“Lamentável“. Joacine partilha imagem que mostra o Padrão dos Descobrimentos a “descolar” de Belém

TIago Petinga / Lusa

Joacine Katar Moreira, deputada não-inscrita, está a gerar uma onda de controvérsia nas redes sociais, após ter utilizado o Twitter para partilhar uma imagem que mostra o Padrão dos Descobrimentos a descolar de Belém.

“Bom dia”, escreveu Joacine Katar Moreira na legenda da imagem partilhada esta quarta-feira no Twitter.

No entanto, a partilha não foi recebida com agrado por grande parte dos utilizadores. São muitos os comentários a classificá-la como “lamentável” e a acusar a deputada de “desrespeito” pela história do país.

Logo depois de ser partilhada, a publicação foi inundada com centenas de comentários e retweets, sendo que a maior parte dos utilizadores falavam em “desrespeito” por Portugal.

“Isto é uma provocação, nada digna de uma deputada. Lamentável”, escreveu um utilizador. “Tanta falta de respeito pelos contribuintes que lhe pagam o ordenado. Portanto guarde-o muito bem para os tempos de crise que aí vêm”, pode ler-se em outro.

“Sem saber, fez a exaltação dos Descobrimentos Portugueses que só é comparável à conquista do Espaço pelo homem. De qualquer modo, fico sensibilizado e agradeço encarecidamente esta homenagem”, diz outro comentário.

Também há quem reaja com ironia à publicação: “Portugal à descoberta do espaço! Se tivermos tanto sucesso como na altura dos Descobrimentos vamos longe”.

Por outro lado, há ainda utilizadores que dizem que a publicação de Joacine é uma resposta à Câmara de Lisboa, que na terça-feira partilhou uma fotografia do monumento.

A Juventude Popular de Sintra também reagiu e frisou que “Joacine já teve de descolar do seu partido e nas próximas eleições é o povo que a faz descolar” da Assembleia da República.

De recordar que a polémica em torno do Padrão dos Descobrimentos surgiu há algumas semanas, depois de, num artigo de opinião, Ascenso Simões, deputado do PS, apontar que, tal como os florões na Praça do Império, também o Padrão dos Descobrimentos poderia ser destruído.

O político defende que o monumento devia ter sido destruído enquanto “monumento do regime ditatorial”, da mesma forma que se derrubaram estátuas e se renomeou a ponte Salazar para ponte 25 de Abril.

Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

104 COMENTÁRIOS

  1. ZAP: E o direito ao contraditório? É verdade que parece “lamentável” a partilha de tal imagem, mas… e a causa de tal publicação? Alguém perguntou á deputada porque fez tal coisa?

    Nota: não estou a defender ou atacar a deputada ou todos aqueles que a criticaram. Apenas gostaria que a justificação (ou tentativa de averiguação) estivesse patente nesta notícia). Nem é preciso publicar este meu comentário. Apenas peço que tenham o direito ao contraditório em conta. Obrigado.

    • Caro leitor,
      Obrigado pela sua sugestão.
      Note no entanto que o direito ao contraditório se aplica no contexto de uma acusação.
      Ora o ZAP não fez nenhuma acusação, limitou-se a relatar factos, no decurso dos quais os seus autores tiveram oportunidade de aproveitar a exposição alcançada pelos mesmos para, no mesmo palco, lhes juntar explicações — tendo optado por não o fazer.
      Explicações essas que o ZAP não teria deixado de relatar.

    • Caro Senhor, conhece o Código Deontológico do Jornalista? Veja aqui: https://jornalistas.eu/novo-codigo-deontologico/.
      E, depois de o ter lido, queira por favor explicar-me, quais os pontos violados. Terei depois, enquanto especialista na matéria, todo o gosto em esclarecer-lhe quaisquer dúvidas
      Talvez a Senhora Deputada devesse, outrossim, enquanto representante de um órgão de soberania, abster-se de comportamentos como este. Lamentável, este, como outros episódios envolvendo a mesma pessoa: na noite da sua eleição, quando chegou com um dos seus assessores, etc…

      • Bem… A si não me dignarei a responder uma vez que se meteu onde não é chamado. E não! Está no meu direito fazer este e outros comentários porque, da mesma forma que o jornalista tem direitos (e, por vezes, abusa deles) eu também os tenho. Talvez seja melhor reler o meu comentário. Nunca me referi ao ato mas sim á razão pela qual ele foi cometido e, por isso, gostaria que estivesse incluida nesta notícia. Estarei desta forma a violar alguma susceptilidade jornalistica? Se sim… Temos pena!

        E não é que acabei por responder-lhe?

        • Claro que a democracia lhe permite expressar a sua opinião. Quis com a minha resposta dizer-lhe que os Senhores do Zap não tinham qualquer obrigação deontológica ou legal de contraditório.
          Em todo o caso, endereço-lhe os meus cumprimentos. Podemos ter opiniões diferentes e, ainda assim sermos educados e respeitadores.
          P.S.: jornalista de formação inicial. Nada mais do que isso, visto que jamais exerci a profissão.

          • Desculpe, mas não pude deixar de ver esta troca de argumentos. Refere-se a si como especialista na matéria, no entanto acaba por afirmar que, apesar de jornalista de formação inicial, nunca exerceu a profissão. Não sou especialista nesta matéria, mas faz-me alguma confusão alguém sem experiência pofissional numa área descrever-se como especialista nessa área. Acredito que seja um teórico nesta matéria versada, mas daí até especialista, penso que vai um longo caminho. Obrigado.

            • Caro Sousa: Quando referi ser especialista na matéria é porque o sou efectivamente: quer na área do jornalismo quer no da deontologia.
              O excerto a que alude já está fora do contexto inicial. Até porque refiro não ter exercido a profissão. Não quer dizer que não conheça o mundo do jornalismo, por dentro, e como actor.
              Ainda assim: pela sua perspectiva, um teórico / académico não é especialista. No caso de ter frequentado um curso superior, pergunto-me o que andou lá a fazer. Pela sua lógica nada se aprende, dado que os teóricos não são especialistas. Acabe-se com todo o ensino já!
              Enfim: como qualquer outra, a sua é uma opinião que deve ser respeitada. Mesmo que, claro, dela discorde e nela não reconheça qualquer mérito, como é, de resto, o caso. Cumprimentos

    • Lémure Cão – e que tal deitar abaixo também a Ponte Salazar para irmos ao encontro da vontade do senhor socialista Ascenso Simões e de tantos esquerdistas como esta Joacine fugida do comunismo e da miséria do seu país e que procurou refúgio no país onde ela vive bem, mas que espezinha e cospe no prato onde come. Um foguetão metido debaixo do rabo dela e envia-la a ela sim, de volta às origens, pois é demasiado nojenta e ingrata para com todos aqueles que se prezem de ser portugueses. Como deputada, pergunto que represálias irá ter por tal comportamento indigno de alguém que se diz representar uma parte do povo português, ou será que nessa ínfima parte serão todos tão dignos como ela?

  2. Penso que este pensamento neo-igualitário peca por falta de ambição. Seria mais autêntico alegar-se a destruição da ponte 25 de Abril. E já que estamos na onda do festival da canção, “reconfigurar” os arquivos da RTP de modo evaporar a presença de Eduardo Nascimento. ……..HA…..já agora, é melhor queimar os arquivos todos anteriores a 1974.

  3. Esta mulherzinha devia voltar para o país a que pertence. Não respeita quem a respeita a ela. É o caso do nosso País.

  4. Este ódio a Portugal, à sua História, tradições, valores e legado, ė indigna de alguém que tem um lugar de deputada dssta nação! É uma vergonha. Contraditório? Todos sabemos o que esta “senhora” pensa sobre a nossa História. Se não gosta, trm bom remédio, mudar-se para outro lado e deixar de ofender os portugueses de todas cores, raças e feitios!

  5. Não há nenhuma forma de expulsar essa mulher do Parlamento?
    Além de racista, ofende descaradamente os padrões morais e éticos do País que a acolheu.
    Não a podendo expulsar do País, arranjem forma de a expulsar do Parlamento.

  6. Coitada. Vem para nossa “casa” e insulta nos.
    É uma pessoa frustrada com a vida. Certamente que os outros parlamentares serão intransigentes com ela, ou então não nos representam.
    O deputado do PS que não tem respeito pela nossa história e monumentos é inculto. Já devia ter sido expulso do partido do PS.

  7. Esta criatura deve andar a dar uma voltas com o asnencio…!

    Existem muitos mais monumentos fascistas para serem destruídos, aqui vai a lista: OBRA DE SALAZAR!!!

    1) Bairro Social do Arco do Cego
    2) Bairro Social da Madre de Deus
    3) Bairro Social da Encarnação
    4) Bairro Social de Caselas
    5) Bairros para Polícias
    6) Bairro de Alvalade
    7) Aeroporto Internacional da Portela
    8) Instituto Superior Técnico
    9) Cidade Universitária de Lisboa
    10) Biblioteca Nacional
    11) Instituto Nacional de Estatística
    12) Laboratório Nacional de Engenharia Civil
    13) Metropolitano de Lisboa
    14) Ponte Salazar
    15) Captação e encanamento das águas do Alviela (comemorada com a construção da Fonte Luminosa na Alameda Afonso Henriques)
    16) Plantação do Parque florestal de Monsanto
    17) Estádio Nacional do Jamor
    18) Estádio 28 de Maio
    19) Auto estrada da Costa do Estoril
    20) Hospital Escolar de Santa Maria
    21) Instituto Ricardo Jorge
    22) Instituto de Oncologia
    23) Hospital Egas Moniz
    24) Assistência Nacional aos Tuberculosos o que permitiu a obrigatoriedade do rastreio anual às populações estudantil, do Comércio e da Função Pública
    25) Eletrificação da linha do Estoril
    26) Exposição do Mundo Português que permitiu a criação da Praça do Império, hoje Sala de visitas de Lisboa.
    27) Monumento aos Descobrimentos
    28) Regularização da Estrada Marginal Lisboa-Cascais.
    29) Criação da Emissora Nacional de Radiodifusão
    30) Criação da Radiotelevisão Portuguesa incluindo a instalação das respectivas antenas retransmissoras necessárias para cobrir todo o território continental
    31) Criação da Companhia Aérea de bandeira (TAP)
    32) Nova Casa da Moeda (no Arco do Cego)
    Espalhadas pelo País e Ilhas Adjacentes:
    33) Várias Escolas do Magistério Primário.
    34) Escolas primárias do Plano dos Centenários em quase todas as Freguesias do País.
    35) Liceus Normais em todas as capitais de Distrito.
    36) Escolas Comerciais e Industriais espalhadas de Norte a Sul do País
    37) Cidade Universitária de Coimbra (Faculdade de Medicina, Faculdade de Letras, Faculdade de Ciências, Biblioteca Geral e o reordenamento urbano envolvente)
    38) Hospital de S. João no Porto
    39) Laboratório de Física e Engenharia Nuclear (na Bobadela – Sacavém) para onde se adquiriu e instalou um reactor atómico de investigação, tornando Portugal no 35º país do Mundo (à época) a dispor de tão moderno equipamento científico.
    40) Ponte da Arrábida
    41) Ponte Marechal Carmona
    42) Construção dos grandes aproveitamentos hidroeléctricos com dezenas de grandes Barragens (por exemplo Rabagão, Cávado, Douro, Mondego, Zêzere e Tejo).
    43) Construção de várias barragens para regadio e recreio, nomeadamente nas Beiras (como, por exemplo, na Vila de Soure)e por todo o Alentejo.
    44) Melhoria geral de toda a rede Rodoviária Nacional.
    45) Melhoria geral da Rede Ferroviária e modernização geral das viaturas do Caminho de Ferro.
    46) Melhoria, ampliação e renovação, em todo o território, da Rede Telefónica Nacional, Estações de Correios e Telecomunicações em geral.
    47) Bases aéreas (Ota, Montijo, Monte Real, Beja, etc.)
    48) Base naval da Marinha (Alfeite)
    49) Navio hospital “Gil Eanes” de apoio à Frota Bacalhoeira
    50) Criação das Casas do Povo
    51) Criação das Casas dos Pescadores
    52) Construção e beneficiação de muitos e diversos Hospitais, (damos como ex. o Hospital Rovisco Pais (Leprosaria) na Tocha (com dezenas de edificações espalhadas por uma área total de 110 ha) aproveitando integralmente uma doação do grande benemérito e o Hospital Psiquiátrico de Sobral Cid (próximo de Coimbra) com 15 edifícios espalhados por uma área de 10 ha, só para citar dois).
    53) Plano de colonização interna que permitiu grandes desenvolvimentos agrários em vários pontos quase desabitados do País como, por exemplo, Pegões.
    54) Construção de dezenas de Palácios da Justiça e remodelação de muitos Tribunais
    55) Construção e remodelação de diversos Edifícios Prisionais …

    • Cara Maria!
      Finalmente alguém, lúcido e com coragem para lembrar os mais distraídos de alguns factos que outros tentam esquecer e convenientemente esconder.
      Aproveito ainda para acrescentar à sua lista coisas não concretizadas, mas iniciadas e/ou projectadas (e que a Europa depois pagou. Exemplos:
      – Barragem do Alqueva (iniciada)
      – Comboio na Ponte Salazar (projectada e iniciada, já que as galerias das estações ficaram prontas);
      – A1, e A2 (iniciadas);
      – IP6 (actual A23) e IC3 (actual A13) (projectadas);
      – prolongamento do ramal de Tomar até Coimbra, como variante à Linha do Norte;
      – remodelação e actualização do traçado da Linha do Norte (cujas obras foram realizadas a partir de meados da década de 1990 e ainda não estão concluídas);
      – a instalação da Fundação Calouste Gulbenkian,
      etc., etc., etc.

      Não se entenda com este comentário uma apologia ao regime do Estado Novo. Sou apreciador confesso, mas não esqueço também erros cometidos: a não aceitação da proposta americana para descolonizar, a guerra colonial, a falta de liberdade de expressão, a PIDE, o Ballet Rose, etc.

      Mas, é um facto: apesar dos erros, durante cerca de metade do século XX (48 anos), por acção directa do Estado Novo e de Salazar, Portugal modernizou-se, sem se endividar, recuperando de uma situação de crónica ingovernabilidade e de bancarrota. O país que foi entregue aos democratas, estava organizado, funcionava, tinha uma dívida pública que se situava abaixo dos 10% do PIB e uma Balança Comercial que era cronicamente positiva. Os empresários não tinham a cultura actual e eram severamente punidos no caso de falências fraudulentas… Enfim, outros tempos, em que nem tudo era bom, mas não era, nem de perto, nem de longe, mau como pintavam….

      • Bravo Sykander !
        Concordo que a lista nao esta completa e precisariamos de muito espaço e tempo para enumerar tudo que deixaram de bom.
        Tambem concordo que nao me identifico com muitas atitudes e repressoes. Mas hoje tambem se verificam mas de mansinho e calçados de pantufas para o povo nao se aperceber. Esses actores deveriam ser mandados para Tarrafal num barco poder e cheio de chumbo.
        Quando eu era pequena, tinha muito mais liberdade e vivia numa sociedade mais humana e solidaria. Havia respeito, dignificava-se o trabalho honesto, honravamos a familia e tinhamos principios.
        Hoje temos medo de sair á rua porque nao se respeitas os valores sociais.
        Por isso:
        Viva a Portugalidade
        Vivam os Templarios Criadores da Nacao

        • Plenamente de acordo! Mas não precisamos de tanto (barco para o Tarrafal). A camioneta fantasma que circulou numa famosa noite durante a primeira república (isso sim é que era democracia, aquela do João Franco, por exemplo, de que o Eu! e tantos democratas como ele apreciam) bastava. Teria era de ter uma galera bem comprida e uma incineradora incluída, tantos são os gatunos e demais malandros a precisarem de reciclagem….

      • Grande “filme”, mas, como e óbvio, imagem Que a Joacine alucinada colocou nada tem a ver com o ditador que mais tempo esteve no poder na Europa (e com os resultados que se conhecem!), mas sim com os descobrimentos!

        • Caro Eu! Essa do ditador só pode ser para rir. Um ditador que permitia que o seu principal rival político, preso em Peniche, fosse a Lisboa fazer exames à FDUL. Ditador que se preze ter-lhe ia tratado da saúde, como os grandes democratas Kim, Castro, Chavez, Maduro, Putin, Estaline, Brejnev, Jinping. O grande democrata que assim que se deu o 25 de Abril tratou de enviar os ficheiros da PIDE para Moscovo…

          • Ui, ui, ui! O Salazar não era ditador? Quando? Como? Será que está a falar de Marte? Pois claro que sim ou não fosse “Skylander”. Leia a história de Portugal! Vai ver que vai ser bem esclarecedor.

            Nota: Quando alguém tira a liberdade a outro não passa a ser bonzonho só porque faz uma outra coisa boa… zinha. É ditador! SEMPRE!!!

            • Claramente, aqui quem desconhece história é o Senhor. Desconhece história, desconhece teoria política e desconhece semântica. Doutro modo não proferido a barbaridade que proferiu. Um regime monopartidário não é necessariamente ditatorial. Lembre-se: das seis Constituições que tivemos, apenas uma foi referendada (a de 1933), sabia? Ou o Senhor é mais um daqueles papagaios que regurgitam a alpista que lhe deram comer, sem saber do que fala.
              Claro: o seu conceito de democracia deve ser aquele em que os mesmos facínoras se eternizam de forma alternada no governo. E, não é apenas desde 1974. Já que sabe tanto de história, diga-me:
              1 – Quem foi o padrinho de baptismo do actual Presidente da República?
              2 – Na terceira república, dois ministros das Finanças (um do PS outro do PSD) são descendentes de ministros das Finanças da monarquia constitucional e da primeira república, respectivamente. Sabe dizer-me o nome deles?
              3 – Sabe de que ex-líder partidário era pai o comandante da fragata que no dia 25 de Abril de 1974 apontou os canhões para o chaimite do Capitão Salgueiro Maia, no Terreiro do Paço?
              4 – Sabe quem são as Senhoras Deputadas filhas de um conhecido e confesso assaltante?
              5 – E o Senhor ex-deputado que todos tratam por Dr. sem nunca ter sequer concluído o segundo ano da licenciatura em Direito na FDUC e desertor da Guerra Colonial. Sabe dizer-me o seu nome?
              6 – No anterior Conselho de Ministros, quantos membros tinham relações de parentesco. Consegue responder-me?

              Enfim, podia continuar a noite toda. Mas tenho de ir dormir. Há quem tenha de trabalhar para gerar riqueza para alimentar as clientelas da democracia.

              A fechar: o Senhor perante estes factos ainda tem a ousadia de falar no Professor Salazar? Com todos os defeitos, que os teve (tal como o Estado Novo), como qualquer outro homem, ao menos esse era sério. Não roubou o país!

          • Eheheheeee… o que vale é que toda a gente vai pensar que estás a brincar porque ninguém é assim tão inconsciente!…
            Então o ditador que esteve mais tempo no poder na Europa não era ditador?!
            Era o quê? Um grande democrata, não?
            Enfim… o louco da Bielorrússia também diz não é ditador… só lá está há 26 anos!…
            E o Chávez, que foi eleito democraticamente 2 vezes (com eleições validadas pela comunidade internacional e, até sobreviveu a um golpe de Estado patrocinado pelos EUA), já era ditador?!
            Vais bonito vais!…
            Salazar, Franco, Hitler, Mossulini, Kim, Castro, Maduro, Putin, Estaline, Brejnev, Jinping, Duterte, Erdogan, etc, etc é tudo escória da mesma estirpe – só que nenhum bateu o recorde de tempo no poder de Salazar!!
            .
            Um ditador que vivia muito bem, enquanto a maioria do povo vivia na miséria e que protegia meia-dúzia de famílias enquanto oprimia o povo, claro que não roubou o país, nem ajudou a roubar, por isso é que, quando finalmente foi para o inferno, deixou um país invejável!…

            • 1 – conhecemo-nos? Não creio. Respeito é bonito e eu gosto. Guarde o tratamento por tu para os seus colegas carroceiros.

              2 – eu sou inconsciente. Claro. O senhor como todos os democratas da sua espécie, aqueles que por três vezes, em pouco mais de três décadas, levaram um país que era próspero (a média da década de 60, mesmo com a guerra rondou 7% ao ano) e não estava endividado (em 1974 o rácio dívida/PIB era de 10%) à bancarrota, é que são conscientes.

