O Japão fez um pedido ao mundo: Digam corretamente o nome do primeiro-ministro

CSIS / Flickr

Abe Shinzo, primeiro-ministro do Japão

Num momento em que se preparam uma série de eventos importantes no Japão, como a cimeira G20 e os Jogos Olímpicos de verão 2020, o ministro dos Negócios Estrangeiros japonês, Taro Kono, fez um pedido ao mundo: parem de dizer mal o nome do primeiro-ministro japonês.

No Japão, as pessoas são referidas com o seu apelido primeiro, seguido do nome próprio, modelo também adotado pelos chineses e coreanos. Por isso, o correto é referir o primeiro ministro como Abe Shinzo e não Shinzo Abe.

“Tal como muitas agências noticiosas escrevem o nome do presidente chinês Xi Jinping e o presidente sul-coreano Moon Jae-in, gostávamos que o nome do Primeiro Ministro Shinzo Abe seja escrito de uma maneira semelhante”, disse Taro Kono ao Mainichi Shimbun, um dos mais importantes jornais diários do Japão.

Há cerca de século e meio, durante a dinastia Meiji, os estrangeiros foram encorajados a escreverem os nomes japoneses com o nome próprio primeiro e depois o apelido – ao contrário da tradição nipónica – de forma a se adaptarem aos padrões internacionais e simplificar o complexo processo de nomeação que é utilizado no Japão.

“Estou a planear lançar um pedido aos media internacionais”, acrescentou Kono, sublinhando ter esperança de que os órgãos internacionais de comunicação respeitem este apelo. O ministro relembra um pedido feito ao National Languages Committee há cerca de 20 anos, no mesmo sentido, mas sem resultados.

Kono afirmou, segundo a BBC, que o seu ministério pretende considerar a mudança também em documentos oficiais, como passaportes. Agregou ainda que, com ascensão, no 1º de maio, do imperador Naruhito e a aproximação de elementos internacionais agendados no Japão — em junho, o país sediará a cúpula do G20 e, no ano que vem, os Jogos Olímpicos de Tóquio, tornam o momento adequado para implentar a mudança na ordem dos nomes.

Kono também declarou que tem o apoio de outros órgãos do governo, já que o ministro da Educação, Masahiko Shibayama, também pediu que as agências oficiais retomem a prática de colocar o apelido antes do nome próprio.

Uma análise feita pelo jornal britânico The Guardian aponta que a medida parece ser uma tentativa de o governo demonstrar mais confiança na cultura e na história do país, no momento em que estará sob os holofotes globais.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

"Adiem a Liga dos Campeões", pede o Borussia Dortmund

Sorteio está marcado para esta quinta-feira mas Michael Zorc avisa: "Faltam requisitos legais para a fase de grupos arrancar". A fase de grupos da Liga dos Campeões vai começar, pela primeira vez, em outubro. A primeira …

Artista "ressuscita" 54 Imperadores Romanos com ajuda da Inteligência Artificial

Artista canadiano usou um ramo da Inteligência Artificial para criar retratos ultra-realistas de antigos Imperadores Romanos como, por exemplo, Calígula, Nero e Adriano. A aparência física destes antigos Imperadores Romanos foi preservada em centenas de esculturas …

Cantar pode ser uma má ideia durante a pandemia

Uma nova pesquisa revelou que cantar em grupo pode ser perigoso em termos de propagação de patógenos. Esta é só mais uma prova de que 2020 chegou para pôr um travão na diversão. A Universidade de …

Emirados Árabes Unidos anunciam missão espacial à Lua para 2024

Um alto responsável dos Emirados Árabes Unidos disse hoje que o país tenciona enviar para a Lua uma nave com um veículo não tripulado em 2024. O desejo de pisar a lua é uma ambição de …

Exército norte-americano quer ter acesso à rede de satélites da SpaceX

O exército dos Estados Unidos está de olho na Starlink, a constelação de satélites da SpaceX, cujo CEO é o multimilionário Elon Musk e que tem como objetivo levar Internet de banda larga a todos …

Portugal tem cada vez menos água disponível

Portugal tem cada vez menos água disponível e nos próximos cem anos a precipitação em certas regiões do país, como o Algarve, pode sofrer uma redução de até 30%, alertou esta terça-feira a Associação Natureza …

Tel Aviv vai ter estradas elétricas que recarregam autocarros em movimento

Tel Aviv, em Israel, está a trabalhar na criação de estradas elétricas sem fios para carregar e fornecer energia aos transportes públicos da cidade. As estradas elétricas são parte de um programa piloto liderado pelo município …

Suicídio entre militares norte-americanos aumenta 20% em época de covid-19

Os suicídios entre os militares subiram 20% este ano em comparação com o mesmo período de 2019, registando-se um aumento nos incidentes de comportamento violento à medida que as tropas lutam contra a covid-19 e …

Turista apanhado a gravar as suas iniciais no Coliseu de Roma. Arrisca ser condenado a prisão

Um turista foi apanhado a gravar as suas iniciais no Coliseu de Roma, em Itália, e arrisca ser punido com um até um ano de prisão. De acordo com o diário italiano La Repubblica, o turista, …

Função Pública. Fesap exige subida de remuneração mínima para 693 euros

A Federação de Sindicatos da Administração Pública (Fesap) exige que a primeira posição da Tabela Remuneratória Única avance para 693,13 euros em 2021 e uma atualização do subsídio de refeição para seis euros. Estas duas medidas …