Irão diz que “ações” dos EUA vão revelar reais intenções de Trump

Max Talbot-Minkin / Flickr

Mohammad Javad Zarif, Ministro dos Negócios Estrangeiros do Irão

O ministro dos Negócios Estrangeiros iraniano disse que “ações e não as palavras” vão revelar as reais intenções do Presidente norte-americano, que afirmou não querer uma “mudança de regime,” mas o “desaparecimento das armas nucleares” no Irão.

“Há muito tempo o aiatola Ali Khamenei disse que não queremos armas nucleares, emitindo um fatwa [decreto religioso] para proibi-las”, escreveu Mohammad Javad Zarif na sua conta oficial na rede social Twitter.

O chefe da diplomacia iraniana acrescentou que “o terrorismo económico está a prejudicar o povo iraniano e a causar tensão na região”, uma alusão ao facto de Donald Trump ter decidido retirar unilateralmente, no ano passado, os Estados Unidos do acordo nuclear e retomar as sanções contra Teerão.

Estas declarações acontecem um dia depois de Donald Trump ter afirmado que os Estados Unidos não procuram uma “mudança de regime” no Irão. A declaração do chefe de Estado norte-americano ocorre numa altura em que se agravam as relações entre Washington e Teerão.

“Nós não estamos à procura de uma mudança de regime no Irão, o que nós queremos é o desaparecimento das armas nucleares”, disse Trump numa altura em que os Estados Unidos enviaram forças militares para a região do Golfo Pérsico. Mesmo assim, Trump disse que estima poder alcançar um acordo com Teerão.

A relação entre Washington e Teerão agravou há um ano, quando o Presidente norte-americano abandonou o acordo nuclear de 2015 com o Irão, impondo ao país duras sanções. As autoridades iranianas repetidamente classificaram essas sanções como “terrorismo económico”, afirmando que as mesmas impediram o fluxo de bens essenciais.

A tensão agravou nas últimas semanas, depois de os EUA anunciarem um reforço da sua presença militar no Médio Oriente para enfrentar presumíveis “ameaças” iranianas. Também na semana passada, o governo de Donald Trump ordenou a saída de funcionários diplomáticos não essenciais do Iraque.

Há poucos dias, os rebeldes Huthis do Iémen, apoiados pelo Irão, reivindicaram a sabotagem de quatro petroleiros num porto dos Emirados Árabes Unidos e de um ataque com ‘drones’ a um oleoduto saudita.

No domingo, um foguete foi disparado contra a Zona Verde da capital iraquiana, Bagdade, que abriga escritórios do governo e embaixadas, incluindo a missão dos EUA. Não ficou claro quem estava por trás do ataque.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

O Ártico pode ficar sem gelo no verão de 2044

As mudanças climáticas provocadas pelo Homem estão muito perto de tornar o Ártico livre de gelo, já a partir do verão de 2044. Um artigo científico, publicado recentemente na Nature Climate Change por investigadores da Universidade …

Estamos sozinhos no Universo? Cientistas detalham que exoplanetas poderiam albergar vida

Através da modelagem climática, uma equipa de cientistas da Universidade de Northwestern, nos Estados Unidos, apontou que tipo de planetas têm maior probabilidade de serem habitáveis. A descoberta pode ajudar os astrónomos a selecionar áreas …

Viagens ao Espaço têm um novo perigo desconhecido para os astronautas

Há um perigo inerente às longas viagens espaciais dos astronautas desconhecido até aos dias de hoje. Um novo estudo aponta que os cosmonautas podem ver o seu fluxo sanguíneo revertido na parte superior do corpo. A …

Macrocilix maia, a misteriosa traça que tem moscas a comer fezes nas suas asas

Macrocilix maia é uma espécie de traça que se destaca pela forma como se camufla dos seus predadores. Nas suas asas vê-se duas moscas a comer excrementos de pássaro. A natureza nunca falha em surpreender-nos e …

Há provas que ligam misteriosa doença que paralisa crianças a vírus raro

Pela primeira vez, foram encontradas provas da associação do Enterovírus D68, um vírus raro até há algum tempo, à Mielite Flácida Aguda, uma doença semelhante à poliomielite que tem afectado centenas de crianças, provocando a …

Antigos egípcios podem ter encurralado milhões de pássaros só para os mumificar

Novas evidências de ADN sugerem que os antigos Egípcios capturavam pássaros selvagens para sacrifícios ritualísticos (e para os poderem mumificar depois). As catacumbas egípcias contêm milhares de pássaros mumificados, especificamente íbis-sagrados (Threskiornis aethiopicus), empilhados uns sobre …

Estudo mostra que sondagens tendenciosas enviesam eleições políticas

Através de experiências práticas, uma investigação recente sugere que as sondagens tendenciosas podem influenciar e enviesar as eleições políticas, até mesmo nas grandes democracias. Enquanto uma eleição se aproxima no Reino Unido e uma votação presidencial …

A Rússia criou a arma mais mortífera da história. Foi há 72 anos

Comummente conhecida por AK-47, a espingarda Kalashnikov foi responsável por milhões de mortes durante a nossa História, sendo uma das armas mais populares do mundo e a mais fabricada pela indústria de armamento. Segundo o The Conversation, …

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …