Catalunha: Investidura não vai ser votada mas plenário mantém-se

Alberto Estevez / EPA

O candidato à presidência do governo regional, Jordi Turull, foi detido.

Roger Torrent, presidente do Parlamento da Catalunha, decidiu manter o plenário, mas a investidura de Jordi Turull não irá ser votada.

O presidente do parlamento catalão, Roger Torrent, decidiu manter o plenário deste sábado, mas sem a votação para eleger o presidente do governo autónomo, avançam a agência EFE e a imprensa espanhola.

Esta decisão foi tomada após uma reunião de Roger Torrent com os líderes dos grupos parlamentares e na sequência de vários partidos terem considerado que a detenção do candidato à presidência do governo regional da Catalunha, Jordi Turull, impossibilita que este sábado decorra o plenário e a eleição para a presidência do governo autónomo.

O Governo já tinha avisado que estava a estudar “ações oportunas” para defender o cumprimento da lei caso o presidente do parlamento mantivesse a sessão parlamentar programada para hoje, que incluía a sessão de investidura.

O executivo entendia, segundo fontes governamentais citadas pela EFE, que o presidente do parlamento devia atender às pretensões dos partidos para suspender o plenário e a sessão de investidura, prevista para hoje. Torrent marcou para hoje a sessão de investidura, depois de Turull ter falhado na quinta-feira a eleição à primeira volta.

O PP, o Ciudadanos e o Partido dos Socialistas da Catalunha apelaram a que seja desconvocada a sessão de investidura, depois de o candidato à presidência do governo regional, Jordi Turull ter sido detido.

Numa petição, o partido Ciudadanos pediu “a imediata e urgente desconvocação da sessão” do plenário para “salvaguardar a plena e total garantia dos direitos e faculdades” de todos os deputados, refere a agência EFE.

Também o PSC (Partido dos Socialistas da Catalunha) solicitou que o plenário fosse desconvocado, dadas as “novas circunstâncias” que impossibilitaram que a sessão de investidura pudesse decorrer “com normalidade”, devido à “forçada ausência” do candidato.

O Supremo Tribunal espanhol decidiu esta sexta-feira aplicar prisão efetiva sem fiança a cinco políticos independentistas catalães, acusados de delito de rebelião, no quadro da tentativa de criação de uma república independente na Catalunha.

O juiz Pablo Llarena ordenou a detenção de Carme Forcadell, ex-presidente do parlamento catalão, do candidato à presidência do Governo regional, Jordi Turull, e dos ex-conselheiros (ministros regionais) Raúl Romeva, Josep Rull e Dolors Bassa.

A Catalunha está sob tutela de Madrid desde há cinco meses, depois da declaração de independência falhada, votada pelo parlamento catalão em 27 de outubro. A sua autonomia continuará suspensa enquanto não houver um novo governo regional.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"A profissionalização é fundamental". Este ano já morreram quatro bombeiros, todos voluntários

Nos incêndios deste ano já morreram quatro bombeiros. O último ano tão mortífero foi 2013, em que sete bombeiros perderam a vida. Em comparação, nos incêndios de 2019, não se registaram vítimas mortais entre esses profissionais. Como …

Portugal só tem 4 fiscais da ferrovia (e cada um tem de inspecionar 811 quilómetros)

O Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) tem apenas quatro técnicos afetos à fiscalização do setor. O organismo está a pedir o reforço destes profissionais desde 2014. De acordo com a edição desta quarta-feira do …

Dybala eleito melhor jogador do ano em Itália. Ronaldo fora da lista

O avançado argentino da Juventus foi eleito o melhor jogador da temporada 2019/20 do futebol italiano, enquanto o português Cristiano Ronaldo ficou de fora da lista de premiados. Na nota publicada no site oficial da Série …

Novo Banco registou perdas de 260 milhões à revelia do Banco de Portugal

A equipa António Ramalho terá inscrito nas contas 260 milhões de euros em perdas, passíveis de reembolso, sem falar com o Fundo de Resolução. O Público avança que a equipa de António Ramalho sinalizou, nos resultados …

Pingo Doce

Vídeo denuncia desperdício alimentar em supermercado. Jerónimo Martins está a investigar

Hugo Breda e João Relógio, ambos associados à produtora Swag On, publicaram na suas contas de Instagram um vídeo no qual denunciam o desperdício alimentar numa cadeia de supermercados em Lisboa.  O vídeo publicado nas …

O adeus de uma lenda. Ronaldo, Messi e Buffon despedem-se de "San Iker"

O internacional português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi recorreram às redes sociais para se despedirem de Iker Casillas, que esta terça-feira anunciou o fim da sua carreira.  "Foi um orgulho ter partilhado grandes momentos …

Há trabalhadores que estiveram em lay-off sem direito ao apoio salarial

O apoio destinado a trabalhadores que estiveram em regime de lay-off só se aplica a quem tenha estado nesta situação um mês civil completo. A 19 de junho, o Governo aprovou o decreto-lei que criou o …

Ordenado de 3 milhões e outros tantos em prémios. O contrato de Jesus à lupa

Jorge Jesus, que esta segunda-feira foi oficialmente apresentado como treinador do Benfica, vai ganhar três milhões de euros líquidos temporada, valor a que acrescem outros tantos milhões mediante prémios. Apesar de vir auferir um salário …

Já com luz verde de Bruxelas, Governo quer Banco de Fomento a funcionar no final do ano

O ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital disse esta terça-feira à agência Lusa que quer o Banco Português de Fomento a funcionar no final do ano, depois da sua criação ter sido …

"Partenon dos Naufrágios". Grécia abre o seu primeiro museu arqueológico subaquático

A Grécia abriu nesta segunda-feira o seu primeiro museu arqueológico subaquático, que reúne um conjunto de ânforas do século V a.C e que foi batizado como o "Partenon dos Naufrágios", na costa da ilha de …