Jovem iraniana que terá morto violador foi executada

As autoridades judiciais iranianas enforcaram esta madrugada Reihané Yabarí, a jovem de 26 anos condenada à morte por alegadamente ter morto o homem que a tentou violar, confirmou a mãe, a conhecida atriz Shole Pakravan.

“Enforcaram a minha filha, enforcaram a minha filha”, disse, entre soluços, a mãe, que esperava este trágico desfecho desde o início do mês, após as sucessivas recusas de perdão por parte da família do homem, o médico Morteza Abdolalí Sarvandí, que trabalhou para o Ministério dos Serviços Secretos.

A jovem estava presa há sete anos e tinha 19 anos na altura dos factos, em 2006.

Em finais de setembro, foi transportada do centro prisional onde cumpria pena para a prisão de Rajaishahr, perto de Teerão, local onde se realizam as execuções.

Na altura, reativaram-se as campanhas e os apelos internacionais para evitar o enforcamento, que foi temporariamente suspenso.

Organizações defensoras dos Direitos Humanos, como a Amnistia Internacional e a Human Rights Watch, pediram a anulação da sentença, alegando que o julgamento de Yabarí não teve as garantias necessárias.

A União Europeia também instou as autoridades iranianas a revogar a decisão judicial e a desenvolver um novo processo.

Mais de 24 mil pessoas assinaram uma carta impulsionada pela plataforma Avaaz para pedir a suspensão da execução, defendendo que a jovem agiu “em defesa própria“, e na rede social Facebook houve várias campanhas para apoiar a causa, com páginas intituladas “Eu sou Reihane Yabarí” e “Salvemos Reihane Yabarí da execução no Irão”.

O relator especial da ONU para os Direitos Humanos no Irão, Ahmed Shaheed, também apelou para que fosse travada a execução e realizado um novo julgamento, justificando que parte da acusação à jovem se baseou numa confissão obtida através de torturas.

No último mês, as autoridades iranianas tentaram sem êxito obter o perdão da família do falecido, que se negou a exercer o direito do perdão previsto na lei islâmica que impera no Irão.

A mesma lei contempla a chamada “retribuição”, ou seja, sangue paga-se com sangue.

“Quero que o direito de sangue do meu pai se cobre o mais cedo possível”, declarou à EFE há algumas semanas Yalal Sarvandí, filho do homem que esteve na origem da execução da jovem.

Segundo a condenada, o médico contratou-a para o ajudar a decorar o gabinete e levou-a a um edifício onde a tentou violar, pelo que se defendeu com uma pequena faca com a qual o atingiu no ombro, mas não o matou.

/Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Caro DR, matado estava correto. Morto também, mas matado estava mais. Há duas formas nos verbos: regular e irregular. Com o verbo ‘ter’, que corresponde à primeira, escreve-se matado; com a forma irregular, ou seja, verbos ‘ser’ e ‘estar’ escreve-se morto. Cumprimentos

  2. Afinal meu senhor e senhora, em que é que ficamos? Estão mais interessados em comentar a correcta forma verbal ou em comentar lamentável noticia, As leis e mentalidades miseraveis destes governates e autenticos talibans que governam ditatorialmente e sinicamente , em nome de “ALÁ”, num pais de energumenos yhatolas.

RESPONDER

Ajax vs Benfica | Amesterdão volta a trair nos descontos

O Benfica esteve a um minuto de arrancar um ponto na Johan Cruijff, ante o Ajax, mas um golo nos descontos, de Noussair Mazraoui, ditou uma derrota inesperada para os comandados de Rui Vitória, por …

Mensagens falsas "mataram" o rei de Espanha (há 450 anos)

O fenómeno das notícias e mensagens falsas que se propagam de forma viral nas redes sociais preocupa cada vez mais governos, organizações internacionais e académicos, mas não é algo de novo. Desde a campanha eleitoral de …

Conflito no Iémen coloca 75% da população a precisar de ajuda alimentar

O conflito no Iémen tornou 8,4 milhões de pessoas dependentes de assistência alimentar de emergência e colocou 75% dos seus 22 milhões de habitantes a precisarem de ajuda, no país com a prior crise humana …

Encontrado engenho explosivo em casa do milionário George Soros

Esta segunda-feira, foi encontrado um engenho explosivo numa caixa de correio em cada de George Soros. O FBI iniciou esta terça-feira uma investigação e adiantou que "não representa qualquer ameaça à segurança pública". A polícia federal …

Austrália pede desculpa às milhares de vítimas de abusos sexuais

A Austrália pediu nesta segunda-feira oficialmente perdão por não ter “escutado e acreditado” nos milhares de vítimas de abusos sexuais perpetrados durante décadas dentro das instituições do país. “De novo e de novo, hoje pedimos desculpa”, …

Furacão Willa "grande e perigoso" a caminho do México

O furacão Willa, de categoria 4, está a preparar-se para a atingir a costa pacífica do México esta terça feira. De acordo com o Centro Nacional de Furacões dos EUA, espera-se que o Willa seja …

Bruxelas toma decisão inédita e chumba orçamento de Itália

A Itália é o primeiro país a ver o seu projeto orçamental "chumbado" pela Comissão Europeia desde a implementação do "semestre europeu" de coordenação de políticas económicas e orçamentais, instituído em 2010. A Comissão Europeia rejeitou …

Governo propõe super-desconto no IRS para futebolistas (e não só)

O "Programa Regressar", a nova medida fiscal que integra a proposta de Orçamento do Estado para 2019 (OE2019) e que visa fazer regressar a Portugal ex-residentes, abrange todo o tipo de profissões, incluindo futebolistas, sem …

CP admite falta de comboios até final do ano

O presidente dos Comboios de Portugal (CP) admitiu que o serviço regional com automotoras a gasóleo enfrenta maiores riscos por falta de pessoal e de peças na EMEF (empresa que mantém e repara comboios em …

Viúva do triatleta viu angolanos matarem o marido e foi de férias com o amante

Rosa Grilo, a viúva do triatleta Luís Grilo, que está detida por suspeitas de envolvimento na sua morte, assegura que foram indivíduos angolanos que o mataram, por causa de diamantes. Ela garante que assistiu ao …