              3 – “Um ditador que vivia muito bem, enquanto a maioria do povo vivia na miséria e que protegia meia-dúzia de famílias enquanto oprimia o povo, claro que não roubou o país, nem ajudou a roubar, por isso é que, quando finalmente foi para o inferno, deixou um país invejável!…” Lembro que esse ditador que vivia muito bem era a chacota internacional por causa de umas solas rotas. Portanto: na “ditadura” o “ditador” protegeu meia dúzia de famílias. E, na democracia, importa-se de explicar-me qual é a diferença? Talvez seja a miopia, mas creio que as famílias até são basicamente as mesmas.
              4 – O “ditador”, o “botas” como muitos jocosamente se lhe referem, não tinha um cofre no qual se depositavam escudos e depois saíam euros…
              5 – por último: a democracia que o senhor professa é uma daquelas de pensamento único. Daquelas em que não tenho direito a pensar o que quero, sem que me apareça logo a polícia do pensamento?
              Enfim, passe bem.

          • 1 – “Guarde o tratamento por tu para os seus colegas carroceiros.”
            Conhecemo-nos?! Sabes quem são os meus colegas?
            Algo deve ter falhado na tua educação para ficares ofendido com o tratamento por “tu”, quando depois é o que se vê…
            .
            2 – …levaram um país que era próspero… à bancarrota…”
            Hahahaaaa… é só rir com os teus delírios e com essa realidade alternativa… pareces o Ministro de Informação do Iraque!!
            Então o país era tão, mas tão próspero que boa parte do povo passava fome e, onde até o ditador andava com as botas rotas?!
            .
            3 – “Lembro que esse ditador que vivia muito bem era a chacota internacional por causa de umas solas rotas…”
            Ele tinha as botas “rotas” mas não dispensava o Cadillac e as férias de luxo; enquanto o povo andava descalço e trabalhava de sol a sol!!
            Sim, é verdade que muitas famílias amigas do Salazar mantem os privilégios – como o resultado que se vai vendo (BES, etc) – o que só comprova os estragos que quase meio século de ditadura fizeram a Portugal!!
            .
            4 – O cofre do Salazar era tipo os cofres da Igreja; só entra; não sai NADA!…
            .
            5 – Podes pensar e DIZER/ESCREVER os disparates que quiseres – hoje, a contrário do tempo do “botas”, tens toda a liberdade para isso; tal como eu tenho a liberdade de te confrontar com a realidade que tanto tentas distorcer!!

            • 1 – “Nunca lutes com um porco; ficas todo sujo, e ainda por cima o porco gosta” (Bernard Shaw).

              2 – Foi o senhor que referiu que o “ditador” levava uma vida de luxo. Agora que os factos já não apoiam a sua narrativa já muda a argumentação?

              3 – A que Cadillac se refere? Àquele que o “ditador” usou durante mais de 20 anos?
              “Em 1947, o Estado Português mandou comprar dois automóveis Cadillac iguais: um para o Presidente da República – Óscar Carmona – e outro para o Presidente do Conselho de Ministros – Prof. Oliveira Salazar. Até essa altura, as viaturas oficiais estavam normalizadas nas marcas e modelos. Todos os Ministros dispunham de automóveis Packard Clipper, de oito cilindros, de sete lugares e os Secretários e Subsecretários de Estado de automóveis da mesma marca, mas de cinco lugares.

              Desde então, e até à sua morte, Salazar usou sempre o Cadillac que lhe estava destinado, tendo recusado um Mercedes-Benz 600 adquirido pelo Ministério das Finanças, em 1968 (automóvel que hoje está na Presidência da República), por entender que o Cadillac continuava em bom estado e servia muito bem para o seu serviço oficial.

              Em Abril de 1971, menos de um ano após a morte de Salazar a 27 de Julho de 1970, o Cadillac Series 75 foi vendido em hasta pública, sendo então adquirido, por João de Lacerda para ser exposto no Museu do Caramulo. Curiosamente, o interior do modelo encontra-se em perfeito estado de conservação, por ter sido protegido com capas nos bancos, por ordem de Salazar.” (Museu do Caramulo)

              As férias de luxo a que se refere, eram as passadas no Forte de Santo António da Barra? Não eram em Paris, nem pagas por “amigos”…

              4 – É natural que o cofre dele fosse daqueles em que entrava e nada saía. Se pegou num país falido e em frangalhos é natural que fosse sovina. Olhemos para o país mais rico do mundo (Noruega): têm um fundo soberano, 5 vezes superior à nossa dívida. Mas não é por isso que o desbaratam. Olhemos para a Alemanha, Dinamarca, etc.. Responsável na sua óptica é ter o cofre vazio e continuar a gastar à tripa forra, como se não houvesse amanhã, para mais, o dinheiro dos outros. Ainda há bem pouco tempo houve um jornal que deu eco de tal!

              5 – a realidade que tento distorcer são os 262.000.000.000 € de dívida pública, os 750.000.000.000 € de dívida ao estrangeiro, o constante empobrecimento (já só a Roménia e a Bulgária estão atrás de nós), a especulação imobiliária, a corrupção generalizada, o clientelismo partidário, o nepotismo, etc… Um país que, quando cairem cá os credores, nem de tanga fica. Um país em que os sectores estratégicos (portos, aeroportos, telecomunicações, banca, produção e redes de energia, etc), estão nas mãos de capital estrangeiro. Um país à beira de se tornar um estado falhado, paraíso de escroques e todo o tipo de facínoras… Deixe lá a Utopia de Thomas Morus e desça ao fartar de vilanagem que é a realidade da Revolução de Abril

              Enfim, caro senhor: seja sério. O Estado Novo teve muitos defeitos e problemas. É um facto que não ouso esconder ou discutir. Já os enumerei inúmeras vezes. Mas procurar branquear o falhanço que é a III República e a quantidade de vigaristas que criou é, no mínimo, uma prova de miopia. Ou de falta de honestidade. O Senhor lá saberá em que grupo se sentirá melhor. Cumprimentos

        • Eu! Se o problema de Joacine é com os descobrimentos e se os mesmos a indignam tanto, uma razão maior ainda para nunca ter posto os pés neste país que deu novos mundos ao mundo e que tantos pretos espalharam por outras paragens, será que ainda teremos que recuperar todos os seus descendentes e devolvê-los às origens? Temos até ilhas onde ninguém vivia e que hoje são habitadas por pretos, vamos tirá-los de lá e recuperar o que é nosso?

            • De facto vêm para cá alguns bem mais ferozes do que aqueles que alguma vez tenham ido para a terra deles, agravando a situação contra os mesmos, é que tiveram todas as possibilidades de se verem livres de nós, mas afinal deslocaram-se da terra deles para vir descarregar raiva em terra alheia. Quem assim procede deve ser muito baixo e infeliz como ser humano!

    • Se procurarem bem ainda encontram muitos mais, Não só na metrópole como em Angola, Moçambique, Timor, Macau, Goa, Damão, Diu, etc. etc.

    • Mandou fazer e pagou…acredito que não houve derrapagem nos orçamentos e não pediu esmola a ninguém…
      Nem teve que vir a troika.

      • O melhor exemplo é a Ponte Salazar: concluída seis meses antes do prazo, com uma derrapagem inferior a meio por cento (a fonte é um artigo da Visão)

        • Com licença, eu adoraria obter as respostas às perguntas que fez ao Marciano. A exceção dos padrinhos do Marcelo, essa foi fácil de encontrar.

          • Caro “Aluno”:
            1 – Marcello Caetano, o nome próprio não é coincidência;
            2 – Manuela Ferreira Leite e Guilherme de Oliveira Martins. No caso do segundo há a curiosidade adicional de o Bisneto, enquanto Ministro das Finanças, ter “passado o último cheque” do empréstimo que o Bisavô contraiu, também como Ministro das Finanças, por 100 anos, para salvar o país da bancarrota na sequência da falência do Crédito Predial Português;
            3 – Francisco Louçã (filho de mãe advogada, pai oficial da marinha e neto de um deputado do Estado Novo);
            4 – Joana e Mariana Mortágua. Filhas de Camilo Mortágua que participou no Assalto ao Paquete Santa Maria, desviou um avião da TAP e esteve envolvido no assalto à filial do Banco de Portugal na Figueira da Foz. Com o dinheiro do assalto, fundou a LUAR;
            5 – Manuel Alegre. Não passou do 2.° ano do curso de direito em Coimbra. Mas foi radialista durante 3 meses e acumula 1/3 dessa pensão com a subvenção vitalícia de Deputado;
            6 – Como este é mais recente e abundam as fontes, deixo-lhe um exemplo: https://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/relacoes-familiares-no-governo-de-antonio-costa-envolvem-50-pessoas-e-20-familias-427229.

            Bom estudo, caro “Aluno”. Tudo o que referi está disponível na net. É uma questão de procurar bem, que estas coisas não convém que se saibam. Espero que passe no exame 😉 Cumprimentos

            • Muito obrigado pelo seu tempo e transparência. É uma mais valia para jovens como eu estar a par destes assuntos por isso estou grato por esclarecer as minhas dúvidas.

              Tenha uma boa semana!

    • Muito bem, GRANDE HOMEM, já estes destruiram o que era bom

      Lisnave
      Setenave
      Quimigal
      Banco Espirito Santo
      Banco Nacional Ultramarino
      Banco do Fomento Nacional
      Banco Totta
      União de Bacos
      Banco do Atlantico
      OGMA
      etc,etc,etc,

      Nem vale a pena lembrar tantas outras, foram 40 e tal anos a destruir á já me esquecia das reservas de OURO que em 1973 eram a terceira a nÍvel mundial, e se não fossem pessoas como eu que em 25 Novembro 1995, acabamos com a bandalheira que se vivia então. “MAMA SUMEA”
      este PAÍS

    • Parabéns por avivar a memoria dos esquecidos. Efetivamente Salazar nada fez, a não ser o que nomeou…
      Pergunto o que ficara para memoria futura do governo Costa, exceptuando mais uma bancarrota socialista.

    • JLL – Não se preocupe, vá ou veja imagens desses países e lá encontrará grandes obras dos portugueses que embelezam e são dignas de apreço, mas que estão tal como quase tudo à sua volta ao abandono metendo dó ver tanta miséria e atraso moral desses povos hoje subjugados ao tribalismo, feudalismo e comunismo.

  8. Eu tenho orgulho em ser Português! Tenho orgulho da história de um povo que conseguiu, com 2.500.000 de habitantes, controlar cerca de metade do planeta. Tenho orgulho de tudo o que nós fizemos na n/ história porque, graças a Deus, fui bafejado com a inteligência e bom senso para colocar cada acontecimento no seu momento. Ou seja, não podemos criticar os acontecimentos de há 500 anos à luz da realidade actual. Ainda assim, para todos aqueles que têm alguns conhecimentos de história, com toda a certeza que têm a noção de que, de todos os povos colonizadores, os Portugueses foram os menos agressivos e opressivos. Para os que comentam sem terem conhecimentos, estudem!
    Correndo o risco de ser “chacinado” e chamado de racista e outras coisas muito trendy hoje em dia, tenho de dizer que ninguém é obrigado a aceitar a n/ cultura. Podem sempre ir embora, sair, ir para outro lado. Mas, enquanto cá estiverem, respeitem a n/ história e os nossos costumes. Respeitem-nos na n/ condição de Portugueses. Nós somos um povo brando e acolhedor, não nos cuspam na cara!
    Acho das coisas mais mesquinhas e hipócritas querer agora destruir a história das nações. Boa ou má, é a n/ história. O legado dos n/ antepassados. As pessoas que hoje fazem isto são as mesmas que há muito pouco tempo criticaram os taliban pela destruição das estátuas de Buda (como eu próprio o fiz e continuo a fazer).
    Quanto à deputada Joacine, ou outra qualquer pessoa que tenha o mesmo tipo de comportamento ou comentários ou atitudes, informo que há voos e fronteiras abertas para sair de Portugal, se de facto vos causa tanta repulsa cá estar.

    • Muito bem! Só uma correcção: infelizmente as fronteiras não estão abertas. Mas, logo que estiverem, esses cavalheiros (Mamadou, Joacine e outros que tais) são livres de partir.

      • Caro Sykander, assim vale a pena ler comentários. Se me permite, assino por baixo, como assinei a petição para esse Mamadou ir embora. É indigno do nosso Pais.

  9. Não sou racista, nunca fui, nem me revejo nas atitudes de quem defende ou branqueia esses comportamentos, no entanto, queria deixar algumas perguntas à Sra deputada Joacine Moreira. Se na verdade se sente incomodada com os nossos símbolos das descobertas e daquilo a que chama de colonialismo, o que faz aqui em Portugal? Seria coerente da sua parte se nos virasse as costas e regressasse à sua Guiné, não lhe parece? No seu lugar, era o que eu faria. Ainda, a senhora é deputada africana no parlamento de um País que acusa de racista? Na sua terra natal, quantos deputados europeus há no respetivo parlamento? E nós é que somos racistas? Por último, a senhora tem “Moreira” no nome, um apelido bem português. Porque não muda também de apelido?

  10. E mais “uma” a tentar o “reescrever”/”apagar” a história — influência dos EUA pois claro.

    Em vez de “apagar” que tal falar, debater criticamente de forma a não cairmos nos mesmos erros; algo a não fazer é voltarmos à “segregação” e a tentatíva de divisão racial.

