Lar em Caneças com 87 infetados. Reguengos de Monsaraz tem 5 novos casos na comunidade

Um lar em Caneças, no concelho de Odivelas, distrito de Lisboa, tem 60 utentes e 27 funcionários infetados com covid-19, revelou esta segunda-feira a diretora-geral da Saúde.

Na conferência de imprensa sobre a pandemia de covid-19, Graça Freitas confirmou o caso de infeção no lar de Caneças, referindo existirem “alguns lares ativos” relativamente a surtos de covid-19, em Lisboa e Vale do Tejo e “noutras regiões”.

Referindo-se ao lar em Caneças, Graça Freitas disse que “os últimos casos que foram reportados dizem respeito a 60 pessoas positivas entre os residentes e a 27 positivos entre os profissionais”

“Obviamente, estes profissionais estão todos afastados do exercício da sua profissão e já foram tomadas as medidas para afastar os residentes que estão doentes daqueles que não estão doentes a fim de evitar a continuidade do contágio”, acrescentou a diretora-geral da Saúde na conferência de imprensa.

“Temos muitas informações sobre lares, um dos focos da nossa atenção. Nos focos de lares são os profissionais os grandes vetores da doença“, disse a diretora-geral da Saúde.

Lisboa e Vale do Tejo registou 63,3% das novas infeções de covid-19, com 164 dos 259 novos casos, enquanto a região Norte concentrou 27,4% das infeções, mais 71 casos, segundo dados da Direção-Geral da Saúde. A região de Lisboa e Vale do Tejo tinha 77% dos novos casos divulgados no domingo, 74,8% do total de novas infeções divulgadas no sábado, 76% na sexta-feira e 78% na quinta-feira.

Cinco novos casos em Reguengos de Monsaraz

Cinco novos casos de pessoas com covid-19, da mesma família, foram esta segunda-feira detetados em Reguengos de Monsaraz, elevando para oito o total de infetados na comunidade, fora do lar onde apareceu o surto inicial, revelou o autarca local.

O presidente da Câmara de Reguengos de Monsaraz (Évora), José Calixto, disse à agência Lusa que estes cinco novos casos foram conhecidos esta segunda-feira, fruto dos resultados dos testes efetuados à comunidade no domingo.

Os “quase 100 testes” efetuados “levam a um resultado de cinco testes positivos, todos numa família, com filhos, o que, de alguma forma, sendo sempre preocupante, em termos comunitários é um indicador positivo”, assinalou o autarca.

Segundo José Calixto, os cinco casos, atendendo ao número de testes realizados, mostram que “há uma baixa percentagem” de infeção e que se trata de “casos muitos concretos, neste caso de uma única família”.

Contactado pela Lusa, Augusto Santana Brito, a Autoridade Local de Saúde do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Alentejo Central, revelou que esta família “está em confinamento em casa” e que os infetados praticamente “não apresentam sintomas”.

“Estão em confinamento a sete chaves e só saem quando estiverem curados ou se precisarem de cuidados médicos, mas esperamos que não precisem”, acrescentou, referindo à Lusa não possuir dados sobre o sexo, a idade ou o parentesco das cinco pessoas.

Também em confinamento nas suas casas permanecem os outros três populares que, no fim de semana, já tinham recebido os resultados positivos dos testes de despistagem, lembrou o autarca.

José Calixto indicou à Lusa que, durante o dia desta segunda-feira, foram efetuados “mais 164 testes” para despistagem da Covid-19, não só a habitantes do seu concelho, mas também a “utentes de uma instituição de apoio à terceira idade de Montoito”, no vizinho concelho de Redondo, que “foram transportados para serem testados”.

Durante a tarde, esteve também a ser preparada a instalação de uma Área Dedicada Covid completa em Reguengos de Monsaraz, no Parque de Feiras e Exposições, que o autarca espera que possa começar a funcionar na terça ou na quarta-feira.

“Já estava a funcionar uma Área Dedicada Covid apenas com recolha de amostras”, mas o que se pretende agora é “uma área completa, com os médicos e enfermeiros para fazerem o rastreio, a observação e o encaminhamento ou não para testes”, explicou.

