, Deutsche Bank, Citigroup, JP Morgan, RP Martin e ICAP.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Viagens ao Espaço têm um novo perigo desconhecido para os astronautas

Há um perigo inerente às longas viagens espaciais dos astronautas desconhecido até aos dias de hoje. Um novo estudo aponta que os cosmonautas podem ver o seu fluxo sanguíneo revertido na parte superior do corpo. A …

Macrocilix maia, a misteriosa traça que tem moscas a comer fezes nas suas asas

Macrocilix maia é uma espécie de traça que se destaca pela forma como se camufla dos seus predadores. Nas suas asas vê-se duas moscas a comer excrementos de pássaro. A natureza nunca falha em surpreender-nos e …

Há provas que ligam misteriosa doença que paralisa crianças a vírus raro

Pela primeira vez, foram encontradas provas da associação do Enterovírus D68, um vírus raro até há algum tempo, à Mielite Flácida Aguda, uma doença semelhante à poliomielite que tem afectado centenas de crianças, provocando a …

Antigos egípcios podem ter encurralado milhões de pássaros só para os mumificar

Novas evidências de ADN sugerem que os antigos Egípcios capturavam pássaros selvagens para sacrifícios ritualísticos (e para os poderem mumificar depois). As catacumbas egípcias contêm milhares de pássaros mumificados, especificamente íbis-sagrados (Threskiornis aethiopicus), empilhados uns sobre …

Estudo mostra que sondagens tendenciosas enviesam eleições políticas

Através de experiências práticas, uma investigação recente sugere que as sondagens tendenciosas podem influenciar e enviesar as eleições políticas, até mesmo nas grandes democracias. Enquanto uma eleição se aproxima no Reino Unido e uma votação presidencial …

A Rússia criou a arma mais mortífera da história. Foi há 72 anos

Comummente conhecida por AK-47, a espingarda Kalashnikov foi responsável por milhões de mortes durante a nossa História, sendo uma das armas mais populares do mundo e a mais fabricada pela indústria de armamento. Segundo o The Conversation, …

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …