Juristas acusam juíza do caso Bárbara Guimarães vs Carrilho de preconceito

Move Notícias

Manuel Maria Carrilho e Bárbara Guimarães

O julgamento em que Manuel Maria Carrilho é acusado de violência doméstica contra Bárbara Guimarães está envolto em polémica, desta vez por causa de declarações da juíza do caso, Joana Ferrer.

A forma como a magistrada se dirigiu à apresentadora durante a primeira audiência do julgamento indignou a Associação Portuguesa de Mulheres Juristas (APMJ), que manifesta “preocupação” pela forma como Joana Ferrer tratou uma pretensa vítima de violência doméstica.

Em causa está a reacção da juíza depois de a procuradora do Ministério Público ter dito a Bárbara Guimarães que não precisava de “se justificar ao tribunal”, por não ter apresentado as denúncias contra o ex-marido mais cedo, e que “ninguém a pode censurar”.

Joana Ferrer tentou vincar precisamente o contrário.

“A senhora procuradora diz que não tem de se sentir censurada. Pois eu censuro-a!” Terá dito a juíza, conforme cita o Público, constatando que ainda lhe causa “alguma impressão a atitude de algumas mulheres [vítimas de violência, algumas das quais] acabam mortas”.

Durante a sessão, a juíza dirigiu-se sempre à apresentadora de televisão como “Bárbara”, enquanto tratou sempre Manuel Maria Carrilho como “professor”.

“Confesso que estive a ver fotografias do vosso casamento. Parece que o professor Carrilho foi um homem, até ao nascimento da Carlota [a segunda filha do casal], e depois passou a ser um monstro. O ser humano não muda assim“, terá ainda considerado Joana Ferrer, conforme transcrição do jornal.

Quando a apresentadora alegou o argumento da “vergonha” para explicar não ter ido ao hospital, a juíza terá notado “tenha paciência, esse argumento é fraquinho”, segundo citação do Diário de Notícias.

“Ó Bárbara, causa-me nervoso ver mulheres informadas a reagirem assim. Se tinha fundamento, devia ter feito queixa”, afirmou a juíza, conforme o DN.

Estas palavras levam a APMJ a “expressar publicamente a sua preocupação pelo que estas revelam sobre a persistência de pré-juízos desconformes com o legalmente estipulado sobre o modo de agir com vítimas de violência doméstica”.

Daniel Cotrim, da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), explica ao Diário de Notícias que, “a partir do momento em que um operador que pertence ao sistema tem uma atitude preconceituosa, está de alguma forma a fazer com que a vítima seja de novo vitimada, ou alvo de vitimação secundária”.

“Há muito que a APAV defende que a formação para violência doméstica seja obrigatória para futuros magistrados“, diz ainda Daniel Cotrim.

ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

As mudanças climáticas estão a contribuir para a alteração do sabor do café

Há muito tempo que se tem conhecimento que as mudanças climáticas têm tido um impacto negativo no ambiente e na população, o que não se sabia é que este fenómeno também está a afetar o …

Químicos encontrados na comida e no ar ameaçam a fertilidade dos homens

Em apenas algumas gerações, a contagem de espermatozoides humanos pode diminuir para níveis abaixo daqueles considerados adequados para a fertilidade. Esta é a afirmação alarmante feita no novo livro da epidemiologista Shanna Swan, "Countdown", que reúne …

"Nomadland" é aposta na reabertura das salas de cinema

As salas de cinema reabrem já na segunda-feira e a grande aposta é Nomadland – Sobreviver na América, da realizadora Chloé Zhao. O premiado filme Nomadland – Sobreviver na América, da realizadora Chloé Zhao, é a …

Invasão ao Capitólio recriada através de vídeos divulgados nas redes sociais

A VICE recriou a invasão ao capitólio, no dia 6 de janeiro de 2021, através de vídeos divulgados pelos manifestantes nas redes sociais. Os resultados das eleições presidenciais norte-americanas não convenceram toda a gente. Uma parcela …

França cria delito de "ecocídio" para punir poluição ambiental

A lei resulta de uma recomendação da Convenção de Cidadãos pelo Clima e visa penalizar casos de poluição ambiental com crime específico. A câmara baixa francesa aprovou, este sábado, a criação do delito de “ecocídio” para …

Estação de metro abandonada em NY é o set de filmagens secreto mais bem guardado de Hollywood

A Bowery Station, uma estação de metro em Nova Iorque, permaneceu abandonada durante cerca de 20 anos, mas desfruta agora de uma nova vida. Tudo começou em 2016, quando Sam Hutchins, um veterano da indústria cinematográfica, procurava …

Nacional 0-1 FC Porto | Dragão cansado não facilita

O FC Porto foi à Madeira vencer o Nacional por 1-0. Quem pensou que seria jogo de goleada para os “azuis-e-brancos” enganou-se por completo. Os insulares deram luta, só permitiram um golo, por parte de Mehdi …

João Leão aposta num OE de "expansão" (e mantém a fé num acordo à esquerda)

O ministro das Finanças, João Leão, acredita que o sétimo Orçamento do Estado será aprovado com os partidos à sua esquerda. Ao semanário Expresso, João leão explicou que os próximos Orçamentos do Estado não serão de …

Português investigou histórias por detrás das dedicatórias de Beethoven

A dedicatória do compositor Beethoven da famosa "Sonata ao Luar" a uma alegada musa foi, afinal, uma forma sarcástica de se vingar pela forma como se sentiu desrespeitado, descobriu o musicólogo e pianista português Artur …

Nos canais de Utrecht, os peixes têm uma "campainha" para passar pela barreira

Quando os peixes desovam pelos canais de Utrecht, nos Países Baixos, costumam ser bloqueados pela eclusa Weerdsluis. Agora, a cidade lançou a primeira campainha para peixes do mundo. De acordo com o Dutch Review, o sistema …