Investigadores escrevem carta na Science para pressionar o Governo a desistir do aeroporto do Montijo

Investigadores portugueses acusam o governo português de ir contra os objetivos do Pacto Ecológico Europeu ao persistir na construção do aeroporto no Montijo, apontando sobretudo o efeito destrutivo em centenas de milhares de aves no estuário do Tejo.

Num artigo em formato de carta na revista científica Science argumenta-se que prosseguir com o aeroporto é o contrário de “combater a mudança climática global e reverter a crise da biodiversidade”, com um impacto que se verifica, sobretudo, nas aves que procuram o estuário do Tejo.

Em declarações à Lusa, o biólogo José Alves, da Universidade de Aveiro, coautor com Maria Dias, da organização Birdlife, afirmou esperar que “a mensagem chegue lá fora” e que isso ajude a pôr pressão sobre o Governo português, para que “o bom senso” impere e não se avance com a construção.

O que está em causa não diz respeito apenas a Portugal e a questão das aves migratórias “não é uma discussão para fazer apenas a nível nacional” porque “há outros países que partilham estas aves e que investem na sua proteção, porque já estão numa trajetória de declínio”.

Holanda, Dinamarca, Alemanha e Reino Unido são alguns dos países que partilham pontos nas rotas destas aves, que ocupam às centenas de milhares o espaço do estuário do rio Tejo. “Estamos a falar de 200 mil aves no inverno e 300 mil nos períodos migratórios”, indicou.

Movimentos e investigadores na Holanda e na Alemanha, por exemplo, “estão atentos, a questionar o que se passa e o que está em cima da mesa”, referiu.

O maçarico-de-bico-direito, de que há “80 mil exemplares no estuário do Tejo”, tal como o pilrito-comum ou a seixoeira estão entre as espécies de aves sobre as quais o voo de aviões a baixa altitude terá “impactos muito assinaláveis”.

“A ideia de que as aves, porque voam, se podem deslocar para outros lugares, não corresponde à realidade. Estas aves, apesar de voarem milhares de quilómetros, são fiéis aos locais para onde migram, por vezes ao quilómetro quadrado”, referiu.

Haverá mesmo aviões a sobrevoar parte da Reserva Natural do Estuário do Tejo e, em última análise, as aves acabarão por morrer, salienta o biológo.

“Com os voos, com os altos níveis de ruído, o que acontece é uma perda de habitat, mesmo sem construção efetiva. Perdem o seu alimento e as populações diminuem. Perdemos aves”, declarou.

Os autores salientam na carta que “praticamente metade do estuário do Tejo será impactado e não pode ser substituído”, notando que a declaração de impacto ambiental da Agência Portuguesa do Ambiente tem por base um parecer favorável do Instituto de Conservação da Natureza e Florestas que contraria o “o parecer interno desfavorável dos seus técnicos”.

Há “falta de informação, erros técnicos e adoção de critérios subjetivos”, criticam, considerando ainda que “as medidas de compensação propostas para as aves não são eficazes” porque não terão para onde ir.

José Alves e Maria Silva assinalam a ironia de Portugal ter conseguido o título de Capital Verde Europeia alegando a proximidade do estuário do Tejo e de estar na calha um projeto como o do Montijo, que além do impacto nas aves irá gerar “um aumento substancial nas emissões de carbono” em torno da capital.

“Este é um exemplo evidente de uma tentativa de um estado-membro em desconsiderar diretrizes de conservação, acordos internacionais de proteção de espécies e habitats e os anúncios que o próprio Governo faz na promoção de um futuro mais sustentável e sem emissões de carbono”, acusam os investigadores.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. O governo e o seu braço direito Marcelo, supostamente presidente de Portugal, regem-se por leis que só a eles dizem respeito. Por conseguinte não me parece que estejam muito interessados em acautelar o que quer que seja nesta história do aeroporto. Contrariam inclusive normas europeias mas o lobby do aeroporto está instalado e já não pode parar.
    Ainda recentemente o governo e o presidente mostraram toda a sua força ao autorizarem a realização da festa do avante. Com isto mostraram também que o Avante não é uma festa comunista mas sim de toda a classe política portuguesa caso contrário não teriam sido cúmplices.

RESPONDER

Costa diz que estado de emergência é "prematuro" e põe de lado o recolhimento obrigatório

Numa altura em que o número de infetados não pára de subir em Portugal, o Governo prefere manter a situação de calamidade para dar resposta à pandemia, o que permite tomar medidas como o confinamento …

22-0: a soma de dois jogos, no mesmo dia

Com claro destaque para o que aconteceu nos Países Baixos: 13-0, vitória do Ajax. Recorde no campeonato holandês, cinco golos de um jogador, um guarda-redes a querer marcar uma grande penalidade... O que aconteceu no sábado, …

Aminoácido produzido no cérebro pode prevenir ataques epiléticos

Uma equipa de investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade da Florida descobriu que um aminoácido produzido pelo cérebro pode desempenhar um papel crucial na prevenção de um tipo de ataque epilético. As crises epiléticas do …

Ir à escola, viajar e assistir a espetáculos. As exceções à proibição de circulação entre concelhos

No final do último Conselho de Ministros, na semana passada, o Governo anunciou a proibição de circulação entre concelhos entre as 0h de 30 de outubro e as 6h de 3 de novembro, englobando o …

País Basco em confinamento, Bélgica quer transferir doentes para os Países Baixos e França "perdeu o controlo"

Numa altura em que a Europa volta a ser epicentro da pandemia de covid-19, o País Basco decretou o confinamento da população e França considera impor a mesma medida. Com falta de camas, Bélgica pediu …

"Dia histórico". Senado confirma nomeação de Amy Coney Barrett para o Supremo Tribunal dos EUA

O Senado norte-americano confirmou segunda-feira à noite a juíza Amy Coney Barrett para o Supremo Tribunal dos Estados Unidos, o que representa uma vitória política para o Presidente Donald Trump a poucos dias das eleições …

Os olhos das corujas podem ter uma "lente" que melhora a visão noturna

As corujas capturam as suas presas durante a noite. Uma nova investigação sugere que há algo de especial na forma como as moléculas de ADN nos olhos das corujas estão acondicionadas, uma característica que lhes …

Os extraterrestres podem estar a observar-nos à distância (em mais de 1.000 estrelas diferentes)

Da mesma forma que nós, da Terra, já detetámos vários milhares de planetas ao redor de outras estrelas, uma hipotética civilização alienígena poderia ter detetado a nossa presença. Mas de que posições no Espaço isso seria …

Afinal, o buraco negro mais próximo da Terra pode não ser um buraco negro

Um objeto identificado no início deste ano como o buraco negro mais próximo da Terra pode, afinal, não o ser. Depois de reanalisar os dados, diferentes equipas de cientistas concluíram que o sistema HR 6819 …

Rara cobra de duas cabeças e dois cérebros independentes encontrada na Florida

Uma rara cobra com duas cabeças e dois cérebros independentes foi resgatada no estado norte-americano da Florida por uma equipa de especialistas do organização Florida Fish and Wildlife Conservation Commission. Na rede social Facebook, a organização, …