Libertadas 100 pessoas raptadas há mais de 40 dias na Nigéria

Uma centena de pessoas, a maioria crianças e mães lactantes, foram libertadas após mais de 40 dias em cativeiro no noroeste da Nigéria, segundo confirmaram esta quinta-feira as autoridades do estado de Zamfara.

“Conseguimos a libertação de 100 pessoas, na sua maioria mães e crianças lactantes, raptadas em 8 de junho por bandidos na aldeia de Manawa, na cidade de Maru”, disse Muhammed Shehu, porta-voz da polícia no estado noroeste de Zamfara, à agência EFE, por via telefónica.

Embora o porta-voz não tenha especificado o dia em que as vítimas foram libertadas ou de que forma, disse que não foi pago nenhum resgate para pôr fim ao seu cativeiro.

“As vítimas foram libertadas através dos esforços da polícia e de funcionários governamentais regionais. Serão submetidas a um exame médico e depois reunir-se-ão com as suas famílias”, disse Shehu.

A vaga de violência que assola a Nigéria já provocou mais de oito mil mortos, segundo um relatório de maio de 2020 do International Crisis Group (ICG), uma organização sem fins lucrativos especializada na resolução e na prevenção de conflitos armados internacionais.

Os criminosos refugiam-se na floresta de Rugu, que se estende pelos estados de Níger, Katsina, Kaduna e Zamfara.

Uma fonte disse à AFP que os criminosos aceitaram libertar os civis esta segunda-feira, depois de a polícia e as autoridades locais garantirem “que não tomariam qualquer ação” após o sequestro.

Sequestro de estudantes

Nos últimos meses, tem havido um aumento de raptos em massa em escolas no norte da Nigéria, muitas vezes para resgates lucrativos.

Pelo menos 950 alunos foram raptados desde dezembro, de acordo com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

Em 30 de maio, 147 estudantes foram raptados de uma escola corânica no estado do Níger (no centro-norte), dos quais onze, com idades entre os 4 e os 12 anos, foram libertados um dia mais tarde.

Em 29 de maio, mais 14 estudantes da Universidade de Greenfield em Kaduna foram libertados depois de terem sido raptados em abril.

E em 2 de março foram libertados 279 estudantes que tinham sido raptados em 26 de fevereiro de uma escola pública de raparigas no Estado de Zamfara.

Em 11 de dezembro, 344 estudantes foram levados de uma escola no estado de Katsina, no norte do país, num ataque reivindicado pelo grupo ‘jihadista’ Boko Haram, que até então tinha confinado os seus ataques ao nordeste do país, embora as autoridades culpassem os bandidos.

Os estudantes foram localizados e libertados uma semana mais tarde numa floresta no estado vizinho de Zamfara.

Em 12 de junho, o Presidente nigeriano, Muhammadu Buhari, prometeu pôr fim a estes acontecimentos e manifestou as suas “condolências” às famílias das “vítimas da violência dos bandidos” no noroeste e no centro do país.

Muitos estudantes raptados ainda se encontram em cativeiro e algumas escolas do norte da Nigéria têm estado fechadas para evitar ataques, escreve a CNN.

ZAP // Lusa / AFP

PARTILHAR

RESPONDER

Pelo menos oito mortos e seis feridos num tiroteio em universidade na Rússia

Pelo menos oito pessoas morreram e seis outras ficaram feridas após um atirador abrir fogo hoje numa universidade na cidade russa de Perm, segundo o Comité de Investigação da Rússia citado pela agência de notícias …

Vulcão nas Canárias em erupção e destrói casas. Cinzas podem chegar à Madeira

O vulcão Cumbre Vieja, na ilha espanhola de La Palma, entrou este domingo em erupção na zona de Las Manchas, depois de mais de uma semana em que foram registados milhares de sismos na região. A …

Cientistas queriam estudar a propagação das borboletas, mas criaram uma matriosca de parasitas

Objetivo dos cientistas era perceber, através da introdução da espécie de borboletas Glanville fritillary qual o seu poder de dispersão numa ilha finlandesa. No entanto, acabaram com um retrato alarmante para todos os investigadores que …

Marcelo encontra-se em Nova Iorque com Presidentes das Maldivas e Peru

O Presidente da República tem agendados encontros bilaterais com cinco chefes de Estado, em Nova Iorque, à margem da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), entre os quais os presidentes das Maldivas e …

Erupção do Fagradalsfjall dura há seis meses. É a mais longa na Islândia em 60 anos

A erupção vulcânica perto de Reykjavik se tornou a mais longa da história da Islândia desde 1960, marcando seis meses de expulsão de gás, pedra e lava no domingo (18). Milhares de espectadores ficaram maravilhados com …

Cientistas foram à procura de matéria escura e acabaram por encontrar energia escura

Uma equipa de cientistas foi à procura de matéria escura e pode ter encontrado energia escura em vez disso. Os investigadores querem ter a certeza que não foi uma casualidade. A energia escura é uma forma …

Role play ao serviço da Ciência. Investigadores fingem ser Neandertais para estudar caça a aves

Uma equipa de investigadores espanhóis decidiu adotar a "dramatização" científica para reconstruir um novo elemento do comportamento Neandertal: a cooperação com os membros do grupo enquanto usa fogo e ferramentas para caçar gralhas no interior …

Estoril 0-1 Sporting | Figueira deu o fruto que saciou o leão

Foi preciso surgir um erro crasso do guarda-redes estorilista (até então a fazer uma belíssima exibição) para o campeão nacional poder respirar de alívio e festejar a quarta vitória na Liga, esquecendo por agora a …

A tinta mais branca do mundo ajuda a poupar energia nas casas - e pode eliminar de vez o ar condicionado

Uma equipa de investigadores da Universidade de Purdue desenvolveu uma tinta tão branca que revestir um prédio com ela pode reduzir, ou até mesmo eliminar, a necessidade de ter ar condicionado. Depois de testar mais de …

Costa promete "lição exemplar" à Galp depois de "tanto disparate" em Matosinhos

O secretário-geral do PS, António Costa, considerou hoje que “era difícil imaginar tanto disparate, tanta asneira, tanta insensibilidade” como a Galp demonstrou no encerramento da refinaria de Matosinhos, prometendo uma “lição exemplar” à empresa. Falando em …