Juiz espanhol obriga idosa incapacitada a tomar vacina contra a covid-19 (apesar da oposição da família)

A filha de uma utente de um lar de idosos de Santiago de Compostela temia que os efeitos secundários da vacina prejudicassem a mãe, mas a justiça deu razão ao lar e decidiu a favor da obrigatoriedade de vacinação contra o SARS-CoV-2.

No sábado, um juiz de Santiago de Compostela decidiu a favor da obrigatoriedade de vacinação contra o SARS-CoV-2 de uma idosa incapacitada, de 82 anos. A decisão, que acontece pela primeira vez em Espanha, foi tomada mesmo depois de a filha se ter oposto, com receio dos eventuais efeitos secundários.

Tendo em conta que a vacinação contra a covid-19 é voluntária no país vizinho, a utente do Centro Residencial para Mayores DomusVi San Lázaro viu ser adiada a administração da vacina por decisão da filha.

Depois de conversar com os irmãos, justificou a sua posição com “a responsabilidade que implica a obrigação de ter de decidir sobre outra pessoa” e com a perceção de que seria “mais sensato” esperar pelos possíveis efeitos da vacina noutras pessoas, escreve o El País.

No entanto, os responsáveis do lar decidiram recorrer ao tribunal. O juiz Javier Fraga, do Tribunal de Instrução 2 de Santiago de Compostela, assumiu que existe um risco associado à vacinação, mas afirmou que “as vacinas são seguras” e que “os benefícios superam largamente os riscos”.

“Vacinar-se ou não o fazer implica um risco que se tem de assumir, forçosamente, pois não há opções intermédias. Nessa linha de raciocínio, a questão reduz-se a uma pura ponderação sobre qual é o risco maior. Trata-se de pôr na balança os dois riscos e optar pelo mal menor, que, para uma pessoa de 84 anos, é vacinar-se”, considerou o juiz.

“A maioria das reações às vacinas é leve e temporária. É muito mais provável padecer de lesões graves por uma doença evitável mediante vacinação, do que [pela administração de] uma vacina. Os benefícios da vacinação superam largamente os seus riscos e, sem vacinas, haveria muitos mais casos de doenças e de morte”, acrescentou ainda.

A empresa que gere o lar de idosos, DomusVi, adiantou à Associated Press que, de todas os lares que gere em Espanha, este era o único caso de uma família que não queria vacinar um residente considerado incapaz de fazer decisões pessoais de saúde.

A empresa referiu que 98% dos 15.000 residentes das suas casas de repouso concordaram em receber a vacina, e que os 2% que se recusaram a ser vacinados são considerados aptos para tomar as suas próprias decisões.

Ainda assim, o El País indica que, nos próximos tempos, são esperados casos semelhantes noutras regiões, tendo em conta que vários lares espanhóis estão a pedir à justiça que obriguem os idosos com deficiência a serem vacinados, apesar de as famílias se oporem.

Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

StayAway Covid só enviou 2.708 alertas de contágio. 60% já desinstalaram a app

Apenas 39% das quase três milhões de pessoas que instalaram a StayAway Covid é que a continuam a usar. A app só enviou 2.708 alertas de contágio. A StayAway Covid, a aplicação móvel criada para rastrear …

DGS define quais os cancros que não podem ficar por operar. Hospital de campanha fechado por falta de profissionais

Até ao final do mês os hospitais vão ter como foco a prestação de cuidados intensivos, podendo deixar de assegurar a atividade programada. A oncologia é uma área vital e os polos do Instituto Português …

"Vão fechar o Tozé". Mayan corta o cabelo (e alerta para dificuldades dos pequenos empresários)

O candidato presidencial Tiago Mayan Gonçalves foi esta quinta-feira cortar o cabelo a um barbeiro, no Porto, para alertar para as dificuldades decorrentes do encerramento desta atividade a partir de sexta-feira no âmbito do …

ERC cancela debates de Vitorino Silva com todos os candidatos no Porto Canal

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) cancelou os debates de Vitorino Silva com todos os candidatos presidenciais no Porto Canal, na sequência da queixa apresentada pelo PCP à Comissão Nacional de Eleições (CNE). Esta …

Bancos contestam lei da banca (mas Deco aplaude). Centeno admite ajustar medidas

O Banco de Portugal (BdP) quer alterar o Código da Atividade Bancária (CAB). Se por um lado, os bancos contestam algumas das normas, por outro, outras entidades, como a Deco, aplaudem as medidas. A consulta pública …

Mulher com covid-19 em coma e ventilada conseguiu o "milagre" de dar à luz

Em outubro de 2020, Elisângela Neves, de 31 anos, foi infetada com covid-19 quase morreu. A mulher estava grávida de 27 semanas, mas precisou de ser ventilada e ligada a uma máquina que respirou por …

Mais de 95% dos vacinados do São João apresentaram anticorpos em 15 dias

Entre 95 a 97% dos profissionais de saúde vacinados contra a covid-19 no Hospital de São João, no Porto, apresentaram, 15 dias após a primeira toma, anticorpos que conduzem à imunidade, revelou esta quinta-feira o …

É mais "um conjunto de meias medidas". Governo criticado por manter escolas e universidades abertas

As novas medidas tomadas pelo Conselho de Ministros para controlar a pandemia de covid-19 entraram esta sexta-feira em vigor. No entanto, as exceções decididas pelo Governo relativamente ao novo confinamento têm sido alvo de duras …

Berlusconi hospitalizado no Mónaco com problemas cardíacos

Silvio Berlusconi, antigo primeiro ministro italiano, está hospitalizado no Mónaco, depois de ter sofrido uma arritmia cardíaca. O ex-primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, está hospitalizado desde segunda-feira no Mónaco, após sofrer um problema cardíaco, explicou esta quinta-feira …

Depois do Reino Unido, Angola suspende voos para Portugal. Santos Silva quer saber o motivo

O Reino Unido decidiu, esta quinta-feira, suspender as ligações aéreas de Portugal para Inglaterra para tentar impedir a entrada da estirpe brasileira do SARS-CoV-2. Angola tomou a mesma decisão e o Ministério dos Negócios Estrangeiros …