Administração Trump processa ex-conselheiro para bloquear publicação de livro

Gage Skidmore / Flickr

John Bolton, ex-conselheiro nacional de segurança de Donald Trump

O Departamento de Justiça norte-americano processou, esta terça-feira, o antigo conselheiro de segurança nacional, pedindo o adiamento da publicação de um livro que, segundo a Casa Branca, contém informações secretas.

A ação cível, que deu entrada no tribunal federal de Washington, segue-se a avisos do Presidente norte-americano, Donald Trump, de que John Bolton poderia enfrentar um “problema criminal” se não suspendesse os planos da publicação do livro.

A editora Simon & Schuster defendeu que o processo é “o último de uma longa série de esforços do Governo para anular a publicação de um livro que considera pouco lisonjeiro para o Presidente”.

Numa declaração na terça-feira, a editora garantiu que Bolton colaborou com funcionários da Casa Branca para responder às suas preocupações, afirmando que “apoiava plenamente o direito à Primeira Emenda”, que garante a liberdade de expressão.

O advogado do ex-conselheiro, Chuck Cooper, disse que Bolton trabalhou durante meses com especialistas para evitar a publicação de informações consideradas secretas, acusando a Casa Branca de utilizar a segurança nacional como pretexto para censurar o livro.

Na ação judicial, o Departamento de Justiça alegou que o ex-conselheiro não concluiu a revisão de pré-publicação para garantir que o manuscrito não contém segredos, e pediu ao tribunal federal que “incite ou solicite” o adiamento da publicação do livro, e que “recupere e elimine” os exemplares existentes.

O Departamento de Justiça argumentou que o cargo de Bolton lhe permitiu aceder a algumas das informações “mais sensíveis do Governo dos EUA” e que o manuscrito estava “cheio de informações secretas, que se propunha divulgar ao mundo”.

O livro de Bolton, intitulado “The Room Where It Happened: A White House Memoir” (“A sala onde tudo aconteceu – um livro de memórias da Casa Branca”), devia ter sido publicado em março. A data de lançamento foi adiada duas vezes e está agora prevista para a próxima semana.

De acordo com a editora, que divulgou, a 12 de junho, um excerto da obra, Bolton evoca o “caos na Casa Branca”, “o processo de tomada de decisão incoerente e desarticulado do Presidente e o seu comportamento junto dos aliados, tratados como inimigos, da China à Rússia, passando pela Ucrânia, Coreia do Norte, Irão, Reino Unido, França e Alemanha”.

Bolton trata em profundidade o chamado caso ucraniano, em que Trump pediu ao Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, para investigar a família do rival e ex-vice-Presidente Joe Biden, o que levou a um processo de destituição no Congresso, de que a maioria republicana no Senado acabou por o absolver, em fevereiro último.

Sobrinha de Trump vai revelar detalhes “lascivos”

De acordo com a revista Sábado, a sobrinha do chefe de Estado, Mary L. Trump, também se está a preparar para lançar um livro sobre o tio, no qual promete revelar detalhes “lascivos”.

A obra, intitulada “Too Much and Never Enough”, também vai ser publicada pela editora Simon & Schuster, em agosto deste ano.

A familiar, de 55 anos, é filha de Fred Trump Jr., irmão de Donald Trump que morreu, em 1981, depois de uma batalha contra o alcoolismo. Segundo a mesma publicação, Mary alega que o tio e o avô contribuíram para a morte do seu pai, alegando que este foi negligenciado pelo resto da família.

Ainda de acordo com o jornal Público, a sobrinha do republicano refere-se a ele como “o homem mais perigoso do mundo“, descrevendo “um pesadelo de traumas, relações destrutivas e uma combinação trágica de negligência e abuso” na família.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Ministra da Saúde quer “ganhar tempo” com vacinação para conter variante Delta

A ministra da Saúde admitiu esta segunda-feira que a variante Delta do coronavírus SARS-Cov-2 se tornará dominante em Portugal e disse que a estratégia é acelerar a vacinação contra a covid-19. “O que estamos a assistir …

Pais de bombeiro que morreu relatam vegetação lastimável na EN 236-1

Os pais do bombeiro Gonçalo Conceição, que morreu na sequência de queimaduras nos incêndios de Pedrógão Grande, relataram esta segunda-feira, no Tribunal Judicial de Leiria, que a vegetação junto à Estrada Nacional (EN) 236-1 estava …

Em 2020, nasceram em casa o dobro dos bebés do ano anterior. Mas não existe regulamentação

No último ano, os partos em casa aumentaram para quase o dobro em Portugal. No entanto, esta é uma realidade ainda sem regulamentação e que as seguradoras recusam financiar. Mais de 1100 mulheres optaram por …

Noah brincou e "comportou-se de forma muito normal". Alta hospitalar já foi autorizada

A criança de dois anos e meio que esteve desaparecida mais de 30 horas em Proença-a-Velha, concelho de Idanha-a-Nova, teve esta segunda-feira alta do Hospital Amato Lusitano, disse a diretora clínica daquela unidade hospitalar de …

Espanha. Indultos aos líderes catalães serão aprovados na terça-feira, anuncia Sánchez

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, informou que o conselho de ministros vai aprovar na terça-feira a concessão de indultos aos líderes independentistas catalães, anúncio feito esta segunda-feira, no Grande Teatro do Liceu, em Barcelona. "Amanhã [terça-feira], …

Número de desempregados inscritos nos centros de emprego recua em maio

O número de desempregados inscritos nos centros de emprego recuou 1,7% em maio em termos homólogos e 5,1% face a abril, segundo dados divulgados hoje pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP). De acordo com …

BE quer retirar da fatura elétrica taxa de carbono paga às barragens e eólicas

A coordenadora do Bloco de Esquerda anunciou, em Torres Novas, a apresentação de uma proposta para que os portugueses deixem de pagar taxa de carbono na energia produzida pelas barragens e eólicas, a exemplo do …

"Eternizar" moratórias de crédito "é negativo", defende Centeno

O governador do Banco de Portugal (BdP), Mário Centeno, defendeu esta segunda-feira que não se pode "eternizar" as moratórias de crédito, concedidas para fazer face aos efeitos da pandemia na economia, e que empresas e …

Barcelona: foram campeãs europeias mas pedem outro treinador

Época inédita no futebol feminino do Barcelona não é sinónimo de continuidade do técnico vencedor. Jogadoras pedem mudança no banco. O Barcelona protagonizou uma época histórica e inédita no futebol feminino. A equipa catalã foi novamente …

PSD/Porto diz que escolha de António Oliveira para Gaia foi "erro de casting"

O presidente do PSD/Porto disse esta segunda-feira que a escolha de António Oliveira para encabeçar a candidatura à Câmara de Vila Nova de Gaia foi “um erro de casting”, pelo que encara a desistência deste …