    Que esta pessoa seja mais Pessoa; que se dedique a algo que contribua produtivamente para a sociedade e não a denigra ou tente apagar/reescrever algo que faz parte da história: o que muda se desaparecesse o monumento? Nada! — quer dizer, as novas gerações não teriam conhecimento da história; no seguimento também teriamos de “apagar” toda essa parte da história do sistema educativo.

    Uma tentativa de protagonismo improdutivo!!

    • A falta de conhecimento e a ignorância potencia a submissão.
      (muitas vezes se confundem homofobias, apenas pelo o abuso de poder sobre os mais ignorantes)
      Nunca se deve “ler” a história com os “olhos” do presente porque as normas de vida à época eram outras.

  11. Sem os descobrimentos Joacine não seria portuguesa. Se era isso que ela queria, tem boa solução, que é ir-se embora. Veja-se que en não desejo que ela se vá embora, ela é que parece não se sentir bem por cá…

    • Só dizendo ou fazendo “disparates” é que se dá nas vistas e se é falado (infelizmente)… a notoriedade por bons actos e feitos raramente são reconhecidos no momento. Por isso é que é usual darmos voz a tantos imbecis neste mundo. Exemplo recente: Trump!

  12. Infelizmente está figura continua a aparecer pelas piores razões. Se não respeita a história nacional, regresse ásua Guiné natal, e deixe de viver á custa do erário público deste país colonialista. Os complexos de inferioridade são uma coisa tramada não são Joacina?

  13. E grave a ilustração alusiva à entrada em órbita do padrão dos descobrimentos, e +e grave porque revela toda uma sede de vingança, que já não serve para nada e é grave porque não leva a sítio nenhum. A História não pode ser reescrita, e embora eu considere criminosa a nossa expansão, não é por isso que vou destruir tudo o que a simboliza. De uma vez por todas há que fazer uma discussão honesta sobre o que se passou.
    Acho provocadora a ilustração que essa senhora apresenta. Isso traduz sentimentos de ódio de raiva daquilo que se passou antanho.
    Que haja revolta por a expansão do território da fé e do império”, ter sido feita â custa da vida de inocentes, isso é diferente. A discussão dessa época e a atualização dos factos históricos tal qual se passaram deve ser feita.
    Destruir é vandalismo, selvajaria, no fundo é querer passados mais de 500 anos fazer a mesma coisa ,só que no sentido inverso

  14. A Joacine felizmente pertence a uma minoria, pois tem todos os tiques de racista e totalitarista onde apenas as suas ideias devem prevalecer. Existem ou existiram recentemente muitos mais regimes totalitaristas com gente negra à frente que branca. E não podemos esquecer que muitos escravos vieram para Portugal, Brasil e outros paises vendidos pelo seu proprio povo e não capturados pelos “brancos”. Infelizmente não são só estes portugueses de “interesse” que são contra a História de Portugal, o que é uma vergonha e faz aumentar em muito os votos da extrema direita em Portugal , pois infelizmente a classe politica e o resto da nação vão deixando passar tudo impunemente. Quanto a Joacine é um fenomeno em vias de extinção que nem o seu proprio partido tem paciência de aturar e sumirá naturalmente nas proximas eleições, alguém que foi eleita por pena , por ter um defeito na fala e não por qualquer ideia politica, infelizmente aconteceu.

  15. Isto está a ficar bonito.
    Quando os fascistas apareceram em Itália, começaram a engrossar as suas fileiras quando os socialistas impuseram uma lei que “limpava a memória” dos combatentes que tinham ajudado a derrotar os alemães/austrohungaros na I Guerra. Então, para além de proporem a eliminação de monumentos aos soldados, fizeram aprovar uma lei sob pressão no rua (não tinham maioria no Parlamento) para indulto dos desertores. Enfim reescrever a história recente. Nesta “façanha” colaboraram representas do Komintern (estrangeiros).
    Aqui também se está a alimentar a limpeza da memória e um país.
    E depois admiram-se do crescimento do chega e da reacção dos portugueses a pessoas como esta e o Ba, que nem portugueses são.
    Enfim, sejam sérios e, se possível usem a inteligência.

  16. Ela tem toda a razão, a epopeia dos descobrimentos no Século XV não ficou nada atrás das viagens espaciais que se esperam para o século XXI!

  17. Eu até concordo.
    Será necessário um foguetão para realizar tal proeza.
    Prendia o monumento ao chão com a linha de pesca e a Joacinne com fortes correntes de ferro ao foguetão.
    Boa viagem

  18. Infelizmente é recorrente este tipo de atitudes dessa cavalheira. Se não respeita Portugal deve regressar á sua Guiné natal, e deixar de viver ás custas do erário público deste País colonialista. É que os complexos de inferioridade são uma coisa tramada, não são ó Joacina?

  19. Alguém votou nesta infeliz.
    Sempre que abre a boca é para ofender os valores de Portugal e dos Portugueses.
    Mais grave, no programa da RTP 1 É OU NÃO É, um dos convidados foi o seu secretário. o tal que disse morte aos brancos e á bófia.
    Alguém promove estas pessoas que odeiam os Portugueses e os seus feitos ,que são pagas pelo erário público, ou seja pelos Portugueses.
    Em resume, os Portugueses pagam para ser insultados .
    A RTP, é paga pelos Portugueses.

  20. Caros Leitores e Comentadores, façam como eu, não se irritem com os delírios desta pobre criatura, que só tem por igual os delírios do Sr. Ventura. Só teremos como eu disse no inicio do mandato desta Sra, que a teríamos que aturar até as próximas Legislativas (infelizmente), o positivo disto tudo é que já não gagueja e mais uns meses será Ela própria a descolar do Parlamento………………váááá, um pouco mais de paciência !

  21. “Actores que deviam ser mandados para o Tarrafal?!!” Não se esqueça que esta era a frigideira, onde a céu aberto, com temperaturas acima dos 40 graus, os presos políticos da “pseudo ditadura” de Salazar, comiam, defecavam e dormiam para nos libertarem de uma ditadura que afinal não foi!! Porque terá sido que Hitler ofereceu a quele famoso carrão a este sr.!? Eu acho que na sonda que agora foi para Marte deviam ter ido a Joacine e o Anselmo! Equivalem-se!!!

  22. Uns ofendem-se com as caricaturas do profeta, outros indignam-se com a utilização caricatural dos monumentos……. afinal a rigidez conservadora não está

  23. (continuação)…………só ligada ao fanatismo religioso. Os portugueses também têm os seus ídolos intocáveis.
    Como se fosse tão grave assim, fazer a analogia com a descoberta do espaço!!!!!

