/

Jesus Cristo é oficialmente Rei da Polónia

5

Eliza Bartkiewicz/episkopat.pl / Flickr

Jesus Cristo coroado Rei da Polónia.

Jesus Cristo coroado Rei da Polónia.

Jesus Cristo foi oficialmente coroado como Rei da Polónia numa cerimónia religiosa que juntou milhares de peregrinos, entre os quais o presidente Andrzej Duda e vários outros políticos do país.

A “entronização” de Jesus Cristo como “Rei dos polacos” aconteceu no passado dia 19 de Novembro, na Igreja da Divina Misericórdia, em Cracóvia, depois de o Parlamento do país ter aprovado a medida em Abril passado.

Milhares de católicos, incluindo o presidente do país, Andrzej Duda, bem como outros políticos, juntaram-se na missa cerimonial, onde o cardeal Dziwisz vincou que não há que ter “medo” deste acto, uma vez que o “reinado” de Jesus Cristo “não ameaça ninguém, porque é expresso através do amor com que foi crucificado”, conforme cita o site polaco Gazeta.pl.

A coroação de Jesus Cristo como Rei da Polónia é uma ideia antiga, que vem desde o início do Século XX. Tudo começou quando uma enfermeira polaca, Rozalia Celakowna, teve uma visão que lhe apontava o caminho da guerra para o país, caso Nosso Senhor não fosse coroado rei.

A Igreja polaca foi contra a ideia, durante muitos anos, alegando que era “inapropriada e desnecessária”. Mas no início de 2016, o bispo Andrzej Czaja assumiu a coroação de Jesus Cristo como “teologicamente aceitável”.

A Conferência Polaca de Bispos trata de salientar que o gesto não visa entregar “honra e poder” a Jesus Cristo, mas que é “um reconhecimento nacional da sua soberania sobre o universo“.

O presidente polaco, que pertence ao partido conservador Lei e Justiça (PiS), marcou presença na primeira fila da missa cerimonial e partilhou fotos do momento no seu perfil do Twitter.

A Polónia é um país extremamente católico, com 90% da população a assumir esta crença religiosa. E já há mais de 350 anos, um antigo Rei polaco tinha declarado Maria, a mãe de Jesus Cristo, rainha honorária do país.

SV, ZAP

5 Comments

  1. Grande País e Grande Povo. E Grande Presidente. Este soube respeitar o carácter religioso do seu Povo apoiando-o desde o primeiro dia. Que maravilha ver aquela multidão de católicos paraticantes, debaixo de chuva, a homenagearem uma tão nobre quão poderosa consagração, simbólica mas grandiosa, ao elevar Jesus Cristo Nosso Senhor a Rei da sofredora, sacrificada e crente Polónia. Um exemplo raro de um Povo que, apesar das tremendas vicissitudes por que passou durante tanto tempo, jamais abnegou a sua religião nem perdeu a Fé em Deus, antes perpetuou-a. Um Povo que sempre se manteve unido na sua indestrutível fé, praticando recolhidamente as suas orações, numa esperança nunca perdida do regresso de um regime que os deixasse livremente praticá-la, após dezenas de anos de um regime opressor que proibia terminantemente de o fazerem. Os portugueses, por influência nefasta de uma odiosa esquerda agnóstica e furiosamente anti-Religião Católica, estão a pouco e pouco a perder a sua anterior religiosidade, por isso mesmo deviam pôr os olhos neste extraordinário Povo que, apesar da terrível repressão sofrida durante o longo período comunista, nunca deixaram de acreditar que um milagre um dia aconteceria no seu adorado País que tanto tinha por ele lutado. Deu-se a implosão do império soviético e o Milagre aconteceu. Este Povo e os seus governantes estão duplamente de parabéns. Viva a Polónia, Viva o seu Povo, Viva o seu Presidente.
    Maria

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE