“Já passei do prazo”. Legislativas são as últimas eleições de Marinho e Pinto

RTP / Flickr

Ex-bastonário da Ordem dos Advogados, Marinho e Pinto, eleito eurodeputado pelo MPT

O presidente do Partido Democrático Republicano (PDR), Marinho e Pinto, revelou esta quinta-feira que as legislativas de outubro serão as suas últimas eleições, decisão que mantém seja qual for o resultado obtido pelo partido.

“É a última vez que concorro a qualquer coisa, já passei do prazo, estou fora”, disse, em entrevista à revista Visão, dando conta que a sua quarta eleição será também a sua última.

“Se não for eleito, é a ultima vez que concorro a uma eleição (…) Se for eleito também é a última vez, porque não me candidato seja ao que for daqui a quatro anos”, acrescentou o advogado e ex-bastonário da Ordem, apontando a sua idade, bem como o estado da política no país como principais motivos para este afastamento

“Já tenho quase 70 anos, há muito que devia ter deixado a política”, aponta, antes de deixar duras críticas à política portuguesa. “Só temos uma estratégia e uma tática: apontar o que está mal num país em que não há espaço para a cidadania, onde ninguém pode ser candidato se não for por um dos partidos [tradicionais]”, lamenta.

“A vida política transformou-se numa coisa degradante (…) Lutei quando era difícil, mas se soubesse que era para isto não o teria feito. A política atrai os piores”, disse à revista.

Marinho e Pinto insiste na ideia de que Portugal “não tem mudança”, antevendo que Portugal pode mesmo vir a ter um ditador impulsionado por eleitores desiludidos. “Acreditei que era possível mudar as coisas pela vida democrática, mas já percebi que não. O país não tem mudança (…) Há de vir aí um ditador”, afirma, elencando alguns exemplos.

“Trump, Bolsonaro, Orban, Salvini, o Vox aqui ao lado, a [Marine] le Pen, em França – nada disso são epifenómenos, é o resultado de opções de eleitores desiludidos com a democracia (…) O sistema democrático em Portugal perdeu a superioridade moral que tinha em relação à ditadura”, vaticina.

Críticas aos políticos e aos média

Na mesma entrevista, publicada esta quinta-feira na edição da Visão, Marinho e Pinto estende as críticas aos políticos, traçando um cenário que diz estar cada vez pior.

“Isto está cada vez pior, cobram-se mais impostos, as clientelas são cada vez mais vorazes, há políticos que o são desde os 14 anos e que, provavelmente, não sabem o que é pagar o próprio telemóvel porque o partido sempre assumiu esse custo, não sabem o que é pagar um almoço porque sempre usaram o cartão do Estado, e a comunicação social foi corrompida de alto a baixo”, critica.

Tal como recorda a revista, o cabeça de lista pelo círculo eleitoral do Porto nas legislativas de outubro, pelas listas do PDR, que fundou depois de romper com o MPT, anuncia a sua saída da vida política cinco anos depois de ter regressado.

Em 2014, recorde-se, foi eleito para o Parlamento Europeu nas primeiras eleições que disputou, que foram também as únicas que venceu.

Marinho e Pinto ainda tentou conquistar um lugar na Assembleia da República, mas ficou a 14 mil votos do PAN e falhou o objetivo.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Aqui está um homem que não faz qualquer falta ao país. Por mim estarias reformado ainda antes de teres começado. Um conselho amigo: não escolhas Lisboa para viver a reforma. Bem sabes que não dá com 5 mil euros.

RESPONDER

Estado investe 2.000 milhões na ferrovia, mas comboios vão circular à mesma velocidade

O investimento da Infraestruturas de Portugal deverá rondar os 2.000 milhões de euros, mas este montante servirá quase exclusivamente para eletrificação de linhas e substituição de sinalização. De acordo com a edição desta quinta-feira do jornal …

SBSR confirma Foals, Local Natives e Boy Pablo para a edição de 2021

Os Foals, os Local Natives e o músico Boy Pablo são os primeiros nomes reagendados para a 26.ª edição do Festival Super Bock Super Rock, remarcada para julho de 2021, foi hoje anunciado. O SBSR deveria …

Artistas com espetáculos cancelados recebem pelo menos 50%

O primeiro-ministro referendou, esta quarta-feira, a lei que regula a possibilidade de festivais e espetáculos no verão e que assegura apoio financeiro a artistas alvo de cancelamento ou reagendamento dos espetáculos por causa da pandemia. Este …

EUA anunciam fim da isenção de sanções no programa nuclear civil iraniano

Os Estados Unidos (EUA) anunciaram na quarta-feira o fim das derrogações que autorizaram até agora projetos relacionados com o programa nuclear civil iraniano, acordo internacional de 2015 do qual Washington se retirou. "Hoje, anuncio o fim …

Violência doméstica, droga, bairros problemáticos. Agentes da PSP obrigados a usar coletes anti-bala

A Direção Nacional da Polícia de Segurança Pública (PSP) decidiu tornar obrigatório o uso de coletes balísticos em oito tipos de situações. De acordo com o Jornal de Notícias, os agentes da PSP vão passar a …

Benfica e FC Porto estão entre os clubes europeus com maior valor comercial

O Benfica e o FC Porto estão em 24.º e 30.º, respetivamente, na lista dos 32 clubes de futebol europeus com maior valor comercial, que é liderada pelos espanhóis do Real Madrid. O Benfica (24.º) e …

Estados Unidos podem vir a acusar Cilia Flores, mulher de Maduro, por narcotráfico

Os Estados Unidos podem vir a acusar formalmente a mulher do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, por crimes de tráfico de droga e corrupção. A notícia foi avançada esta quarta-feira pela Reuters, que cita quatro fontes diferentes. …

PSD quer lay-off até final do ano e Estado menos "dorminhoco"

O PSD apresentou hoje um conjunto de 26 "ideias e sugestões" na área social, incluindo o prolongamento do 'lay-off' simplificado até ao final do ano, a reafetação de recursos na administração pública e um Estado …

Trump prepara ordem executiva contra redes sociais. Quer reduzir proteções legais das empresas

O Presidente norte-americano, Donald Trump, vai assinar esta quinta-feira uma ordem executiva sobre as redes sociais, anunciou a Casa Branca, dois dias depois de o Twitter ter assinalado mensagens de Donald Trump com alertas de …

Mais 13 mortes e 304 novos casos. Reabertura da economia em Lisboa questionada

Embora a região Norte continue a ser a mais afetada pela pandemia, a situação na região da Grande Lisboa tem piorado. O Governo está a estudar o adiamento de algumas medidas de reabertura da economia …