  24. Fui militar em Angola em 70/72 Maquela do Zombo próximo da RDC e mais tarde mais a sul no Toto. Aqui um dia estando de serviço à porta de armas apareceu uma senhora nativa na qual se denotava uma cultura um pouco mais avançada do que os restantes habitantes da única sanzala existente no local, vinha para uma consulta médica com o médico militar que assistia todo e qualquer civil além de medicamentos que recebiam do exército português; ao acompanhar a senhora ao médico relatou-me com certa emoção e repulsa pelo que assistiu, disse-me ter sido empregada no hotel de fazendeiros brancos que cultivavam café na zona e o que era agora um quartel era nessa altura um hotel com uma pista de aviação próximo, de apoio aos proprietários das fazendas, agora ao serviço do exército e que no dia em que os terroristas entraram, por ali adentro mataram todos os brancos que encontraram, degolando-os e outros pendurando-os nas árvores, apontou-me até uma das árvores, crianças e mulheres não escaparam; em passeios ou serviço à lagoa um pouco mais abaixo de onde recebíamos a água para alimentar o quartel, encontramos fotografias em barracões, de mulheres brancas a lavar a roupa e meninas a brincar tudo misturado num monte de destroços de máquinas e outros praticados pela invasão dos terroristas. São estes senhores que hoje governam esses países que regrediram no tempo e dos quais fogem cidadãos aos milhares para depois alguns deles nos agradecerem da forma que esta Joacine e Mamadou fazem, porque não optaram por ficar na paz e prosperidade dos seus países?

    • Sei que lhe vai custar o que lhe vou dizer, mas… Não foi Portugal que foi para lá? Por acaso terão sido os “nativos” que convidaram os portugueses a irem explorá-los? E diga-me outra coisa… Claro que houve muitas atrocidades cometidas pelos “locais”, mas… Os portugueses também não as praticaram (em retaliação ou não)? Sabe? Se nós (portugueses) não tivessemos ido para Angola, nada disso que relatou (que não duvido que tenha ouvido) teria acontecido. E diga-me: Se lhe invadissem o seu país e lhe impusessem as suas regras… não os escorraçaria daí? Não usaria todos os meios para os mandar embora, incluindo atrocidades (em último caso)?

      De qualquer forma, os meus sentimentos por tudo aquilo que presenciou, sentiu, sofreu e que lhe ficou gravado na memória.

        • É… Cores bem negras que tem a história de Portugal. Fomos grandes mas á custa de muitas vidas inocentes.

      • A sua resposta é como se há quinhentos anos o mundo fosse como o que é hoje, repare agora se russos, americanos, angolanos ou outros descobrissem um planeta onde a vida humana fosse possível e encontrassem um povo atrasado, fácil de dominar, acredita que viriam embora sem tentar colonizar esse planeta? África ainda hoje é como a Europa foi a mil anos atrás, em Angola, só como exemplo, existem várias tribos com a sua língua própria, se não fosse a língua portuguesa a uni-los as guerras tribais jamais teriam fim, mesmo assim tanto lá como por quase toda a África subsariana é como vemos e ouvimos todos os dias. Quanto a guerras, aponte-me qual e em que país houve uma que fosse limpa e justa.

        • Nunca, em lado algum, me referi a uma guerra justa e/ou limpa! Todas são movidas pela ganância do homem desde o principio da humanidade (e, provavelmente antes disso)! “se (…) descobrissem um planeta onde a vida humana fosse possível e encontrassem um povo atrasado, fácil de dominar, acredita que viriam embora sem tentar colonizar esse planeta?” E isso faz com que seja correto?
          A lingua portuguesa uni-os. Também lhes tirou as suas tradições e religiões para serem substituidas (á força) pelos invasores. Parece-me algo bem positivo…
          Fala em guerras tribais sem fim. O ser humano sempre andará em guerra porque quer sempre ser e ter mais que o outro. A única diferença entre o que era e o que é agora depois da colonização é que já não morrem de pequenas guerrinhas (com lanças e flechas). Agora morrem com balas em grandes guerras e também á fome porque lhes tiraram os territórios e meios de subsistência. Que rico favor foi feito. Mas está visto que tem a sua opinião formada e nada há a fazer para o convencer por isso não irei mais tentar. Tenho pena de si. A sua mente foi formatada de tal forma que vê lógica na invasão/exploração de povos “atrasados”. Vê lógica porque continua a achar que os invasores só vão trazer benefícios com a introdução da chamada “civilização” Tenho pena.

          • Não tem que ter pena de mim, com a idade que tenho sempre fui livre de ajuizar e pensar pela minha própria cabeça, não me deixo manipular por ideologias partidárias ou religiosas. Tenha pena isso sim, dos africanos que foram enganados e manipulados pelo comunismo e que passados estes anos continuam mais explorados pelos seus conterrâneos do que pelos europeus que por lá passaram e que de certo modo levaram até eles prosperidade e modernidade. Já percebi que a sua visão não vai mais além do umbigo, por isso também não vale a pena continuarmos aqui teimando, você fica com a sua e eu com a minha e boa noite!

      • E por acaso Angola era país , se não fossem os portugueses a delimitarem-lhe as fronteiras, assim como todas as outras ex províncias ultramarinas? Até o Brasil .

  25. Estão a dar importância a quem não a tem, na minha modesta opinião.
    Já não falavam da Srª. deputada há muito tempo. Aliás, a própria já não falava da sua pessoa há muito tempo. De vez em quando tem de dar um “arzinho” de sua graça, para alimentar o ego. Se não, esquecem-se e definha. Mais palhaçada

    Lamento ter de lhe pagar o vencimento. Preferia dá-lo a alguém necessitado.

    O melhor é terraplenar o país todo e começar do 0. E daqui a 500 anos voltamos a conversar.

  26. Joacine, simbolicamente, está a pôr em causa a ocupação de variados territórios pelos portugueses que eles anexavam identificando-os com uma coluna de pedra, com as armas de Portugal, a que se chamaram padrão. Não foi feliz com a imagem mas temos que perceber a sua indignação. O velho do Restelo tinha razão quando alertou Vasco da Gama para os problemas que poderiam resultar daquela viagem e, em certa medida, ele quando gritou: ” Ó glória de mandar! Ó vã cobiça!” estava com alguma razão. O título do filme de Manoel de Oliveira fez-me lembrar estes versos dos Lusíadas. Não foi justo chegarmos vermos e vencermos os povos que geriam as guerras deles, as religiões deles enfim os territórios deles, colocarmos um padrão e dizermos agora somos nós que mandamos!

    • Pelo que afirma presumo que é contra a evolução humana desde a (pré) história… É que a epopeia dos descobrimentos foi um marco muito importante para hoje sermos o que somos.
      Os problemas apontados são, na verdade, falácias. Os portugueses até foram dos povos menos repressores de que há memória.
      Porque não comentam a Antiguidade Clássica? Já agora, porque não destruir as marcas da romanização? E da presença e expansão dos muçulmanos? E do cristianismo? Ridiculo… Entender a história é uma coisa, ser anacrónico é outra. Todo o resto é um exercício de pobreza intelectual deprimente…

  27. Esta moça tanto se preocupa em criticar o Estado Salazarista, ao mesmo tempo que defende a ditadura de Israel. Que hipocrisia.

