Joe Berardo processa Ministério da Cultura e Centro Cultural de Belém

3

Homem de Gouveia / Lusa

Joe Berardo

Depois dos bancos, Joe Berardo decidiu avançar com um processo cautelar contra o Ministério da Cultura e a Fundação Centro Cultural de Belém (CCB).

Joe Berardo avançou com um processo cautelar contra o Ministério da Cultura e a Fundação Centro Cultural de Belém (CCB), que gere atualmente o edifício em que está exposta a coleção Berardo.

Segundo avança o Expresso, o processo que entrou no Tribunal Administrativo do Círculo de Lisboa tem como autores Joe Berardo e a Associação Coleção Berardo, e não visa a obtenção de uma indemnização.

O semanário escreve que a ação entra nos tribunais a um mês do fim do prazo para denunciar o acordo que une Berardo ao Estado, que acaba no final de 2022.

Na prática, está em causa uma ação em tribunal entre parceiros de negócio desavindos: Berardo e a associação controlam a coleção que está no CCB por via de um acordo com o Estado, acordo esse que se extingue no final deste ano, caso alguma das partes o denuncie.

O DN noticiou, a 10 de maio, que o empresário tinha lançado uma ação em tribunal contra os bancos Millennium BCP, Caixa Geral de Depósitos, BES e Novo Banco, acusando estas instituições de terem lesado a Fundação Berardo e a sua gestora Metalgest.

Ao todo, Berardo pede uma indemnização de 900 milhões de euros.

  ZAP //

3 Comments

  1. Diz este senhor que não tem dinheiro sequer para comer e levar uma vida digna.

    Gostava de saber como é que conseguiu arranjar dinheiro para pagar a advogados para estes lhe tratarem de tantos processos judiciais que tem em curso… ou será que tem um mecenas ?

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.