Incentivos para o interior dão para viver na praia. Cada trabalhador pode receber até 4.800 euros

A ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, lançou uma dezena de incentivos para atrair mais empresários e trabalhadores para o interior. Porém, não é preciso ir em em direção à fronteira com Espanha para beneficiar deles.

Em declarações ao semanário Expresso, a ministra deu o seguinte exemplo: uma família lisboeta pode apenas descer pouco mais de 50 quilómetros até Setúbal, apanhar o ferry até Tróia e instalar-se numa das muitas praias da costa alentejana, onde beneficiará de vários subsídios a fundo perdido destinados aos territórios do interior.

O trabalhador pode beneficiar de um apoio inicial até 4.827 euros para incentivar a mobilidade geográfica. Já o empresário pode receber até 82.106 euros por cada posto de trabalho criado em qualquer dos territórios alvo de discriminação positiva pelas políticas públicas.

Os pequenos e médios empresários e as entidades de economia social podem receber, por cada novo posto de trabalho criado, um subsídio a fundo perdido até 1900,60 euros por mês, ao longo de três anos.

Ao fim de três anos, o empresário terá recebido 68.421,45 euros por cada um dos três primeiros postos de trabalho criados, 54.737,16 entre o quarto e o sexto e 41.052,87 a partir do sétimo. O subsídio total pode chegar aos 82.105,74 caso a empresa seja recente, o projeto seja de empreendedorismo social ou o trabalhador contratado tenha algum tipo de incapacidade, venha de uma família monoparental, seja refugiado, sem-abrigo ou vítima de violência doméstica.

“Este interior é um conceito socioeconómico e não geográfico”, explicou a ministra Ana Abrunhosa ao Expresso.

O mapa do interior abrange a esmagadora maioria do território de Portugal continental, ao incluir 165 municípios e 73 freguesias de outros 21 municípios. Porém, só responde por 20% da população, 20% das empresas e 14% do pessoal ao serviço das empresas.

O mapa do interior foi proposto pela Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) e aprovado pelo Governo em 2017. Em meados de 2019, o anterior secretário de Estado da Valorização do Interior, João Catarino, disse que queria “encolher” o mapa para concentrar os apoios públicos nos territórios mais fragilizados do interior. A estratégia era privilegiar um menor número de territórios através de uma política mais agressiva de incentivos comunitários e fiscais.

Por outro lado, agora, Ana Abrunhosa prefere manter o mapa como está, com o litoral sul incluído. “Este é o mapa que continua a ser defendido pela ANMP. Não há alterações previstas a curto prazo porque não faz sentido estar sempre a mudar a base com que se trabalham as políticas territoriais”, disse.

Através do novo programa +CO3SO, o primeiro objetivo é canalizar 312 milhões de euros de fundos comunitários para este interior, incentivando 590 milhões de euros de novos investimentos e a criação de 2.310 novos postos de trabalho diretos.

ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Já agora O ALgarve tambem está incluído? Ou é so Troia? Do Porto são 550km e de Lisboa 220Km. Lá estamos nós. Troia é interior. O outro não sabia o que era um paiol, esta não sabe o que é o interior!!

  2. Se assim é tal como se relata aqui, estaremos perante uma situação incrível, no entanto melhor será não irem muito na conversa pois a porrada virá de seguida sempre há boa espertice portuguesa.

  3. E que tal a ministra ir também para o interior e livrar-nos da sua profunda incompetência. Deixou a CCDRC numa lástima. Uma estrutura que não funciona, que não quer saber das pessoas e das empresas e que anda ao Deus dará. Irá fazer o mesmo no ministério?!

    • este pais ou é governado por atrasados mentais ou por espertos. Interior é interior ou nao?Ana Abrunhosa encurta o Plano e favorece o interior real. mais uma a viver no mundo disney

Responder a ze sa Cancelar resposta

Ex-ministro grego Yanis Varoufakis pede boicote à "black friday" da Amazon

O economista e ex-ministro das Finanças grego Yanis Varoufakis pediu um boicote de um dia à Amazon, na 'black friday', enquanto sindicalistas, ativistas ambientais, defensores da privacidade e da justiça tributária planeiam ações coordenadas contra …

Bolsonaro nega ter chamado covid-19 de "gripezinha", mas fê-lo pelo menos duas vezes

O Presidente brasileiro negou na quinta-feira ter-se referido à covid-19 como "gripezinha", afirmando que não há nenhum registo que prove o oposto, apesar de a imprensa ter partilhado pelo menos dois vídeos com esse conteúdo. "Falei …

Cuba anuncia mais duas vacinas e já conta com quatro possíveis fármacos contra a covid-19

Cuba anunciou esta quinta-feira que vai começar os ensaios clínicos de dois projetos de vacinas contra a covid-19, que aumentam para quatro o número de possíveis fármacos deste tipo desenvolvidos na ilha para combater a …

Governo garante que não haverá limite de idade na vacinação. Marcelo fala em "ideia tonta"

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde garantiu, esta sexta-feira, que a vacinação para a covid-19 não terá qualquer limite de idade e que os idosos e doentes com comorbilidades serão uma prioridade. Numa conferência …

Descontos nas ex-SCUT poupam privados, mas é o Estado quem sai lesado

Os descontos nas ex-SCUT, aprovados em Parlamento esta quinta-feira, poupam os privados, mas geram perdas de 1.500 milhões de euros para o Estado. Uma maioria de deputados ditou a aprovação da parte de uma proposta do …

Portugal com mais 67 mortes e 5444 novos casos de covid-19

Portugal regista, esta sexta-feira, mais 67 mortes e 5444 novos casos de infeção por covid-19, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 5444 novos casos, 3161 …

Microsoft vai contratar 300 pessoas, formar funcionários públicos e investir em startups em Portugal

A Microsoft Portugal e o Governo assinaram esta sexta-feira um memorando de entendimento, numa parceria que prevê reforçar a cooperação entre a empresa e o país. O protocolo assinado, descreve o Jornal Económico, estipula que a …

Jerónimo critica "ofensiva anticomunista" e justifica abstenção no Orçamento

O secretário-geral do PCP afirmou, esta sexta-feira, no discurso de abertura do XXI congresso nacional, que a abstenção na votação final global do OE2021 resultou da "persistência" do partido para garantir "importantes soluções". Jerónimo de Sousa …

Câmara de Lisboa pode encaixar 10 milhões com penalizações no IMI de imóveis devolutos

Desde este ano que a Câmara de Lisboa (CML) penaliza mais os proprietários de imóveis devolutos em zonas de pressão urbanística, tendo agravado o Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI). Em 2021, quer tornar toda a …

Estado não usou pandemia para negociar custos da Web Summit (e podia fazê-lo)

O Estado português não utilizou a pandemia de covid-19 que assola todo o mundo para tentar reduzir os custos de realização da cimeira tecnológica Web Summit de 2020, apesar de o contrato firmado permitir fazê-lo. …