O Inverno chegou… mas e o novo livro de A Guerra dos Tronos?

(dr) Nick Briggs / HBO

George R.R. Martin, autor de Game of Thrones

George R.R. Martin, autor de Game of Thrones

O inverno chegou este domingo. Mas se é fã da Guerra dos Tronos ou, melhor dizendo, de As Crónicas de Gelo e Fogo, e já leu os livros todos, o desespero pelo novo livro da saga há-de ser bem maior que aquele sentido pelos fãs da série. 

George R. R. Martin prometeu novas histórias para 2014, já vamos em 2017, a sétima temporada estreou este domingo nos EUA… e não parece haver novidades.

O quinto e último livro (até agora lançado) da saga de As Crónicas de Gelo e Fogo, A Dance With Dragons (editado em Portugal em dois volumes distintos, A Dança dos Dragões e Os Reinos do Caos), foi publicado pela primeira vez a 12 de julho de 2011 nos Estados Unidos, já na altura tendo demorado seis anos a ser publicado.

E, desde aí, há um blackout.

O autor disse esperar que o próximo e sexto volume, The Winds of Winter, estivesse pronto, pelo menos, três anos após o lançamento do livro anterior. Em 2012, George R. R. Martin corroborou este pensamento afirmando que o livro seria lançado em 2014.

O tempo foi passando e a data foi sendo adiada até que, em janeiro de 2016, George R. R. Martin afirmou não ter cumprido o prazo de lançamento do sexto livro, acrescentando ainda que “ainda há muito por escrever” e que a sua conclusão está “a meses de distância… caso a escrita corra bem“.

Com toda esta demora, a série baseada nos livros, A Guerra dos Tronos, produzida pela HBO e lançada em 2011, já ultrapassou os eventos dos livros, tendo as últimas duas temporadas narrado episódios que ainda não aconteceram nos livros.

Só para se ter uma noção, o último livro publicado acaba com a morte de Jon Snow. A demora já é tão extensiva que mesmo que George R. R. Martin conseguisse acabar de escrever o que lhe falta bastante rapidamente, o último volume da saga nunca iria sair a tempo do final da série.

Haverá algo mais frustrante que isto para os leitores?

(dr) Giphy

-

George R. R. Martin e a sua morte

George R. R. Martin tem atualmente 68 anos, já não vai para novo. Esta tem sido também uma das preocupações dos fãs.

Caso Martin morra antes de acabar a saga, haverá alguém que saiba qual o final que ele pretendia? – foi esta a pergunta que um fã português colocou, no Teatro Villaret, em 2012, na visita de George R. R. Martin a Portugal a propósito do lançamento de um livro paralelo às Crónicas de Gelo e Fogo, O Cavaleiro de Westeros e Outras Histórias.

Na altura, Martin riu-se e respondeu bem disposto que algumas pessoas já sabiam como iria terminar a saga, tal como os diretores da série, mas explicando que o que importa não é o final, mas sim o caminho que tem de ser percorrido até lá.

Não obstante, atualmente, o autor não se mantido risonho quando confrontado com questões sobre a sua saúde ou sobrevivência.

Gage Skidmore / Wikimedia

George R. R. Martin, autor de "The Winds of Winter", obra na qual se baseia "Game of Thrones"

George R. R. Martin: “que se fdm as pessoas que perguntam pela minha morte”

Houve até o caso, de numa entrevista ao jornal suíço Tagesanzeiger, em 2014, quando confrontado pelo entrevistador acerca da preocupação cada vez maior entre os fãs da saga, George R. R. Martin respondeu a dizer que achava essa questão um pouco ofensiva e como tal, “que se fodm essas pessoas”

“I find that question pretty offensive. When people start speculating about my death, fck you to those people.

George R. R. Martin e os seus outros projetos

Outra das criticas mais apontadas a Martin é o facto de além de se envolver noutros projetos, tem escrito outros livros, mesmo que dentro do universo de Westeros, em vez de se concentrar em finalizar a saga de As Crónicas de Gelo e Fogo.

