Joacine disposta a fazer “cedências necessárias”. Livre diz que só por milagre as relações serão retomadas

Miguel A. Lopes / Lusa

Joacine Katar Moreira e Rui Tavares.

O Livre decidiu retirar a confiança política a Joacine Katar Moreira. A deputada única do partido admite fazer as cedências necessárias, mas o partido diz que só por milagre as relações entre os dois vão ser retomadas.

Este domingo, no segundo dia do IX congresso do Livre, a nova direção do partido foi eleita com 95 votos a favor e 15 brancos, sem contar com Joacine Katar Moreira.

Um dos membros do Grupo de Contacto do Livre, Pedro Mendonça, afirmou este domingo que as relações entre Joacine Katar Moreira e a direção do partido, só poderão ser retomadas se houver um “milagre”.

“Se por algum ato milagroso houver uma mudança de atitude por parte da deputada Joacine Katar Moreira obviamente que trabalharemos” com a única representante do partido no parlamento, afirmou Pedro Mendonça, em declarações aos jornalistas no final do IX Congresso do Livre.

O membro do Grupo de Contacto (direção) eleito no domingo afirmou que a direção atual mantém a posição de apoio à resolução da 42ª Assembleia do Livre, que propôs a retirada de confiança política na deputada.

Pedro Mendonça acrescentou que, para além do Grupo de Contacto, a nova Assembleia (órgão máximo entre congressos) “também é de continuidade”.

“Tudo faremos para que a situação seja resolvida o mais rapidamente possível, esta é uma situação insustentável“, afirmou.

Momentos antes, a deputada disse, em declarações aos jornalistas, que as partes envolvidas vão necessitar de conversar e encontrar-se “imensamente” e “regularmente”, bem como decidir “o que é preciso alterar, o que se pode melhorar.

Em resposta a estas declarações, Pedro Mendonça afirmou que as relações entre a deputada e o Grupo de Contacto continuam “cortadas” e acrescentou que Joacine Katar Moreira terá de entender que foi eleita por um partido e não sozinha.

“Em política não há impossíveis e todas as pessoas têm de ter essa noção mas há responsabilidades e há saber o que se representa”, adiantou. O Livre como partido já existia, com o seu programa político e carta de princípios, “que Joacine assinou”, lembrou.

Pedro Mendonça sublinhou que a direção responde à Assembleia e acrescentou: “Se foram levantadas dúvidas sobre os métodos utilizados para a decisão que os órgãos cessantes tomaram, retomaremos toda a situação”.

Para já, se Joacine Katar Moreira mantiver “o grau de lisura e um nível de conduta educacional que se exige em política como na vida”, Pedro Mendonça admite ser possível retomar relações.

O congresso do Livre decidiu no sábado que caberá à Assembleia que foi eleita no domingo decidir sobre a eventual retirada da confiança política à única deputada do partido.

“Joacine admite fazer cedências necessárias”

Depois de decisão de retirar a confiança política a Joacine Katar Moreira, a deputada única afirmou este domingo que está disposta a fazer as cedências que forem necessárias para melhorar a relação com os órgãos do partido. Sem problemas em reconhecer a conturbação vivida no partido, admite que “esta época irá obviamente ser uma época ainda um bocado agitada”.

De acordo com o jornal Público, no sentido de preservar a confiança que os eleitores depositaram no Livre, a deputada defende que são necessárias cedências de ambas as partes: “E, especialmente, é preciso que haja cedências de parte a parte, e eu ainda estou disponível para isso”.

“Mas qualquer cedência da minha parte precisa de ser no que diz respeito ao meu trabalho e precisa de ser obviamente com base na verdade absoluta”, acrescentou.

Por sua vez, Rui Tavares, líder do Livre, defende que o partido “pode viver sem uma pessoa ou outra pessoa, mas não pode viver sem os seus princípios”.

A ideia-chave da nova direção é a continuidade do trabalho desenvolvido até agora e o afastamento de Joacine do partido, para Rui Tavares, é um cenário inevitável. “O partido decidiu dar confiança aos próximos órgãos para concluir o que vinha da assembleia anterior. A próxima assembleia saberá escolher o melhor caminho”, disse o cofundador do Livre.

// Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Equipa de campanha de Trump processa The New York Times por difamação

A equipa de campanha de Donald Trump processou o The New York Times. Em causa está um artigo publicado em março do ano passado. A equipa de campanha de Donald Trump alega que o jornal publicou, …

Enfermeiros que deixem de ser chefes regressam ao início da carreira

Há enfermeiros que regressaram ao início de carreira depois de terem abandonado as suas funções de chefia, revela o jornal Público. Tal como escreve o matutino, que avança a notícia esta quinta-feira, para que estes …

"Ronaldo foi abandonado pela equipa". Imprensa italiana arrasa Juve e elogia CR7

O Lyon tirou partido do fator casa e surpreendeu a octocampeã italiana, Juventus, em França, e ganhou esta quarta-feira uma vantagem importante - embora ténue - na eliminatória com os bianconeri para a Liga dos …

Costa desaconselha viagens de finalistas. Associação de pais diz que "não vale o risco"

O primeiro-ministro, António Costa, admitiu esta quinta-feira que Portugal acabará por ter casos de coronavírus "mais cedo ou mais tarde". No entender líder do Executivo, que falava aos jornalistas em Bragança à margem da primeira …

Esquerda está contra, PSD não dá a mão. Montijo está em risco (mas "não há drama")

O ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, vai respeitar a decisão da maioria do Parlamento. "Acataremos, não há drama". Esta quarta-feira, Pedro Nuno Santos respondeu às críticas da esquerda acerca da vontade do Governo …

Reino Unido admite abandonar negociações com a União Europeia

O Governo britânico admite abandonar as negociações com a União Europeia (UE) para um acordo pós-Brexit se não houver progressos até junho, refere um documento publicado esta quinta-feira com a posição do Reino Unido. Num documento …

Bancos avisam: Proibir comissões vai levar a fecho de balcões e despedimentos

A Associação Portuguesa de Bancos (APB) é contra a proibição de comissões bancárias ou a sua limitação em valor e em número, no MB Way e nos contratos de crédito. As propostas vão ser discutidas …

Juiz Vaz das Neves usou Relação de Lisboa para ganhar 280 mil euros com julgamento privado

O juiz Luís Vaz das Neves, ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa, usou o salão nobre do tribunal para um julgamento privado com o qual ganhou 280 mil euros. De acordo com o jornal Público, …

Sergio Ramos é rei e senhor dos cartões vermelhos. Domina em todas as provas

O central Sergio Ramos foi esta quarta-feira expulso pela 26.ª vez na derrota do Real Madrid no Bernabéu frente ao Manchester City (2-1), na primeira-mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões. O futebolista espanhol …

Covid-19. Há oito novos casos suspeitos em Portugal (e vieram todos de Itália)

A Direção-Geral da Saúde confirmou 25 casos suspeitos, 18 dos quais tiveram resultados negativos depois de realizados testes laboratoriais. Nas últimas 24 horas, foram registados oito novos casos suspeitos. Dos novos casos suspeitos, cinco no Hospital …