  28. Sinto alguma tristeza em ler algumas destas linhas escritas acima… Concordo que a Joacine possa estar a ter comportamentos radicais extremos, de certa forma execráveis. Mas com tanta indignação só lhe estamos a dar força e popularidade. O que mais me choca é ver os ataques à conduta Portuguesa de há 500 anos sem qualquer sentido ou fundamento histórico! Além de que quem ataca a nossa história não se está a comportar de forma assim tão diferente da dita deputada! Mas desde quando fomos lá, conquistámos, chacinámos e explorámos à conta dos pobres dos nativos? Informem-se! Não foram à escola? Nós estabelecemos comércio! Alargámos esse comércio até levando a prosperidade aos países “colonizados”! Ingleses, Franceses, Espanhóis, Holandeses… Esses sim, destruíram, roubaram, escravizaram e sei lá que mais! Não quer dizer que não tenhamos cometido erros, humanos, sociais e de exploração económica, mas erigimos cidades, infra-estruturas, países! Se não tivéssemos lá posto “as unhas”, certamente estariam ainda pior do que estão actualmente! Ou acaso há quem ache que eles estão presentemente mais civilizados, ricos, evoluídos e educados? Claro que pode ter havido situações de abuso! Em que país não o há ainda nos dias de hoje? Mas havia progresso, paz e florescimento económico! Não esquecer isso!!!

  29. Ultraje de Portugal, dos portugueses e da sua História!
    Como é que é possível gente desta estar sentada na Assembleia da República de Portugal, paga pelo dinheiro dos contribuintes portugueses, e poder livre e impunamente ofender os Portugueses, Portugal e a sua História?
    Acaso, os patriotas portugueses necessitarão de pegar em armas e defender Portugal destes seus inimigos, ou expulsando-os da terra portuguesa?

  30. O amor é lindo quando você tem alguém com quem criança-lo. Dr. Ekpen ogiogun é um feiticeiro muito real e um homem de sabedoria muito único e poderoso. Ele não podia engravidar porque tinha problemas de fertilidade. Meu marido se divorciou por causa disso. Eu estava muito preocupado e ainda chorando e até pensando em me matar, mas um amigo meu me apresentou a um grande homem chamado Dr. Ekpen ogiogun, que também tem uma função com seu problema. Ela me deu seu endereço de e-mail e eu a contatei e expliquei tudo a ela. Ele me garantiu que iria me ajudar e eu não deveria me preocupar. Dr. Ekpen ogiogun trouxe alegria de volta para minha vida e família, trazendo meu marido de volta com seus poderes naturais, me deixando grávida, curando o câncer de minha irmã, também curando o vírus HIV de meu primo com seus poderes especiais, e ele ganhou minha metade também. Irmão, uma loteria de $ 2 milhões. Dr. Ekpen ogiogu é realmente um homem incrível e talentoso que realmente sabe como fazer seu trabalho ogiogunr e se não fosse por ele, como seria minha vida? Dr. Ekpen ogiogun, muito obrigado e nunca vou parar de falar sobre suas grandes conquistas. Palavras não podem expressar todas as coisas boas que você fez por mim e minha família, e acredito que nem mesmo mil palavras serão suficientes para descrever suas boas e grandes obras. Se você precisa de ajuda espiritual, por que não procurar o Dr. Ekpen ogiogun para fugir? Basta entrar em contato com o Dr. Ekpen ogiogun por e-mail: ([email protected]) e ele o ajudará. Dr. Ekpen ogiogun é inofensivo, seguro e confiável. Entre em contato com o agora e adquira sua solução. Obrigado Dr. Ekpen ogiogun seu WhatsApp +2347045604010. [email protected]

RESPONDER

"Era como se a morte estivesse num copo." No século XVIII, o gin estava a arruinar a Inglaterra

A bebida alcoólica tornou-se tão popular no Reino Unido que os empresários começaram a utilizar todo o tipo de aditivos para enriquecerem. No século XVIII, o gin tornou-se a maior droga que o homem poderia consumir …

Vacinar animais contra a covid-19? Dezenas de zoos nos EUA estão a avançar com a ideia

Cerca de 70 jardins zoológicos e espaços de conservação nos Estados Unidos estão a administrar a vacina da farmcêutica veterinária Zoetis aos seus animais. Não são só os humanos que estão a ser vacinados contra a …

Lewis Hamilton: "Eu não disse que estava a morrer"

Acidente com Max Verstappen originou dores no campeão; Helmut Marko disse que já era "espectáculo" a mais. Troca de palavras entre os dois candidatos ao título. Como se esperava, o acidente que envolveu Lewis Hamilton e …

Autorretrato de Frida Kahlo deverá ser vendido por um valor recorde de 30 milhões de dólares

A Sotheby’s espera ultrapassar os 30 milhões de dólares (mais de 25 milhões de euros) com o autorretrato da pintora mexicana Frida Kahlo, no qual aparece também o seu marido Diego Rivera. O autorretrato Diego y …

David Luiz: "Um dos dias mais especiais da minha vida" - e ainda se fala sobre Jorge Jesus

Flamengo ficou mais próximo de mais uma final da Libertadores, depois de derrotar o Barcelona de Guayaquil. David Luiz estreou-se. O Flamengo venceu o Barcelona de Guayaquil por 2-0, na primeira "mão" das meias-finais da Copa …

Iémen. Escassez de alimentos empurra 16 milhões de pessoas para a fome, revela ONU

Pelo menos 5 milhões de pessoas no Iémen estão à beira da fome e outros 16 milhões estão "a caminhar para a fome", num país dilacerado pela guerra civil. O Programa Mundial de Alimentos (WFP, na …

Presidente da Tunísia governará por decreto, ignorando partes da constituição

O Presidente da Tunísia, Kais Saied, declarou que governará por decreto e ignorará partes da constituição, enquanto se prepara para mudar o sistema político, gerando críticas imediatas da oposição. Desde 25 de julho, dia em que …

Alemanha deixa de pagar quarentena a trabalhadores não vacinados

A Alemanha vai deixar de indemnizar trabalhadores não vacinados que forem forçados a quarentena devido ao coronavírus, por ser "injusto pedir aos contribuintes que subsidiem aqueles que se recusam a ser vacinados", disse na quarta-feira …

Governo acaba com recomendação do teletrabalho

O Conselho de Ministros decidiu acabar com a recomendação da opção pelo teletrabalho e eliminar a testagem em locais de trabalho com mais de 150 trabalhadores. Estas medidas integram a terceira e última fase do plano …

Cansado de denúncias, Betis pede aos seus sócios: "Portem-se bem"

Clube onde jogam dois portugueses quer que os adeptos tenham um "comportamento adequado" durante os jogos no Benito Villamarín. O Betis de Sevilha jogou seis vezes até agora, nesta época. Quatro desses encontros foram disputados em …