Lisboa vai proibir os copos de plástico. Beatas e chicletes no chão valem multa

A Câmara de Lisboa apresentou dez medidas para contrariar o aumento dos resíduos na cidade, incluindo multas até 1500 euros para quem deitar beatas de cigarros e pastilhas elásticas ao chão. E os copos de plástico descartáveis serão proibidos na capital a partir de 2020.

As alterações ao Regulamento de Gestão de Resíduos, Limpeza e Higiene Urbana, apresentadas nesta quinta-feira pela Câmara de Lisboa, incluem um agravamento das coimas, bem como novas contra-ordenações, entre as quais para quem lançar beatas ou pastilhas elásticas ao chão.

A autarquia vai também proibir a utilização de copos de plástico descartáveis a partir de 2020. “No primeiro dia da Capital Verde [2021] queremos que Lisboa tenha eliminado esta prática do ponto de vista da restauração”, vincou o vice-presidente da Câmara de Lisboa, Duarte Cordeiro, citado pelo Jornal de Negócios.

As 10 novas medidas para ajudar a manter a cidade limpa foram apresentadas nos Paços do Concelho, e incluem a contratação de 300 cantoneiros, um reforço da verba para as juntas de freguesia, a recolha do lixo ao domingo ou a proibição do uso de plástico não reciclável em espaços públicos.

Servir produtos em recipientes de plástico não reciclável é punível com coima entre os 150 a 1.500 (pessoas singulares) e entre os 1.000 a 15.000 euros (pessoas colectivas).

Na apresentação foi também anunciado que os estabelecimentos de restauração, hotelaria e comércio vão ficar obrigados a manter limpa a envolvente dos seus espaços num raio de dois metros, e que haverá um aumento do valor das coimas em caso de violação do regulamento. Nestes casos, a coima poderá ir dos 150 aos 15.000 euros.

Também a falta de limpeza dos espaços por parte dos vendedores ambulantes e dos promotores de espectáculos pode resultar numa contra-ordenação nos mesmos valores.

Segundo informação distribuída aos jornalistas, vão aumentar as coimas em relação ao “abandono de resíduos em espaço público”, passando dos actuais 58 até 5.800 euros para os 250 a 2.500 euros (para pessoas singulares), e entre os 500 e 22.000 euros (para pessoas colectivas).

Já o “incumprimento do horário de colocação e retirada dos equipamentos de deposição”, que actualmente daria coima entre os 29 e os 116 euros, poderá, no futuro, resultar no desembolso de até 14.950 euros.

Também a “manutenção em espaço público de equipamentos de deposição” ou a “inobservância das regras de deposição indiferenciada e selectiva” terão uma coima associada que começa nos 100 e pode ir até aos 14.950 euros.

As contra-ordenações novas pretendem punir ainda danos a equipamentos de grandes dimensões (coima até aos 44.890 euros), o lançamento de pastilhas elásticas, beatas e maços de tabaco para o chão (coima até 15.000 euros), ou a afixação de publicidade em contentores para o lixo (coima até 14.950).

A fiscalização ficará a cargo das juntas de freguesia e o dinheiro das coimas reverterá para estas. O impedimento da fiscalização poderá resultar numa coima entre os 250 e os 2.500 euros para pessoas singulares, e entre os 500 e os 22.000 euros para pessoas colectivas.

Com as novas regras, os estabelecimentos terão também de dispor de cinzeiros e papeleiras nas esplanadas. Aqueles que não tiverem poderão ter de pagar até 15.000 euros.

Esta alteração ao Regulamento de Resíduos, Limpeza e Higiene Urbana – em vigor desde 2004 – prevê também sanções acessórias, entre as quais a “privação, até dois anos, de receber qualquer apoio institucional do município”, a impossibilidade, pelo mesmo período, de candidatura a concursos públicos do município, a “suspensão de autorizações de espaço público” (como esplanadas ou venda ambulante), a “restrição do horário de funcionamento dos estabelecimentos comerciais”, ou ainda “contra-ordenações punidas a título de dolo ou negligência”.

Também o horário para a deposição de resíduos na rua se altera, passando das 19:00 às 23:00 para as 20:00 às 23 horas.

 

ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Como as decisões nos sacos de plástico, onde o objectivo foi cobrar mais uma taxa, porque pagando essa taxa já se pode usar plástico. As bebidas açucaradas também não se devem consumir, mas pagando o aumento decretado pelo governo, já se pode beber à vontade.
    O governo não gasta um cêntimo na prevenção nem na educação. Limita-se a aproveitar as ocasiões para facturar mais uns milhões.
    Agora vamos ter um polícia atrás de cada adolescente ou de cada fumador – O Big Brother. Cuspir para o chão…pode ! Os caniches a sujarem os passeios também não tem problema, apesar das campanhas de sensibilização neste caso, tem feito melhor do que qualquer multa.
    E que tal multas para as Câmaras e Juntas que deixam acumular o lixo que se vê nas imagens abaixo ?!

