Irão diz que “ações” dos EUA vão revelar reais intenções de Trump

Max Talbot-Minkin / Flickr

Mohammad Javad Zarif, Ministro dos Negócios Estrangeiros do Irão

O ministro dos Negócios Estrangeiros iraniano disse que “ações e não as palavras” vão revelar as reais intenções do Presidente norte-americano, que afirmou não querer uma “mudança de regime,” mas o “desaparecimento das armas nucleares” no Irão.

“Há muito tempo o aiatola Ali Khamenei disse que não queremos armas nucleares, emitindo um fatwa [decreto religioso] para proibi-las”, escreveu Mohammad Javad Zarif na sua conta oficial na rede social Twitter.

O chefe da diplomacia iraniana acrescentou que “o terrorismo económico está a prejudicar o povo iraniano e a causar tensão na região”, uma alusão ao facto de Donald Trump ter decidido retirar unilateralmente, no ano passado, os Estados Unidos do acordo nuclear e retomar as sanções contra Teerão.

Estas declarações acontecem um dia depois de Donald Trump ter afirmado que os Estados Unidos não procuram uma “mudança de regime” no Irão. A declaração do chefe de Estado norte-americano ocorre numa altura em que se agravam as relações entre Washington e Teerão.

“Nós não estamos à procura de uma mudança de regime no Irão, o que nós queremos é o desaparecimento das armas nucleares”, disse Trump numa altura em que os Estados Unidos enviaram forças militares para a região do Golfo Pérsico. Mesmo assim, Trump disse que estima poder alcançar um acordo com Teerão.

A relação entre Washington e Teerão agravou há um ano, quando o Presidente norte-americano abandonou o acordo nuclear de 2015 com o Irão, impondo ao país duras sanções. As autoridades iranianas repetidamente classificaram essas sanções como “terrorismo económico”, afirmando que as mesmas impediram o fluxo de bens essenciais.

A tensão agravou nas últimas semanas, depois de os EUA anunciarem um reforço da sua presença militar no Médio Oriente para enfrentar presumíveis “ameaças” iranianas. Também na semana passada, o governo de Donald Trump ordenou a saída de funcionários diplomáticos não essenciais do Iraque.

Há poucos dias, os rebeldes Huthis do Iémen, apoiados pelo Irão, reivindicaram a sabotagem de quatro petroleiros num porto dos Emirados Árabes Unidos e de um ataque com ‘drones’ a um oleoduto saudita.

No domingo, um foguete foi disparado contra a Zona Verde da capital iraquiana, Bagdade, que abriga escritórios do governo e embaixadas, incluindo a missão dos EUA. Não ficou claro quem estava por trás do ataque.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Polícia indiana vai proteger Trump com fisgas (por causa dos macacos selvagens)

Polícia armada com catapultas foi designada para proteger o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de macacos selvagens durante a sua visita ao Taj Mahal, na Índia. Entre 500 e 700 macacos rhesus vivem no mausoléu …

Análises negativas a dois passageiros do navio Westerdam que chegaram a Lisboa

Dois residentes em Portugal que eram passageiros do navio MS Westerdam, que esteve atracado no Camboja, foram submetidos a análises laboratoriais para o novo coronavírus e os resultados foram negativos. Num comunicado divulgado hoje no seu …

Morreu o escritor Vasco Pulido Valente

O escritor e cronista morreu, esta sexta-feira, aos 78 anos de idade, em Lisboa. O Público, jornal no qual foi cronista desde a sua fundação, confirmou junto de fonte familiar que Vasco Pulido Valente morreu, esta …

Tribunal autoriza Tesla a derrubar floresta na Alemanha para construir fábrica

A justiça alemã permitiu à Tesla, empresa liderada por Elon Musk, destruir 92 hectares na Alemanha para construir uma fábrica de grandes dimensões. Esta será a sua primeira fábrica na Europa. Como informou o Deutsche Welle, citado …

Covid-19. Autocarros com ucranianos retirados da China recebidos à pedrada

Dezenas de manifestantes envolveram-se em confrontos com a polícia, esta quinta-feira, numa localidade no centro da Ucrânia, onde 70 pessoas vão ficar sob quarentena depois de terem regressado da China. Com receio da propagação do Covid-19, …

Músicos estrangeiros precisarão de visto e de poupanças para tocar no Reino Unido

A partir de 2021, os músicos estrangeiros que pretendam atuar no Reino Unido precisarão de visto. Três meses antes de submeterem o pedido, terão também de provar que têm 1000 libras (1180 euros) em poupanças, …

Tribunal Supremo Eleitoral recusa candidatura de Evo Morales ao Senado

O ex-Presidente da Bolívia considerou "um golpe contra a democracia" a decisão do Tribunal Supremo Eleitoral (TSE) de recusar a sua candidatura a senador nas eleições de maio. "A decisão do Tribunal Supremo Eleitoral é um …

Juízes exigem sindicância urgente ao sorteio na Relação de Lisboa

A Associação Sindical dos Juízes (ASJP) exigiu, esta sexta-feira, ao Conselho Superior da Magistratura (CSM) uma "sindicância urgente" aos procedimentos de distribuição de processos no Tribunal da Relação de Lisboa. A posição da Associação Sindical dos Juízes …

Deputado do PSD que avançou com proposta de referendo à eutanásia acabou a assumir alcoolismo

Pedro Rodrigues, deputado social-democrata e antigo líder da JSD, assumiu publicamente, através do Facebook, ter um problema de alcoolismo. Num texto publicado no Facebook, o social-democrata explica que faz esta revelação por estar a ser vítima …

Morreu doente que parou o Parlamento para pedir tratamento para a hepatite C

José Carlos Saldanha ficou conhecido, há cinco anos, por interromper o ministro da Saúde numa sessão do Parlamento para pedir tratamento para a hepatite C. A informação foi confirmada à agência Lusa por fonte oficial do …