Kevin Spacey vai ser acusado de agressão sexual e já respondeu em vídeo

O ator Kevin Spacey vai ser formalmente acusado no princípio do ano por alegadamente ter agredido sexualmente um jovem num restaurante no Estado norte-americano de Massachusetts.

Kevin Spacey, de 59 anos, deverá comparecer perante um juiz no dia 7 de janeiro para responder por acusações de agressão sexual e lesão corporal ao filho de uma jornalista televisiva de Boston, alegadamente praticadas num restaurante da ilha de Nantucket em julho de 2016.

Em reação ao anúncio, Spacey colocou no Youtube um vídeo chamado “Deixem-me ser franco”, um trocadilho com o nome da sua personagem na série “House of Cards”, Frank Underwood, e falou pela primeira vez em público desde que surgiram as várias acusações contra si.

Falando na voz do personagem, que na série morreu depois de virem a público acusações semelhantes às que recaem sobre Spacey, afirma saber que o público o “quer de volta”.

“Claro que houve quem acreditasse em tudo e estivesse à espera de me ouvir confessar tudo. Estão mortos por me ouvir declarar que tudo o que disseram é verdade e que tive o que merecia. Mas não vou pagar pelo que não fiz”, ouve-se no vídeo de três minutos, sem se perceber sem margem para dúvida se o ator se refere às acusações que enfrenta na vida real. O vídeo termina com Spacey a dizer que em breve será conhecida “toda a verdade”.

A ex-pivô Heather Unruh acusou em 2017 Kevin Spacey de ter agarrado os genitais do seu filho, então com 18 anos, na casa de banho de um restaurante.

Este vídeo foi a primeira aparição pública do ator desde que foi acusado de assédio sexual pela primeira vez, em outubro de 2017, quando o actor Anthony Rapp, atualmente a trabalhar na série Star Trek: Discovery, acusou Kevin Spacey de assédio e de o tentar seduzir quando tinha apenas 14 anos – há mais de 30 anos.

O actor Kevin Spacey é também acusado por oito funcionários da série “House of Cards” de assédio sexual.

Spacey está também a ser investigado por agressão sexual em Los Angeles, por acontecimentos de 2016, e também enfrenta acusações sobre situações semelhantes quando era diretor artístico do teatro Old Vic, em Londres.

Hollywood está cada vez menos tolerante face ao assédio sexual. Pouco depois de as primeiras acusações terem vindo a público, Kevin Spacey foi retirado do filme “Todo o Dinheiro do Mundo” a apenas um mês e meio da estreia, e despedido da série da Netflix, House of Cards.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Mais de mil operacionais combatem cinco grandes fogos em Portugal

Mais de 1100 operacionais e 16 meios aéreos estão a combater, esta quinta-feira, os cinco maiores incêndios rurais em território continental, concentrados sobretudo na região Centro, de acordo com dados da Proteção Civil. Segundo o site …

Coca-Cola financiou estudos científicos que minimizaram o papel das bebidas açucaradas na obesidade, revela investigação

A Coca-Cola terá financiado com milhões de dólares vários estudos científicos que minimizaram o impacto das bebidas açucaradas na obesidade. A conclusão é de uma investigação publicada na revista médica Public Health Nutrition, que conta …

André Ventura vai pedir suspensão temporária do mandato no Parlamento

O deputado do Chega vai pedir, em setembro, a suspensão do mandato parlamentar até fevereiro do próximo ano para se dedicar às campanhas eleitorais da região dos Açores e das Presidenciais. Em declarações à agência Lusa, …

Governo abre concursos para 800 novos técnicos especializados nas escolas

As escolas vão poder contratar mais de 800 novos técnicos especializados, um reforço de recursos humanos "englobado nas medidas excecionais de organização e funcionamento das escolas para o próximo ano letivo". "As escolas vão poder contratar …

Macron em Beirute: "Se não houver reformas, Líbano continuará a afundar-se"

O Presidente francês chegou, esta quinta-feira, a Beirute, no Líbano. É o primeiro chefe de Estado a visitar o país depois das explosões que destruíram parte da capital.  Emmanuel Macron aterrou no Líbano, esta quinta-feira, e …

"Eu disparei". Neonazi alemão confessa ter matado autarca Walter Lübcke

Um neonazi alemão confessou hoje em tribunal ter matado o autarca Walter Lübcke em 2019, homicídio que chocou o país e fez ressurgir o debate sobre a violência de extrema-direita na Alemanha. "Eu disparei" sobre Walter …

Há 16 anos que não havia tão pouca água na albufeira do Alqueva

É preciso recuar ao ano de 2004 para encontrar uma altura em que esta albufeira tenha tido menos água do que agora, que corresponde apenas a 63,8% do seu nível de pleno armazenamento. De acordo com …

CTT passam de lucros a prejuízos de dois milhões de euros

Os CTT registaram, no primeiro semestre deste ano, prejuízos de dois milhões de euros, o que compara com lucros de nove milhões de euros em igual período de 2019. "O resultado líquido foi de -2 milhões …

Equipa do ciclista em estado grave vai apresentar queixa-crime contra o rival

O diretor da equipa Deceuninck-Quick Step confirmou, esta quinta-feira, que vai apresentar uma queixa-crime contra o ciclista Dylan Groenewegen, face à sua responsabilidade na grave queda de Fabio Jakobsen no Tour da Polónia. "Confirmo as mensagens …

Caso do negócio das golas antifumo já tem 18 arguidos

O processo sobre a alegada corrupção no negócio das golas antifumo já tem 18 arguidos, entre os quais o ex-secretário de Estado da Proteção Civil, Artur Neves, e o presidente da Proteção Civil, Mourato Nunes. A …