    • Como?!
      O governo é que tem que gastar em “prevenção e educação”?!
      Era só o que faltava!…
      Não me digas que as pessoas não sabem que a via publica não é nenhum caixote do lixo?
      Ou que as um beatas e chicletes não são para deitar no chão?!
      Se não sabem viver como pessoas civilizadas, vão ter de aprender e, com as multas, pode ser que aprendam mais rapidamente!!

      • Concordo com o Eu! Mais nada!
        Quanto aos animais, que o Carlos refere, sabe que existem ainda animais abandonados nas ruas, não sabe? Enquanto isto for um país de 3ºmundo e houver animais abandonados, vai haver sempre cócós nas ruas, porque são animais e não humanos, esses sim deviam ser mais civilizados e não fazer a m*rda que fazem!

        • “Enquanto isto for um país de 3ºmundo…”
          Calma que “isto” é Portugal e Portugal não é só Lisboa ou Porto!…
          Nas pequenas cidades ou vilas não me lembro de ver animais abandonados nem cócó nas ruas!…

RESPONDER

Afinal comer um ovo por dia é mau outra vez

Afinal, comer um ovo por dia não é assim tão bom para a saúde como estudos recentes sugeriam. O maior consumo de ovos e colesterol pode aumentar o risco de doenças cardíacas e de morte …

Na Colômbia, há um "arco-íris líquido" que é descrito como a 8ª maravilha do mundo

Escondido nos confins da Serra da Macarena, na Colômbia, está o rio Caño Cristales. De dezembro a maio, o curso de água é como outro qualquer, apesar de estar rodeado de um dos ecossistemas mais …

Com uma nova interface neural, a telepatia já é possível

Uma equipa internacional de cientistas deu um passo adiante no desenvolvimento de interfaces neuronais para propor uma interface que envolve a transferência de informação entre as pessoas diretamente. As interfaces cérebro-computador podem melhorar as habilidades individuais …

Bombeiros profissionais ameaçam deixar de prestar serviço voluntário nas corporações

Os bombeiros voluntários das associações humanitárias admitem deixar de prestar serviço voluntário nas corporações, caso a Liga dos Bombeiros Portugueses continue por concluir o acordo coletivo de trabalho, que está em negociação há mais de …

Baleia encontrada morta nas Filipinas com 40 quilos de plástico no estômago

Uma baleia foi encontrada morta na sexta-feira, na costa sudeste das Filipinas, com 40 quilos de plástico no estômago, informou a imprensa local. O cetáceo, uma baleia-bicuda-de-cuvier, apareceu na sexta-feira à beira-mar no município de Mabini, …

Macron convoca reforços após novos confrontos de coletes amarelos

A nova manifestação de "coletes amarelos", no sábado, registou distúrbios violentos na capital francesa. Como resposta, o presidente francês Emmanuel Macron convocou um reforço das forças de segurança. O dia de sábado marcou mais um protesto …

Pedidos de nacionalidade portuguesa aumentaram 50% em dois anos

Nos últimos dois anos, o número de pedidos de nacionalidade portuguesa aumentou cerca de 50%, avança o jornal Público esta segunda-feira. Se em 2016 foram 117.629 os cidadãos estrangeiros que pediram a nacionalidade portuguesa, em 2018 …

Não há democracia na Coreia do Norte? "É uma opinião", diz Jerónimo

Jerónimo de Sousa evitou classificar o regime de Kim Jong-un em termos "de ser ou não ser" uma democracia. A Coreia do Norte é ou não uma democracia? "É uma opinião", respondeu Jerónimo de Sousa. Numa …

Afinal, o esparguete à bolonhesa não existe

Quando se trata de refeições italianas clássicas, a maioria das pessoas pensa em pratos simples como uma pizza Margherita, lasanha e esparguete à bolonhesa. Contudo, segundo Virginio Merola, presidente de Bolonha, em Itália, o esparguete à bolonhesa …

Javalis tomaram o lugar dos coelhos. "Muitos animais estão doentes"

Para já, não há perigo de saúde pública, mas os javalis carregam doenças que podem passar a outros animais. Se antes se matavam mil coelhos, abatem-se agora 10 javalis. Jacinto Amaro, presidente da Fencaça - Federação …