Italianos desaparecidos no México foram vendidos por 43 euros a um cartel

Jesús Villaseca P / Latitudes Press / Flickr

Apesar da confissão dos quatro agentes detidos, a polícia mexicana desconhece o paradeiro dos três italianos

As autoridades mexicanas abriram este sábado processos criminais contra quatro agentes da policia de Tecalitlán, no estado de Jalisco, por envolvimento no caso de três italianos que se encontram desaparecidos no México desde o dia 31 de janeiro.

Segundo a agência Ansa, os acusados confessaram que prenderam e entregaram os três italianos ao poderoso cartel Jalisco Generación, que controla o crime organizado em toda a região, a troco de mil pesos – cerca de 43 euros.

Os quatro agentes detidos, identificados apenas pelo primeiro nome – Emilio, Salomón, Fernando e Lidia – que podem ser condenados a uma pena de 40 anos de prisão, deverão permanecer pelo menos um ano em detenção preventiva enquanto não ocorre o julgamento. Outros três agentes estão a ser procurados por envolvimento no caso.

Os três desaparecidos são napolitanos e pertencem à mesma família. Raffaele Russo, de 60 anos, o filho Antonio Russo, 25 anos, e o sobrinho Vicenzo Cimmino, 29 anos, foram vistos pela última vez a 31 de Janeiro.

O desaparecimento dos três italianos gerou inúmeros protestos, tanto no México com em Itália. A semana passada, o ministro dos Negócios Estrangeiros italiano, Angelino Alfano, pediu ao seu homólogo mexicano, Luis Videgaray, uma “solução urgente” para o caso.

Francesco Russo, um outro filho de Raffaele, disse à rádio italiana RAI1 ter informações de que a investigação aponta para que os três desaparecidos terão sido vendidos pelos agentes da polícia. “Por 43 euros de m***, a polícia do México vendeu três cidadãos do meu país. 43 euros, é uma vergonha sem precedentes“, acrescentou Francesco Russo.

Segundo o jornal italiano La Repubblica, Raffaele Russo encontrava-se no México a vender geradores eléctricos e máquinas agrícolas, que apresentava aos potenciais compradores como produtos fabricados na Alemanha, mas que na verdade eram oriundos da China. Foi o primeiro a desaparecer, no dia 31 de janeiro.

O filho e o sobrinho, não conseguindo contactar por telefone com o familiar, deslocaram-se ao último local assinalado pelo GPS do carro de Raffaele. Segundo alguns testemunhos, os dois jovens pararam num posto de abastecimento de combustíveis, onde foram abordados por “diversos agentes da polícia”. Desapareceram também, até hoje.

Mesmo após a confissão, as autoridades ainda não têm qualquer pista sobre o paradeiro dos três italianos desaparecidos.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Há países pouco convidativos a visitar e por cá vamos tendo a experiência de que quanto mais gente entrar vindos de certos países e credos mais inseguros vamos estando, isto está a acontecer por toda a Europa embora os políticos façam de conta que não vêm e teimem em abrir as portas a tudo e todos.

RESPONDER

Pai de Rosa Grilo constituído arguido por suspeita de favorecimento pessoal

O pai de Rosa Grilo, Américo Pina, foi esta quarta-feira constituído arguido num segundo processo relacionado com a morte do triatleta Luís Grilo. Segundo o jornal Público, a notícia foi confirmada por fonte próxima do processo, …

NOS e Vodafone vão partilhar equipamentos de redes móveis

A NOS e a Vodafone fecharam acordos com vista à partilha de infraestruturas e equipamentos de rede móvel, abrangendo as tecnologias 2G, 3G e 4G. A NOS e a Vodafone anunciaram um acordo de partilha de …

Eutanásia começa a ser discutida. Deputados consideram pergunta "confusa" e "não" é quase certo

A discussão sobre a eutanásia começa hoje no Parlamento e estende-se até sexta-feira. A proposta, que conta com o apoio da Igreja Católica, deve ser chumbada, tendo em conta os sentidos de voto já conhecidos, mas …

Cabrita mantém auditoria sobre falhas na GNR e PSP em segredo

A auditoria "Cartografia de Risco", feita pela Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) que detetou falhas na formação e organização na GNR e na PSP, continua em segredo no gabinete do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita. Em …

Assassino publicou áudio a dizer que "vingou o profeta". Pai de aluna e dois menores podem ter sido cúmplices

O assassino do professor francês que mostrou caricaturas de Maomé numa aula divulgou uma mensagem de áudio nas redes sociais em que dizia ter vingado o profeta, após publicar uma fotografia da sua vítima, avança …

Avanços e ajustamentos em pezinhos de lã. Sem certezas, Governo tenta aproximar-se à esquerda

A tensão entre o PS e a esquerda já dura há duas semanas. O Governo já fez algumas cedências em troca do "sim" dos parceiros, mas falta a análise que tarda em chegar. Fonte do Governo …

"Bazuca" dá mais mil milhões para "revolução" nos transportes de Lisboa e Porto

O ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, diz que estamos perante uma "revolução" que vai mudar muito a circulação das pessoas em Lisboa e no Porto. O dinheiro vindo da União …

"Médicos pela Verdade". Ordem abre processo contra movimento que desvaloriza gravidade da covid-19

A Ordem dos Médicos abriu processos disciplinares a 7 médicos do movimento Médicos pela Verdade, grupo que desvaloriza a gravidade da covid-19 e se mostra contra o uso generalizado de máscaras e de testes de …

"Esta é a crise das nossas vidas". Vieira da Silva diz que chumbo do OE seria "dificilmente compreensível"

O ex-ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José António Vieira da Silva, elogiou, em entrevista ao jornal ECO, a proposta para Orçamento de Estado para 2021 (OE2021) e disse que seria "estranho" que não …

Podemos acusado de financiamento irregular, crime eleitoral e falsificação de documentos

O partido espanhol Podemos é acusado de financiamento irregular, crime eleitoral e falsificação de documentos comerciais. A acusação consta num despacho do juiz de instrução Juan José Escalonilla, datado de 10 de setembro, ao qual a …