Japão “controlou” o surto durante dois meses (mas casos explodiram nas duas últimas semanas)

O Japão conseguiu manter os números de infetados controlados durante dois meses, mas os casos explodiram nas duas últimas semanas. Afinal, este país asiático pode não ser o modelo mais exemplar.

Numa altura em que o mundo sofre com uma pandemia, os bons exemplos servem, muitas vezes, de referência. Com o número de casos controlados nos primeiros dois meses, pensava-se que o Japão era um desses exemplos, até ter tido um boom de infetados nas duas últimas semanas.

De acordo com o Japan Times, o primeiro caso no país foi anunciado no dia 16 de janeiro, duas semanas antes de a Organização Mundial de Saúde (OMS) ter declarado emergência de saúde pública internacional devido ao novo coronavírus.

Dois meses depois, até ao dia 27 de março, o país conseguiu manter a pandemia controlada, atingindo os 1.500 infetados nesse dia, apesar da grande proximidade com a China.

Contudo, segundo o Observador, o caso mudou de figura e, em apenas duas semanas, o número de infetados no país triplicou. Agora, o Japão regista mais de 7.300 casos e mais de 120 mortes.

A Bloomberg explica que, no início, o governo do Japão foi agressivo na identificação de clusters e na contenção da propagação, mas o país não teve a mesma reação em relação aos testes – sem testes não são detetados novos casos, o que significa que os números se mantêm baixos.

Aliás, no dia 18 de março, o governo anunciou que estava a utilizar apenas um sexto da sua capacidade para testes à covid-19. “Só porque temos capacidade, não significa que precisemos de a usar totalmente. Não é necessário realizar testes a pessoas que estão simplesmente preocupadas”, disse Yasuyuki Sahara, funcionário do Ministério da Saúde, em conferência de imprensa.

As medidas tomadas em relação ao navio cruzeiro Diamond Princess poderão ter contribuído para o rápido aumento de casos, dado que o navio acabou por se transformar num foco de propagação do vírus.

No entanto, só no dia 7 de abril (na passada terça-feira) é que Shinzo Abe, primeiro-ministro japonês, declarou o estado de emergência, afirmando que “não há tempo a perder”. Mas a medida não ditou o confinamento obrigatório e, desde então, o número de casos quase duplicou.

O fecho das escolas ou a imposição da quarentena obrigatória não foram medidas adotadas no Japão, que poderá ver os casos a aumentar caso não tome decisões restritivas mais rígidas.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Teresa Leal Coelho admite processar ex-vereador Fernando Nunes da Silva

A vereadora da Câmara Municipal de Lisboa Teresa Leal Coelho admitiu que poderá vir a processar o antigo vereador Fernando Nunes da Silva, devido às declarações sobre a reposição dos sentidos de circulação na Avenida …

Linha de Fundo: Benfica reforça liderança, mais recados de Conceição, um jardim de infância especial e João “rosa” Almeida

Era uma vez um Clássico... Deu empate o primeiro clássico da época 2020/21. Em Alvalade, Sporting e FC Porto igualaram-se a duas bolas, num jogo que valeu pelas mudanças de resultado, mas que nem sempre foi …

CDS critica PS por obrigar portugueses a pagar "buraco" da TAP para servir apenas Lisboa

O CDS está "chocado" por a TAP ir abandonar as quatro rotas que opera no Aeroporto Francisco Sá Carneiro e critica o PS por obrigar portugueses a pagar "buraco" da TAP para servir apenas Lisboa. O …

Contratos de associação dos colégios privados. Ministério da Educação vence todos os 55 processos judiciais

Em todos os 55 processos judiciais que os colégios privados moveram contra o Ministério da Educação em 2016, na sequência da polémica dos contratos de associação, todas as 55 decisões foram favoráveis ao Governo. O jornal …

Famílias numerosas podem pedir desconto no IVA da luz a partir de março

As famílias com cinco ou mais elementos só poderão usufruir da redução do IVA da eletricidade a partir de 1 de março e terão de o requerer junto do seu fornecedor, segundo uma portaria esta …

Vacina da gripe disponível para mais grupos. Farmácias temem não ter stock suficiente

A vacina da gripe está, a partir desta segunda-feira, disponível para mais grupos populacionais com o início da segunda fase da campanha, que estende a vacinação a pessoas com 65 ou mais anos e pessoas …

Franceses em protesto para homenagear professor decapitado. Autoridades procuram radicais islâmicos

Milhares de pessoas reuniram-se no domingo no centro de Paris numa demonstração de repúdio pela decapitação do professor que mostrou aos seus alunos desenhos do Profeta Maomé. Os manifestantes da Praça da República ergueram cartazes onde …

Proud Boys acreditam na vitória de Trump: "Vamos Ganhar". Voto antecipado começa hoje na Florida

O líder do grupo Proud Boys disse à Lusa, durante uma manifestação em Miami, que Donald Trump vai vencer as eleições presidenciais norte-americanas, e rejeitou a acusação de que é dirigente de uma organização extremista. …

Projeto desenvolve testes rápidos de baixo custo para detetar imunidade

Um consórcio de universidades e uma empresa querem desenvolver "testes rápidos e de baixo custo" para detetar a resposta imunitária ao vírus SARS-CoV-2. O projecto TecniCov, que "obteve um financiamento de 450 mil euros da Agência …

"Medo constante". Human Rights Watch denuncia tortura na Coreia do Norte

Uma organização não-governamental denunciou esta segunda-feira que o sistema norte-coreano de detenção pré-julgamento e de investigação é cruel e arbitrário, com ex-detidos a descreverem tortura sistemática, corrupção e trabalhos forçados não-remunerado. No relatório de 88 páginas, …