Jornalista revela contas milionárias dos Papas e abusos sexuais no Vaticano

Gianluizi Nuzzi / Facebook

O jornalista italiano Gianluizi Nuzzi.

“Dinheiro, sangue, sexo”. Eis os três pilares em que assenta o novo livro do jornalista italiano Gianluizi Nuzzi que, nos últimos 10 anos, tem investigado a história do Vaticano e que avança com novas revelações, envolvendo contas milionárias de Papas e abusos sexuais.

O livro “Peccato originale” (Pecado original na tradução para Português) foi lançado em Itália, nesta quinta-feira, 9 de Novembro, e está já a causar polémica. Isto porque inclui revelações muito inconvenientes para o Vaticano.

Um dos pontos mais incómodos da obra, para as altas instâncias da Igreja Católica, é o relato de um jovem polaco que viveu no pré-seminário do Vaticano, no Palácio São Carlo, onde residem muitos cardeais e onde se inicia a educação sacerdotal de adolescentes que revelam predisposição para a vida religiosa. Estes rapazes são, muitas vezes, os “meninos de coro” nas missas celebradas na Basílica de São Pedro, no Vaticano.

O jovem polaco relata no livro como um ex-seminarista, que tinha autorização para permanecer no Palácio, costumava ir ao seu dormitório, praticamente todas as noites, para fazer sexo com o colega de quarto, que teria entre 17 e 18 anos e que se sentiria “obrigado a ceder às suas exigências”.

Este polaco que viveu no pré-seminário entre os 13 e os 18 anos revelou, ainda, a Nuzzi que o ex-seminarista contava com a confiança do bispo responsável pelo espaço e que exercia “uma forma de poder e de intimidação” sobre os mais jovens, com atitudes de bullying e imposição de “actos sexuais”.

O livro publica também as cartas que o jovem terá enviado ao Papa Francisco a denunciar a situação, concluindo que, apesar delas, nada terá sido feito no Vaticano.

Nuzzi contou em conferência de imprensa, que “outros dois testemunhos” corroboram a versão do jovem, realçando que o ex-seminarista acusado foi, recentemente, nomeado padre, conforme declarações divulgadas pelo Corriere della Sera.

“Peccato originale” também aborda aspectos financeiros e fala de contas de actuais e antigas altas figuras do Vaticano. O livro inclui, nomeadamente, documentos e extractos bancários que atestarão as alegadas contas milionárias dos Papas Paulo VI e João Paulo II e dos seus secretários pessoais.

Um livro sobre “os hereges” do Vaticano

“É um livro sobre os hereges na cúria, sobre os que adoram mais os negócios do que a palavra do Evangelho. Sobre esse bloco de poder que, como dizemos na capa do livro, dificulta a acção reformadora de Bergoglio. Não é coincidência que 90% da hierarquia não tenha mudado, como se esperaria após a renúncia de Bento XVI”, explica o jornalista ao Corriere della Sera.

https://twitter.com/GianluigiNuzzi/status/928904966802235392

Nuzzi tem dedicado os últimos dez anos a investigar o Vaticano e os seus meandros. Esse trabalho já originou quatro livros, contando “Peccato originale” – antes desta obra, lançou “Vaticano Spa”, “Sua Santidade, as cartas secretas de Bento XVI” e “Via Crucis”.

“Ainda havia muitos pontos perdidos na história do Vaticano que são relatados aqui”, refere Nuzzi sobre o novo livro, sublinhando que consultou “mais de 800 documentos originais do Vaticano”.

“O meu trabalho aborda um longo período da história da Igreja e concentra-se, em particular, em três aspectos: o papado de Paulo VI, a morte do papa Luciani e a demissão de Bento XVI”, diz Nuzzi ao Corriere della Sera.

A obra oferece, para cada um destes temas, “elementos novos e inacessíveis”, sustenta o jornalista que anunciou que entregaria a primeira cópia do livro directamente ao Promotor de Justiça do Vaticano. “Porque é justo que a autoridade judicial avalie os factos relatados no livro, para decidir se existem motivos para prosseguir”, constata.

