A sua livraria em Gaza ficou em ruínas. Agora, Shaban espera reconstruí-la com ajuda de crowdfunding

Uma campanha de crowdfunding está a tentar ajudar um palestiniano a reconstruir e a reabrir a sua livraria, que fica num edifício em Gaza bombardeado pelos recentes ataques aéreos de Israel.

“Vou começar tudo de novo. Vou começar por baixo e crescer”, afirmou o palestiniano Shaban Esleem à agência Reuters, junto às pilhas de pedra do que antes foi um edifício de quatro andares na Rua Talateen, na cidade de Gaza.

Além da sua livraria, onde vendia títulos em Árabe e outras línguas estrangeiras, a infraestrutura albergava também uma outra loja de livros, uma gráfica, um apartamento e centros educativos e linguísticos.



O edifício foi um dos muitos afetados pelos ataques aéreos de Israel na cidade que, segundo os seus proprietários, ainda fez um aviso prévio sobre o bombardeamento.

O palestiniano, de 33 anos, ainda vasculha por entre as pilhas de pedra, tentando recolher os livros que restaram para guardar como recordação, mesmo os que ficaram rasgados e queimados.

Agora, uma campanha de crowdfunding no site GoFundMe, iniciada no estrangeiro por um apoiante que o viu numa entrevista, já conseguiu angariar mais de 130 mil dólares, cerca de 106 mil euros, para ajudar Esleem a reconstruir e a reabrir o seu negócio.

“Mas eu ainda não recebi nada e pode ser difícil trazer essa quantidade de dinheiro para Gaza”, disse Esleem à agência noticiosa, preocupado que o bloqueio de Israel ao enclave palestiniano possa dificultar essa receção.

Ramadan El-Njaily, proprietário de um negócio e de um apartamento no edifício bombardeado, colocou um sinal nos escombros que resume bem a situação vivida pelos moradores da cidade: “Roya Print-House, tivemos um sonho aqui e eles mataram-no.”

Njaily, de 35 anos, contou ter deixado o apartamento dois dias antes de ter sido destruído, depois de um ataque aéreo ter atingido a estrada à frente do edifício. Agora, o seu filho, de três anos, está a viver com a avó e o próprio muda-se de casa em casa de amigos. “Perdi tudo”, disse à Reuters.

Depois de 11 dias de confrontos, entre ataques aéreos israelitas e o lançamento de rockets por parte do movimento radical islâmico Hamas, o cessar-fogo entre as duas partes parece manter-se. Porém, 232 palestinianos e 12 israelitas perderam a vida e centenas de pessoas ficaram feridas.

Controlada pelo Hamas desde 2007, a Faixa de Gaza é um enclave palestiniano sob bloqueio israelita há mais de uma década e onde vivem cerca de dois milhões de pessoas.

Esta escalada de violência, considerada a mais grave desde 2014, começou a 10 de maio, após semanas de tensões entre israelitas e palestinianos em Jerusalém Oriental, que culminaram com confrontos na Esplanada das Mesquitas.

Palestinianos entraram em confrontos com a polícia em resposta às operações policiais israelitas durante o Ramadão e à ameaça de despejo de dezenas de famílias por colonos judeus.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Uniforme da II Guerra Mundial encontrado num pacote "cheio de história"

Um uniforme de piloto da Força Aérea Real (RAF), usado na II Guerra Mundial, foi descoberto embrulhado num pacote feito de folhas de jornais e vai agora a leilão. De acordo com a cadeia televisiva CNN, …

Primeiro motociclo voador do mundo pode alcançar uma velocidade de quase 490 km/h

A empresa Jetpack Aviation concluiu os testes referentes ao projeto Speeder, para o desenvolvimento de uma aeronave que faz descolagens e aterragens na vertical. Segundo a companhia, o veículo, que se assemelha a um motociclo, …

Scarlett Johansson processa Disney por estreia de "Viúva Negra" no streaming

A atriz norte-americana processou a Disney, esta quinta-feira, por violação do contrato, na sequência do lançamento digital do filme "Black Widow" na plataforma de streaming, adiantando que o seu salário estava dependente das receitas de …

Incidente com módulo russo fez EEI mudar de posição

A Estação Espacial Internacional (EEI) perdeu, esta quinta-feira, o controlo de orientação e saiu da posição configurada, na sequência de um incidente com o módulo russo Nauka. A situação, que se prolongou durante 47 minutos, aconteceu …

Relatório dos CDC indica que variante Delta é tão contagiosa como a varicela

Um relatório interno dos Centros de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos indica que a variante Delta é tão contagiosa como a varicela. O jornal Washington Post teve acesso a este relatório interno …

Task force concorda que número de mortos e internados vacinados seja divulgado

A sugestão apresentada pelo presidente da Assembleia da República, de se divulgar os dados da vacinação nos internamentos e óbitos por covid-19, "é muito sensata", defendeu o coordenador da task force do plano de vacinação. Em …

Lucro da CGD sobe 18% para 294 milhões de euros no primeiro semestre

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) registou 294 milhões de euros de lucro no primeiro semestre, mais 18% do que no período homólogo, foi anunciado esta sexta-feira. "A Caixa Geral de Depósitos registou 294 milhões de …

Acordar uma hora mais cedo diminui (muito) o risco de depressão

Estudo envolveu mais de 800 mil pessoas. Risco de cair em depressão desce 23%. Um estudo recente indica que, se uma pessoa se levantar uma hora mais cedo do que o habitual, o risco de cair …

Adeptos no Dragão: acabou o "enorme vazio no coração do FC Porto"

O Estádio do Dragão vai voltar a ter pessoas nas bancadas em jogos do FC Porto, 17 meses depois. O regresso vai acontecer na estreia na I Liga, contra o Belenenses SAD, e o clube …

México planeia libertar milhares de reclusos idosos ou que foram torturados

O Presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, disse nesta quinta-feira que vai libertar por decreto reclusos detidos em circunstâncias especiais, como os que foram torturados, os maiores de 75 anos e os que estão …