O que falta a Jorge Jesus para chegar à Premier League (com um braço-de-ferro entre Benfica e Porto)

3

Alexandre Vidal / Flamengo

O Flamengo de Jorge Jesus voltou aos jogos e a ganhar, com uma vitória de 3-0 sobre o Bangu, num Estádio Maracanã vazio por causa da pandemia de covid-19. Mas é do futuro do treinador português que se fala, especulando-se sobre um possível braço-de-ferro entre Benfica e Porto, enquanto Bruno Fernandes explica o que falta a Jesus para ir para Inglaterra.

Em entrevista à ESPN Brasil, Bruno Fernandes elogiou o trabalho de Jorge Jesus, mas fez notar que “ainda tem muito que correr para treinar em Inglaterra porque o inglês dele é muito fraquinho e ele sabe disso”.

“Quando fui treinado por ele, ele precisava sempre de alguém para traduzir para aqueles jogadores que podiam não perceber e até ficava chateado com aqueles que não percebiam português”, contou ainda o médio do Manchester United.

Jorge Jesus é um treinador especial que tem algo diferente daqueles com quem eu já trabalhei”, considerou também, tecendo igualmente elogios a “Marcel Keizer” por o ter ajudado a “estar mais perto do golo” e a “ser melhor e mais incisivo no jogo”.

“Mas, obviamente, que Jorge Jesus também foi muito importante para a minha adaptação em Portugal porque eu nunca tinha jogado na I Liga. A nível de cultura futebolística, é um treinador muito culto e que percebe muito de futebol”, afiançou o ex-médio do Sporting.

Um “velho sonho” de Pinto da Costa

Jorge Jesus renovou, recentemente, com o Flamengo, vigorando o seu actual contrato até Junho de 2021. Mas, apesar disso, o futuro do treinador continua a ser alvo de especulação. O seu nome tem sido apontado como possibilidade para o Benfica, considerando-se que o tempo de Bruno Lage à frente da equipa está a chegar ao fim.

Mas o site brasileiro Goal.com lembra também o “velho sonho” de Pinto da Costa em levar Jesus para o FC Porto.

“Nos bastidores, o mandatário dos dragões continua sem esconder o desejo de repatriar o veterano treinador português, inclusive fazendo questão de que isso chegue aos ouvidos de Vieira”, aponta a publicação, reforçando a rivalidade entre os dois clubes portugueses que lutam pelo título nacional da época 2019/2020.

O presidente dos portistas olhará para Jesus como “o sucessor ideal de Sérgio Conceição” que, embora também tenha contrato até 2021, estará igualmente com um pé fora do Dragão.

O Goal.com afiança que o empresário do treinador do FC Porto já estará no mercado “há semanas em contacto constante com alguns possíveis pretendentes“.

O grande problema no meio disto tudo pode ser o preço da rescisão de Jesus com o Flamengo.

O contrato do treinador inclui uma cláusula de rescisão que ronda os 3 milhões de reais (cerca de 500 mil euros). Mas essa cláusula só poderá ser activada “a partir de Janeiro de 2021 para clubes específicos de três países europeus: Espanha, Inglaterra e, claro, Portugal”, segundo o Goal.com.

Para se desvincular do Flamengo antes disso, “o preço da negociação gira em torno de 3 milhões de euros”, sublinha o Goal.com.

  ZAP //

 

3 Comments

  1. Pois eu até acho que Porto e Benfica estão a precisar de um santo salvador e talvez nem Jesus já tenha força moral para tal, possivelmente só um Deus salvador trará algo de positivo.

  2. O Bruno Fernandes está completamente enganado. Não é por o JJ não saber falar inglês que não pode treinar em Inglaterra. Afinal de contas ele também não sabe falar português e já treinou em Portugal e treina agora no Brasil.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.