Susana Valente SV, ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Mais uma acha p’ra fogueira mas novidade de conteúdos? NENHUMA!
    Como bem sabe qualquer “alma” que se interesse pelos “podres” da Igreja Católica, esses assuntos obscuros já foram trazidos à luz, muitas vezes e por diversos autores… em Portugal, Vergílio Ferreira levantou o véu quando editou “Manhã Submersa” em… 1954!!!

  2. O autor do livro tem que escrever tudo o que há de podre, tanto o podia atribuir à igreja catolica, como à igreja anglicana ou protestante, como há mais católicos para comprar o livro decidiu que era o Vaticano…o dinheiro é quem mais ordena.

  3. É de Louvar, aqui deixo o meu reconhecimento pessoal a todos aqueles que tem a coragem de colocar a nu toda miséria do vaticano. e das paroquias, senão vejamos padre Federico, Violou Matou e com ajuda de Deus consegui fujir para o Brasil.
    Santa Equisição
    Protocolo com Hitler

RESPONDER

Cientista descobre espécie extinta de ganso através de uma pintura egípcia

Uma famosa pintura que estava originalmente no túmulo do príncipe egípcio Nefermaat levou um cientista a descobrir uma espécie de ganso já extinta. A cena "gansos de Meidum", originalmente pintada no túmulo do príncipe Nefermaat, encontra-se …

Físico cria algoritmo de IA que pode provar que a realidade é uma simulação

Hong Qin, do Laboratório de Física de Plasma de Princeton (PPPL) do Departamento de Energia dos EUA, criou um algoritmo de Inteligência Artificial que pode provar que a realidade é, na verdade, uma simulação. O algoritmo …

Quase 10 anos depois, avião de Gaddafi continua parado num aeródromo em França

Quase uma década depois de ter aterrado em solo francês, o avião presidencial do ex-ditador líbio continua parado num aeródromo no sul do país, estando no meio de vários processos judiciais que parecem não ter …

Governo recebeu 1.600 ideias para a bazuca. Costa agradece mobilização

Durante a fase de discussão pública, o Plano de Recuperação e Resiliência recebeu mais de 1.600 contribuições e mais de 65 mil consultas. O primeiro-ministro António Costa disse que, durante a fase de discussão pública, …

"Honjok" é o nome do movimento sul-coreano que reivindica a solidão

A solidão tornou-se um tema recorrente devido à pandemia de covid-19. Na Coreia do Sul, existe um movimento chamado "honjok", que promove um estilo de vida solitário. O isolamento imposto pela pandemia de covid-19 está a …

Do subsolo sírio à nomeação ao Óscar: hospitais em tempos de guerra numa "era de impunidade"

The Cave é o nome de uma produção que esteve nomeada para o Óscar de Melhor Documentário de 2020. É também o lugar onde hospitais sírios se escondem para salvar vidas longe de bombardeamentos e …

Patrícia Mamona sagra-se campeã no triplo salto em pista coberta

Esta tarde, Patrícia Mamona tornou-se a terceira atleta portuguesa a garantir a medalha de ouro para Portugal no Campeonato da Europa em pista coberta. A portuguesa Patrícia Mamona conquistou, este domingo, a medalha de ouro na …

Dias de aulas mais longos, férias mais curtas e cinco períodos. Em Inglaterra, já se equacionam formas de recuperar o tempo perdido

Há três medidas em cima de mesa que podem vir a ser adotadas para combater os atrasos na aprendizagem dos alunos. Na Inglaterra, as escolas reabrem para aulas presenciais esta segunda-feira, mas já se pensa …

Índia abre centro de bem-estar para hóspedes abraçarem vacas e "esquecerem todos os problemas"

Animais de conforto e apoio emocional são cada vez mais populares em todo o mundo. Embora a maioria das pessoas use cães ou gatos, há também algumas escolhas mais bizarras, incluindo pavões, macacos e cobras. Os …

Abel Ferreira tentou levar jogador do Benfica para o Palmeiras

O treinador português Abel Ferreira, no comando técnico dos brasileiros do Palmeiras, pediu a contratação de Franco Cervi, que alinha pelo Benfica, mas acabou por ver a sua proposta recusada pelo jogador argentino. A notícia …