“Leis são como as meninas virgens”. Magistrada considera que foi só uma metáfora

A magistrada do Ministério Público que arquivou a queixa contra as declarações de um taxista na manifestação, de outubro passado, contra a Uber e o Cabify, considerou que foram apenas uma “metáfora”.

Em outubro do ano passado, o Ministério Público tinha aberto um inquérito na sequência de uma queixa da Comissão para a Igualdade do Género (CIG) por causa das declarações de Jorge Máximo, o taxista que, durante uma manifestação contra a Uber e o Cabify, disse que as “as leis são como as meninas virgens, são para ser violadas”. No entanto, em janeiro deste ano, o MP decidiu arquivar o processo.

Esta quarta-feira, a TSF, que teve acesso ao processo no DIAP de Lisboa, revelou as razões que motivaram o arquivamento do caso.

A magistrada responsável argumenta que as declarações, na altura registadas pela CMTV, foram proferidas “num determinado contexto no qual o taxista tentou explicar porque se sente ‘injustiçado’, querendo transmitir que, na sua opinião, vivemos num estado em que as leis ‘são para cumprir apenas por alguns'”.

A procuradora considera que “percebe-se facilmente que se trata de uma ‘metáfora’ e que o mesmo quis dizer que algumas pessoas (não ele) acham que as leis não são para se cumprirem, da mesma maneira que algumas pessoas (que não ele) olham para as meninas virgens como meninas prontas para serem violadas”, cita a TSF.

Segundo a raído, a magistrada admite que a expressão utilizada pode ter sido “politicamente incorreta” mas defende que “não pode ser analisada fora do contexto”, sendo claro que “o denunciado não pretendeu incitar à prática de violação de meninas virgens”.

Aliás, a magistrada afirma que avançar com um processo contra o taxista iria colocar em causa a liberdade de expressão garantida pela Constituição, que tem “uma amplitude vastíssima”.

“Se assim não fosse não seria permitido um tipo de humor, passado na comunicação social, que envolve antissemitismo, homofobia, estupro, racismo, machismo e outras formas de degradação da dignidade humana”, escreveu.

Em resposta à rádio, a Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género diz que “manifesta estranheza com os fundamentos do despacho”, portanto vai transmitir as suas preocupações ao Governo.

O taxista veio mais tarde a pedir desculpa, explicando que, na verdade, queria afirmar exatamente o contrário: as “leis são como as meninas virgens, não devem ser violadas”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. E andamos a gastar dinheiro com parvoíces como esta… O nosso dinheiro! Pois é claro que era uma metáfora!

RESPONDER

Teletrabalho e questões ambientais são prioridade para o PS no início da sessão legislativa

A líder parlamentar do PS afirma que duas das principais prioridades da sua bancada no início da presente sessão legislativa vão passar pela regulamentação do teletrabalho e pela aprovação de uma lei de bases do …

Justiça alemã abre novo inquérito contra suspeito do desaparecimento de Maddie

A justiça alemã abriu um novo inquérito contra o principal suspeito do desaparecimento de Maddie McCann, relativo à violação de uma jovem irlandesa, em 2004, anunciou, esta terça-feira, o procurador de Brunswick. "Posso confirmar que investigamos …

Mais de metade dos portugueses acredita que os fundos europeus vão ser mal geridos

Mais de metade dos portugueses (60,6%) acredita que os fundos europeus que Portugal vai receber para fazer face à pandemia vão ser mal geridos, revela uma sondagem da Intercampus para o Jornal de Negócios e …

CMVM avança com suspensão de ex-secretário de Estado da Energia da OMIP

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) notificou, esta segunda-feira, o ex-secretário de Estado da abertura de um processo para a sua suspensão da administração da OMIP, alegando "dúvida fundada" quanto à adequação aos …

Satélite mostra preparativos de desfile na Coreia do Norte (e há quem desconfie da presença de novos TEL)

Novas fotografias tiradas por satélite e analisadas hoje pelo portal especializado 38North mostram os preparativos para um grande desfile militar na capital da Coreia do Norte, que a 10 de outubro comemora a fundação do …

Cartéis mexicanos ganharam cerca de 40 mil milhões de euros em apenas 2 anos

Os grupos criminosos do México ganharam cerca de mil milhões de pesos (perto de 40 mil milhões de euros), entre 2016 e 2018, revelou na segunda-feira a Unidade de Inteligência Financeira (UIF) do Governo mexicano. Durante …

O outono acaba de chegar ao hemisfério norte. E há uma razão para ter sido hoje

Setembro é o mês do regresso às aulas e ao trabalho. Após os dias quentes de verão, chega o outono. Este ano, a estação começa hoje, dia 22 de setembro, mais precisamente às 15h31, segundo …

Costa avisa que não há tempo a perder. País enfrenta "gigantesca responsabilidade"

O primeiro-ministro advertiu, esta terça-feira, que Portugal está perante "uma gigantesca responsabilidade" e "não pode perder tempo" com hesitações na execução dos fundos europeus nos próximos seis anos, tendo de conciliar "máxima transparência e mínimo …

Portugal recusa-se a fechar. "Parece que estamos a celebrar o modelo sueco"

António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa parecem estar de acordo: Portugal não pode voltar a parar. Um especialista consultado pelo semanário Expresso defende que "parece que estamos a celebrar o modelo sueco". António Costa admitiu, …

Mais cinco mortes e 463 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta terça-feira, mais cinco mortes e 463 novos casos de infeção por covid-19 em relação a segunda-feira, mostra o boletim mais recente da Direção-Geral de Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da …