Este “serviço mais completo”, quando começar a funcionar, “permite mais facilmente que uma maior quantidade de membros da comunidade possa ser testada”, afiançou.

Na quinta-feira, foi detetado o primeiro caso positivo de Covid-19 no lar da Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva (FMIVPS), em Reguengos de Monsaraz, o de uma utente que foi de imediato internada, tendo sido iniciada nesse dia a testagem a todos os funcionários e utentes da instituição e, posteriormente, à comunidade.

O autarca disse à Lusa que, à data desta segunda-feira, no que à FMIVPS diz respeito, o balanço é de 17 trabalhadoras e de 46 utentes infetados com a doença provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2. Três idosas estão internadas no hospital.

Serviços do município, escolas, creches e jardins-de-infância locais, atividades de apoio à família e “alguns estabelecimentos comerciais” situados nas imediações do lar afetado já foram encerrados.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Carlos Moedas "tem uma costela liberal". IL pondera apoio ao candidato à câmara de Lisboa

O líder da Iniciativa Liberal (IL), João Cotrim de Figueiredo, disse que Carlos Moedas, candidato à câmara de Lisboa apoiado pelo PSD, tem um "perfil liberal", mas que o partido precisa de perceber projeto do …

Primeiro-ministro da Arménia acusa militares de tentativa de golpe de Estado

O primeiro-ministro da Arménia referiu-se hoje a "tentativa de golpe de Estado" depois de o Estado Maior ter pedido o afastamento do governo num contexto de protestos por causa da derrota no último conflito com …

EUA condenam Coreia do Norte a indemnizar militares torturados em 1968

A Justiça dos Estados Unidos (EUA) condenou Pyongyang a indemnizar em 2,3 mil milhões de dólares (cerca de dois mil milhões de euros) os tripulantes de um navio da Marinha norte-americana, que foram capturados e …

Ex-gestores do Novo Banco seguem para Banco do Fomento e para CGD

Os gestores Vítor Fernandes e Jorge Freire Cardoso, que saíram do Novo Banco em divergência com a estratégia da Lone Star, vão desempenhar as funções de presidente do Banco de Fomento e de administrador na Caixa …

EUA acusado de prometer contrapartidas a Cabo Verde pela extradição de testa-de-ferro de Maduro

O antigo juiz espanhol Baltasar Garzón, que coordena a defesa de Alex Saab, detido em Cabo Verde e considerado testa-de-ferro do Presidente venezuelano Nicolás Maduro, acusou na quinta-feira os Estados Unidos (EUA) de prometerem contrapartidas …

Bispo italiano sugeriu a padre que pagasse 20 mil euros a vítima de pedofilia

O bispo católico de Como, em Itália, afirmou ter sugerido a um jovem padre suspeito de pedofilia que pagasse 20 mil euros à suposta vítima para encerrar uma investigação interna ao caso ocorrido numa residência …

Governo reforça financiamento de projetos LGBTI com 50 mil euros

O Governo vai reforçar em 50 mil euros o financiamento de projetos de organizações que atuem na defesa dos direitos das pessoas lésbicas, gays, bissexuais, trans e intersexo (LGBTI), anunciou o gabinete da secretária de …

CDS pede ao Governo "um plano de desconfinamento controlado, à inglesa"

Francisco Rodrigues dos Santos quer que o Executivo apresente um plano de desconfinamento que permita a retoma da atividade de alguns setores. Esta sexta-feira, o presidente do CDS-PP insistiu na necessidade de o Governo apresentar um …

Para os idosos que estão em lares, visitar a família sem isolamento poderá acontecer em maio

A CNIS estima que, com todos os idosos residentes em lares vacinados, maio possa ser o mês da libertação depois de mais de um ano de pandemia, confinamentos e restrições apertadas. DGS diz que orientações …

UE retalia e declara chefe da missão venezuelana "persona non grata"

A União Europeia (UE) decidiu, esta quinta-feira, declarar a chefe da missão venezuelana em Bruxelas persona non grata, respondendo ao anúncio feito por Caracas de dar 72 horas à embaixadora comunitária para abandonar o país. "Por …