Por exemplo, Martin escreveu um episódio para cada uma das quatro primeiras temporadas da Guerra dos Tronos. Trabalha na produção de várias séries de televisão. Escreveu obras como O Cavaleiro de Westeros e Outras Histórias, Histórias dos Sete Reinos, ou A Ironia e Sabedoria de Tyrion Lannister, escrito apenas devido ao furor e sucesso que a personagem em causa adquiriu.

Verdade seja dita que George R. R. Martin, à parte dos assuntos editoriais e afins, não deve obrigações ou explicações a ninguém. Contudo, os leitores aceitaram (e de bom grado, diga-se de passagem), embarcar nesta aventura. Deram parte do seu tempo e dinheiro a esta saga e a George R. R. Martin.

Acaba por haver um contrato implícito. Ninguém inicia algo, muito menos uma saga literária, se não tiver o desejo de a terminar. E cabe ao autor dar esse fim – algo que Martin ainda não fez, nem parece estar com muita vontade de fazer.

A viagem tem sido fantástica, mas é preciso ter um fim. Fim esse que, infelizmente, os leitores não o terão, em primeiro lugar, através dos livros. Muitos até já perderam a esperança.

Resta-nos esperar e rezar para que George R. R. Martin se apresse. E a vontade e a fé é tanta que rezaremos aos Sete, aos Deuses Antigos, ao Deus Afogado, a R’hllor e a todos os outros.

(dr) Giphy

-

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Adeus, Mr. Charles Bradley

Foi através das redes sociais de Charles Bradley que o mundo ficou a saber da morte do músico norte-americano, aos 68 anos. O dono da marcante voz do soul morreu, vítima de cancro no estômago. Há …

Relatório sobre Tancos é tão secreto que ninguém sabe quem o fez

O primeiro-ministro, António Costa, reiterou esta noite desconhecer o relatório noticiado pelo Expresso sobre o furto de armas em Tancos, sublinhando que o documento não pertence a "nenhum organismo oficial" do Estado. “Não sei a que …

Benfica vs P. Ferreira | Artilharia com excesso de pontaria

O Benfica regressou às vitórias, após três jogos sem vencer. A vítima foi o Paços de Ferreira, que perdeu por 2-0 no Estádio da Luz, perante uma “águia” a querer responder à “crise” com muito …

Moreirense vs Sporting | Machadada na série leonina

O Sporting perdeu os primeiros pontos no campeonato ao empatar, por 1-1, na deslocação ao terreno do Moreirense. Sem Acuña, a equipa “leonina” revelou grandes dificuldades durante toda a partida, acabando por marcar apenas num autogolo, …

México registou 4287 réplicas do sismo de dia 7

O Serviço Sismológico Nacional (SSN) do México registou 4.287 réplicas do terramoto de dia 07, que abanou o centro e sul do país, informou hoje a diretora do centro, Xyoli Pérez Campos. Em conferência de imprensa, …

Autocarro eléctrico fez 1772km com uma só carga

Para que a transição para os veículos eléctricos seja total é necessário demonstrar a sua viabilidade como alternativa para todo o tipo de veículos, e a Proterra acaba de demonstrar que a autonomia não é …

TAP cancela Londres/Porto por falta de tripulação

A TAP cancelou hoje um voo entre Londres e o Porto, por não ter tripulação suficiente, confirmou à Lusa fonte oficial da companhia aérea, após relatos de passageiros que não puderam voar. A empresa explicou que …

Vice-presidente angolano arrasa Portugal e deixa relações por um fio

A defesa de Manuel Vicente, vice-presidente cessante de Angola, atira-se ao Ministério Público português, acusando-o de mentir e de violar a Lei Internacional, no âmbito do processo em que o governante é acusado de corrupção. O …

Ministério Público abre inquérito ao “apagão” dos 10 mil milhões para offshores

O Ministério Público decidiu abrir um inquérito ao 'apagão' informático que entre 2011 e 2014 permitiu que quase 10.000 milhões de euros fossem transferidos para offshores sem passar pela Autoridade Tributária, embora os bancos tenham …

Exército cercou favela da Rocinha (e nem assim acaba a "guerra do Rio")

As Forças Armadas do Brasil cercaram a comunidade da Rocinha, uma grande favela do Rio de Janeiro onde vivem pelo menos 70 mil pessoas. A decisão foi tomada pelo ministro da Defesa, Raul Jungmann, com …