Juristas acusam juíza do caso Bárbara Guimarães vs Carrilho de preconceito

Move Notícias

Manuel Maria Carrilho e Bárbara Guimarães

O julgamento em que Manuel Maria Carrilho é acusado de violência doméstica contra Bárbara Guimarães está envolto em polémica, desta vez por causa de declarações da juíza do caso, Joana Ferrer.

A forma como a magistrada se dirigiu à apresentadora durante a primeira audiência do julgamento indignou a Associação Portuguesa de Mulheres Juristas (APMJ), que manifesta “preocupação” pela forma como Joana Ferrer tratou uma pretensa vítima de violência doméstica.

Em causa está a reacção da juíza depois de a procuradora do Ministério Público ter dito a Bárbara Guimarães que não precisava de “se justificar ao tribunal”, por não ter apresentado as denúncias contra o ex-marido mais cedo, e que “ninguém a pode censurar”.

Joana Ferrer tentou vincar precisamente o contrário.

“A senhora procuradora diz que não tem de se sentir censurada. Pois eu censuro-a!” Terá dito a juíza, conforme cita o Público, constatando que ainda lhe causa “alguma impressão a atitude de algumas mulheres [vítimas de violência, algumas das quais] acabam mortas”.

Durante a sessão, a juíza dirigiu-se sempre à apresentadora de televisão como “Bárbara”, enquanto tratou sempre Manuel Maria Carrilho como “professor”.

“Confesso que estive a ver fotografias do vosso casamento. Parece que o professor Carrilho foi um homem, até ao nascimento da Carlota [a segunda filha do casal], e depois passou a ser um monstro. O ser humano não muda assim“, terá ainda considerado Joana Ferrer, conforme transcrição do jornal.

Quando a apresentadora alegou o argumento da “vergonha” para explicar não ter ido ao hospital, a juíza terá notado “tenha paciência, esse argumento é fraquinho”, segundo citação do Diário de Notícias.

“Ó Bárbara, causa-me nervoso ver mulheres informadas a reagirem assim. Se tinha fundamento, devia ter feito queixa”, afirmou a juíza, conforme o DN.

Estas palavras levam a APMJ a “expressar publicamente a sua preocupação pelo que estas revelam sobre a persistência de pré-juízos desconformes com o legalmente estipulado sobre o modo de agir com vítimas de violência doméstica”.

Daniel Cotrim, da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), explica ao Diário de Notícias que, “a partir do momento em que um operador que pertence ao sistema tem uma atitude preconceituosa, está de alguma forma a fazer com que a vítima seja de novo vitimada, ou alvo de vitimação secundária”.

“Há muito que a APAV defende que a formação para violência doméstica seja obrigatória para futuros magistrados“, diz ainda Daniel Cotrim.

ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

"Lupin". Livros originais regressam aos mais vendidos com série na Netflix

Novo fenómeno da Netflix, a série francesa Lupin estreou a bater recordes no ecrã… e não só. Com o sucesso da adaptação moderna da história clássica do ladrão Arsène Lupin, os livros originais voltaram aos …

Escavações revelam canibalismo azteca durante invasão espanhola

Centenas de invasores espanhóis capturados na localidade azteca de Tecoaque em 1520 terão sido sacrificados e devorados pelos indígenas, motivando um posterior massacre ordenado pelo "conquistador" Hernan Cortés. Um estudo publicado pelo Instituto Nacional de Antropologia …

A carrinha NV350 da Nissan inaugura uma nova forma de teletrabalho

O teletrabalho pode tornar-se menos aborrecido graças à Nissan. A fabricante japonesa apresentou a sua carrinha NV350 através do YouTube, na semana passada. A empresa destacou a principal caraterística deste veículo: pode ser formatado para …

Hospitais estão no limite. Modelos computacionais podem ajudar a manter as portas abertas

Modelos computacionais podem ser aplicados para ajudar a fazer uma melhor gestão das camas disponíveis para o internamento de doentes infetados com o novo coronavírus. A covid-19 está a causar pressão nos serviços de saúde em …

Guardas diabólicas. Mulheres comuns pertenceram à SS (e torturaram outras em campo de concentração)

Prosseguir, torturar e matar judeus não foi uma ação impulsionada apenas por homens. Na altura da Segunda Guerra Mundial foram muitas as mulheres que se juntaram à SS para fiscalizar e realizar tarefas nos campos …

Sp. Braga 2-1 Benfica | Braga bate Benfica no jogo aéreo e volta à final da Taça da Liga

O Sporting de Braga venceu esta quarta-feira o Benfica por 2-1, com dois golos de cabeça, e vai defender o título na Taça da Liga em futebol na final de sábado, frente ao Sporting, em …

EUA. Com medo da covid-19, homem esconde-se em aeroporto durante três meses

Com receio de ir para casa devido à covid-19, um homem de 36 anos ficou durante três meses no Aeroporto Internacional O'Hare, em Chicago, nos Estados Unidos (EUA), sem ser descoberto. De acordo com um artigo …

Congeladores em vez de assentos. Empresa remodela avião para transportar vacinas contra a covid-19

O transporte de vacinas contra a covid-19 acabou de se tornar mais fácil graças a uma empresa aeronáutica italiana que remodelou uma avião para o efeito. A empresa italiana Tecnam normalmente fabrica peças de aeronaves para fabricantes, além …

Netanyahu tem a seringa com que foi vacinado contra a covid-19 exposta no seu escritório

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, guardou a seringa com que foi vacinado contra a covid-19. O objeto está agora exposto no seu escritório no interior de uma caixa de vidro com uma base em …

Presidente da Câmara de Pedrógão Grande acusado de 11 crimes

O presidente da Câmara de Pedrógão Grande foi acusado de 11 crimes na sequência dos incêndios de junho de 2017, sete de homicídio por negligência e quatro de ofensa à integridade física por negligência. Numa informação …