José Sócrates acusa o Ministério Público de manipulação

De novo no Youtube, o ex-primeiro ministro tem usado a plataforma para falar sobre as acusações de que é alvo. No mais recente vídeo, José Sócrates “desvenda” os truques da acusação.

O mais recente vídeo de José Sócrates é inteiramente dedicado à acusação respeitante às ligações entre o Grupo Lena, de Carlos Santos Silva, e a Parque Escolar, escreve o Observador.

O ex-primeiro ministro acusa o Ministério Público de basear “em truques com números e numa evidente manipulação da realidade” as acusações relativas ao alegado favorecimento à empresa de Santos Silva, o testa de ferro de Sócrates.

José Sócrates é duro e direto nas críticas não falando com meias palavras: “Durante quatro anos, a investigação não encontrou nada de minimamente censurável na ação desenvolvida pela Parque Escolar: nem um único concurso viciado, nem um favorecimento de quem quer que fosse, nem qualquer influência política, nem qualquer contrato irregular. Nada. Absolutamente nada. Não podendo pegar por nada, os senhores procuradores decidiram inventar”.

Segundo o youtuber, o Ministério Público terá extrapolado números e deturpado a realidade. “Dizem os investigadores que em determinada fase do projeto foram adjudicadas às empresas do grupo Lena obras no valor de 10,61% do valor total de adjudicações” e conclui que essa “afirmação é falsa”. Isto porque o Grupo Lena concorreu em consórcio com outra empresa, devendo por isso deduzir-se os 40% de cabiam à outra empresa. “O Ministério Público não o fez e não o fez de forma maliciosa”, reitera.

O Ministério Público terá ainda ignorado deliberadamente o facto de o Grupo Lena não ter vencido qualquer concurso nos primeiros anos da Parque Escolar, porque essa constatação não seria vantajosa “para a história que queriam contar”, acusa José Sócrates.

 

O ex-primeiro ministro relembra ainda que “o investimento total da empresa foi de 2,4 mil milhões de euros e o valor das adjudicações ao Grupo Lena foi de 89 milhões”, logo, “a percentagem de adjudicações ao grupo Lena não é de 10,6%, como sugere a acusação, mas de 3,7%”. E insiste: “É três vezes menor. Três vezes menor, repito”.

“Dos 2283 contratos realizados pela Parque Escolar, a empresa Lena ganhou apenas 14. E finalmente: mais de 95% do valor de adjudicações que a empresa Lena ganhou foi ganho por concurso público e tendo por único critério o preço”, acrescenta.

A terminar, José Sócrates volta a acusar o Ministério Público de estar a conduzir toda a investigação em conluio com os partidos da direita e “tendo por base uma motivação política”.

Esta acusação não é apenas um lamentável erro, um equívoco, um lapso. Não. Esta acusação tem outros propósitos. O primeiro propósito é justificar a prisão que fizeram. A segunda razão é essencialmente política. Esta acusação só existe porque a empresa Parque Escolar foi um dos símbolos políticos da governação do meu mandato. Ora, ao lançar suspeitas sem nenhum fundamento, o Ministério Público não faz mais do que se juntar à direita política, tentando, por meios absolutamente ilegítimos, criminalizar os projetos e a ação dos governos a que presidi. Esta acusação só pode ser entendida como tendo por base uma motivação política”.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Devias ser INTERNADO na PSIQUIATRIA – És LOUCO e queres é por os outros loucos mas não vais conseguir. Acredito na JUSTIÇA mais que não seja a do UNIVERSO…

  2. “Segundo o youtuber,…”

    Poderiam ter designado o homem por:
    Suposto Engenheiro
    Ex-presidiário
    44
    Ex-primeiro-ministro
    Artista do ambiente
    Pinóquio
    Socas

    Mas foram escolher… youtuber 🙂

Responder a mnbv Cancelar resposta

Criada para prevenir a guerra, a ONU enfrenta um mundo profundamente polarizado

Criada após a Segunda Guerra Mundial para evitar novos conflitos, a Organização das Nações Unidas (ONU) comemora esta segunda-feira o 75.º aniversário, num mundo polarizado que enfrenta uma pandemia, conflitos regionais, uma economia em declínio …

Mulher cai de carro em movimento enquanto grava vídeo para o Snapchat

Uma mulher, que ocupava o lugar do passageiro de um carro em movimento, caiu numa auto-estrada enquanto filmava um vídeo para a rede social Snapchat, no Reino Unido. Segundo a CNN, a mulher estava pendurada na …

Nos Estados Unidos, a venda de discos em vinil ultrapassou a de CD pela primeira vez desde 1986

Pela primeira vez desde 1986, as vendas de discos de vinil ultrapassaram as vendas de CD nos Estados Unidos em 2020. Os números foram apresentados na semana passada pela Associação Americana da Indústria de Gravação, …

Mourinho espera ganhar sem jogar

Tottenham iria defrontar o Leyton Orient mas também no Reino Unido há jogos de futebol em causa por causa do coronavírus. O encontro entre Leyton Orient e Tottenham, relativo à terceira eliminatória da Taça da Liga …

A máfia italiana tem uma nova arma de recrutamento: o TikTok

Os jovens membros da Camorra, organização criminosa aliada à máfia siciliana, estão a recorrer ao TikTok para divulgar o seu estilo de vida e recrutar novos membros. Em maio, um vídeo foi publicado no TikTok que …

Os três segredos para ter um bom sistema imunológico são gratuitos, avisa Fauci

Manter o sistema imunológico saudável é um dos fatores-chave para lidar com a covid-19, o que não implica necessariamente a toma de suplementos vitamínicos. Há uns tempos, quando confrontado com o facto de a atriz Jennifer …

Pinguim encontrado morto no Brasil com uma máscara inteira no estômago

Um espécime de pinguim-de-Magalhães (Spheniscus magellanicus) foi encontrado morto numa popular praia brasileira e a autópsia ao corpo revelou que o animal tinha no seu estômago uma máscara de proteção facial N95. O animal foi …

Trump quer restabelecer sanções ao Irão. ONU rejeita apoiar posição norte-americana

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, disse que somente apoiará a restituição de sanções ao Irão, exigidas pelos Estados Unidos (EUA), se receber luz verde do Conselho de Segurança. Numa carta dirigida …

Designer holandês desenvolve "caixão vivo" feito com fibras de fungos

Um corpo humano pode demorar cerca de uma década a decompor-se dentro de um caixão. Com o Living Cocoon, o tempo é reduzido para dois ou três anos. Bob Hendrikx, biodesigner fundador da Loop, desenvolveu e …

Relógio em Nova Iorque mostra o tempo restante para reverter efeitos do aquecimento global

O Metronome, icónico relógio digital de Nova Iorque, deixou de mostrar o tempo do dia-a-dia e mostra agora o tempo restante que o nosso planeta tem para reverter os efeitos do aquecimento global. O relógio digital …