Nova reviravolta. Livro polémico da sobrinha de Trump com luz verde para publicação

Yuri Gripas/ABACA / POOL

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

Um juiz do Tribunal de Recurso de Nova Iorque levantou na noite de quarta-feira uma proibição temporária de publicação de um livro escrito pela sobrinha do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, contendo revelações polémicas.

Segundo a agência de notícias France-Presse (AFP), a decisão permite à editora Simon & Schuster imprimir e distribuir o livro de 240 páginas, quando faltam três meses para as eleições presidenciais.

Com o título “Too Much and Never Enough: How My Family Created the World’s Most Dangerous Man” (“Demasiado e Nunca Suficiente: Como a Minha Família Criou o Homem Mais Perigoso do Mundo“), o livro, de Mary L. Trump, sobrinha do Presidente norte-americano, tem publicação prevista para 28 de julho.

Em 24 de junho, o irmão do Presidente dos Estados Unidos, Robert Trump, interpôs uma ação num tribunal de Nova Iorque para impedir a publicação do livro, alegando que a autora violou um acordo de confidencialidade em relação à herança de Fred Trump, pai de Donald Trump e avô de Mary Trump, que morreu em 1999.

O juiz Hal Greenwald tinha bloqueado a publicação na terça-feira, mas o magistrado do tribunal de recurso, Alan Scheinkman, decidiu na quarta-feira que a editora “não é parte do acordo de confidencialidade”, tendo levantado a proibição de publicação.

O juiz adiou, no entanto, para mais tarde, a decisão sobre se a sobrinha de Trump e autora do livro violou o acordo, destinado a impedi-la de revelar segredos familiares.

Numa declaração enviada à AFP, o advogado de Mary Trump, Ted Boutrous, qualificou a decisão de “boas notícias“. Contudo, o mandatário escreveu na rede social Twitter que a injunção temporária “permanece em vigor” em relação a Mary Trump, mas anunciou que apresentará hoje [esta quinta-feira] recurso em tribunal, “para explicar por que razão [a interdição] deve ser levantada”.

Mary L. Trump, psicóloga de 55 anos, é filha de Fred Trump Jr., o irmão mais velho de Donald Trump, que morreu em 1981, com 42 anos, devido a alcoolismo.

Segundo a editora Simon & Schuster, o livro de memórias lança “luz” sobre “a história sombria” da família do Presidente norte-americano, relatando acontecimentos que a autora testemunhou em casa dos avós, em Nova Iorque, onde Donald Trump e os seus quatro irmãos cresceram. De acordo com o ‘site’ de notícias Daily Beast, Mary Trump deverá também revelar que é a principal fonte de uma grande investigação sobre as finanças de Donald Trump publicada pelo New York Times.

Este não é o único livro comprometedor para Trump em que houve tentativas para bloquear a sua publicação. Em junho, um juiz federal norte-americano determinou que o ex-conselheiro de Segurança Nacional John Bolton podia publicar um livro de memórias, apesar dos esforços da administração do Presidente Donald Trump para o impedir.

O Governo dos Estados Unidos tinha apresentado um pedido para bloquear o lançamento de “A Sala Onde Tudo Aconteceu”, crónica dos 17 meses que o ex-conselheiro Bolton passou com o ocupante da Casa Branca, em 2018 e 2019, dizendo-se preocupado com a possibilidade de a obra expor informações consideradas secretas.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Imposto sobre refrigerantes reduziu o seu consumo

O imposto especial sobre as bebidas com maior teor de açúcar levou mais de 40% dos inquiridos num estudo da Universidade Católica esta sexta-feira divulgado a reduzir o seu consumo, comportamento que adotariam também com …

Uma só teoria da conspiração sobre a covid-19 matou 800 pessoas. 60 ficaram totalmente cegas

Pelo menos 800 pessoas morreram e 60 ficaram cegas na sequência de uma teoria da conspiração sobre a covid-19, concluiu um novo estudo. A investigação, cujos resultados foram esta semana publicados na revista científica American Journal …

Apple e Google removem das suas lojas de aplicações um dos jogos mais populares do mundo

As gigantes tecnológicas Apple e Google removeram esta semana das suas lojas de aplicações, a App Store e a Google Play Store, respetivamente, o Fortnite, um dos jogos mais populares de todo o mundo. As …

Encontrado tesouro de artefactos nazis no "Covil do Lobo", o quartel-general ultrassecreto de Hitler

Quando os nazis se prepararam para invadir a União Soviética, em 1941, construíram um quartel-general militar secreto na floresta Masúria, na Polónia, ao qual chamaram "Wolfsschanze" ou "Covil do Lobo". Desde a sua descoberta após a …

Itália vai construir um túnel submarino para unir Sicília ao continente

Itália está a planear construir um túnel para ligar a região insular da Sicília ao continente italiano. O projeto de cinco mil milhões de euros vai ser pago com a parte do Fundo de Recuperação …

Point Roberts tinha um pé nos EUA e outro no Canadá (mas agora não "pertence" a nenhum)

Point Roberts, em Washington, está numa posição única. Localizada na ponta da Península de Tsawwassen, a cidade fica totalmente abaixo do paralelo 49, a linha que separa o Canadá dos Estados Unidos. Agora, a cidade …

Milhares de processadores quebraram um trilião de chaves para resgatar um Zip com bitcoins

Um misterioso homem perdeu o acesso a um ficheiro Zip onde estavam encriptadas as suas chaves privadas de bitcoins. Os 300 mil dólares foram resgatados por dois especialistas em criptografia — e por muitos milhares …

Reino Unido com mais de mil novas infeções pelo quarto dia consecutivo

O Reino Unido registou mais 11 mortos e 1.441 infeções de covid-19 nas últimas 24 horas, anunciou o Ministério da Saúde britânico, que manteve restrições sobre a área metropolitana de Manchester e parte do norte …

Governo não pondera (para já) proibição de fumar ao ar livre

O Governo não está a ponderar, neste momento, proibir fumar ao ar livre como foi decretado em Espanha, mas há “muitos aspetos em aberto” que serão acompanhados, disse esta sexta-feira a ministra da Saúde, Marta …

Lotação do Avante reduzida a um terço. Visitantes terão uma "área superior à que está estabelecida para as praias"

O PCP anunciou que vai limitar a entrada na sua anual Festa do "Avante!" a um terço da capacidade total, em virtude do contexto de pandemia de covid-19. O espaço de 30 hectares das Quinta da …