Italianos desaparecidos no México foram vendidos por 43 euros a um cartel

Jesús Villaseca P / Latitudes Press / Flickr

Apesar da confissão dos quatro agentes detidos, a polícia mexicana desconhece o paradeiro dos três italianos

As autoridades mexicanas abriram este sábado processos criminais contra quatro agentes da policia de Tecalitlán, no estado de Jalisco, por envolvimento no caso de três italianos que se encontram desaparecidos no México desde o dia 31 de janeiro.

Segundo a agência Ansa, os acusados confessaram que prenderam e entregaram os três italianos ao poderoso cartel Jalisco Generación, que controla o crime organizado em toda a região, a troco de mil pesos – cerca de 43 euros.

Os quatro agentes detidos, identificados apenas pelo primeiro nome – Emilio, Salomón, Fernando e Lidia – que podem ser condenados a uma pena de 40 anos de prisão, deverão permanecer pelo menos um ano em detenção preventiva enquanto não ocorre o julgamento. Outros três agentes estão a ser procurados por envolvimento no caso.

Os três desaparecidos são napolitanos e pertencem à mesma família. Raffaele Russo, de 60 anos, o filho Antonio Russo, 25 anos, e o sobrinho Vicenzo Cimmino, 29 anos, foram vistos pela última vez a 31 de Janeiro.

O desaparecimento dos três italianos gerou inúmeros protestos, tanto no México com em Itália. A semana passada, o ministro dos Negócios Estrangeiros italiano, Angelino Alfano, pediu ao seu homólogo mexicano, Luis Videgaray, uma “solução urgente” para o caso.

Francesco Russo, um outro filho de Raffaele, disse à rádio italiana RAI1 ter informações de que a investigação aponta para que os três desaparecidos terão sido vendidos pelos agentes da polícia. “Por 43 euros de m***, a polícia do México vendeu três cidadãos do meu país. 43 euros, é uma vergonha sem precedentes“, acrescentou Francesco Russo.

Segundo o jornal italiano La Repubblica, Raffaele Russo encontrava-se no México a vender geradores eléctricos e máquinas agrícolas, que apresentava aos potenciais compradores como produtos fabricados na Alemanha, mas que na verdade eram oriundos da China. Foi o primeiro a desaparecer, no dia 31 de janeiro.

O filho e o sobrinho, não conseguindo contactar por telefone com o familiar, deslocaram-se ao último local assinalado pelo GPS do carro de Raffaele. Segundo alguns testemunhos, os dois jovens pararam num posto de abastecimento de combustíveis, onde foram abordados por “diversos agentes da polícia”. Desapareceram também, até hoje.

Mesmo após a confissão, as autoridades ainda não têm qualquer pista sobre o paradeiro dos três italianos desaparecidos.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Há países pouco convidativos a visitar e por cá vamos tendo a experiência de que quanto mais gente entrar vindos de certos países e credos mais inseguros vamos estando, isto está a acontecer por toda a Europa embora os políticos façam de conta que não vêm e teimem em abrir as portas a tudo e todos.

Julgamento de Rui Pinto arranca dia 4 de setembro

O pirata informático português Rui Pinto vai a julgamento no dia 4 de setembro, escreve a Sábado. O alegado autor do Football Leaks responde por 90 crimes de acesso indevido, violação de correspondência, acesso ilegítimo, …

PCP anuncia voto contra no Orçamento Suplementar

Apesar da abstenção na votação inicial, o PCP anunciou que vai votar contra o Orçamento Suplementar na votação final marcada para esta sexta-feira. "Concluída a votação na especialidade verifica-se que os aspetos negativos da proposta do …

Figura em pedra com mais de dois mil anos descoberta em Miranda do Douro

O acaso colocou a descoberto em Duas Igrejas, no concelho de Miranda do Douro, uma figura zoomórfica que representa um berrão (porco) e que os arqueólogos datam entre os séculos IV e I a.C., foi …

FBI prende Ghislaine Maxwell, ex-namorada de Jeffrey Epstein

A ex-namorada de Jeffrey Epstein, Ghislaine Maxwell, foi esta quinta-feira detida pelo FBI. A mulher de 58 anos é acusada de ajudar a montar uma rede de tráfico de mulheres. O FBI deteve, esta quinta-feira, Ghislaine …

Polícia italiana apreendeu 14 toneladas de anfetaminas. Droga foi produzida pelo Estado Islâmico

As autoridades italianas apreenderam na quarta-feira 14 toneladas de anfetaminas produzidas na Síria por membros do Estado Islâmico, cujos lucros serviriam para reativar as suas operações. "É um facto que o Daesh [Estado Islâmico] utiliza a …

Câmara de Lisboa defende fim do financiamento público às touradas

A Câmara de Lisboa defendeu hoje a criação de legislação que impeça o financiamento público de espetáculos que "causem sofrimento animal", salientando que as touradas incluem "atos de violência". Numa moção “pelo fim de espetáculos com …

Acordo entre Neeleman e Governo já só depende da confirmação da Azul

O acordo entre David Neeleman e o Governo está prestes a concretizar-se, escreve o Expresso. Aparentemente já só falta a confirmação da Azul para garantir o acordo. Depois de a nacionalização da companhia ter sido dada …

Medina recua e diz que "há convergência total" com Governo no combate à pandemia

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, disse hoje que “há convergência total” com o Governo no combate à pandemia de covid-19, recusando que as críticas que fez à atuação das autoridades de saúde …

Parlamento vai debater o teletrabalho por iniciativa do PAN

O PAN considera que "o teletrabalho é uma ferramenta que pode ajudar a conciliar a vida profissional e a vida familiar", ainda que apresente fragilidades como a "invasão da vida pessoal". O PAN agendou para sexta-feira …

PSP também queria prémio semelhante ao dos profissionais de saúde

O Sindicato dos Profissionais de Polícia (SPP) manifestou-se esta quinta-feira “desiludido” com “a falta de respeito” que o Governo demonstra em relação à PSP e a outras forças de segurança que estão na “linha da …