Incêndio em Oleiros tinha potencial de atingir mais de 20 mil hectares

Paulo Cunha / Lusa

O incêndio que deflagrou no sábado em Oleiros e que se estendeu à Sertã e a Proença-a-Nova tinha um potencial para poder atingir “mais de 20 mil hectares de floresta”, afirmou hoje a secretária de Estado da Administração Interna.

“Sabíamos que estávamos perante um potencial enorme de um incêndio de grandes dimensões que poderia vir a atingir mais de 20 mil hectares de floresta”, de acordo com os cenários traçados desde que o fogo deflagrou, realçou Patrícia Gaspar, durante a conferência de imprensa sobre o ponto de situação do incêndio, realizada no Pavilhão Municipal de Oleiros.

A secretária de Estado destacou os mais de 800 operacionais que estiveram a combater o incêndio, sublinhando que “foi essa força que permitiu garantir dominar o incêndio num patamar muito inferior àquele estimado”.

O incêndio terá consumido quase seis mil hectares de floresta.

De acordo com o comandante do Agrupamento Distrital do Centro Norte da Proteção Civil, Pedro Nunes, o incêndio continua dado como dominado, estando “perfeitamente estabilizado”.

O incêndio deu “muito trabalho durante o período da tarde”, face ao aumento da intensidade do vento e o aumento da temperatura, sendo que não se “baixou a guarda” no teatro de operações, realçou.

Segundo o responsável, houve meios em todo o perímetro do incêndio para garantir operações de rescaldo, bem como trabalhos com máquinas de rasto que, em algumas situações, criaram linhas de segurança com cerca de 40 metros de largura.

Face à evolução favorável, Pedro Nunes referiu que se vai tentar reduzir “algum efetivo” que está no terreno, sem, no entanto, “reduzir a capacidade de ataque face ao que o incêndio pode ainda fazer”.

O responsável da Proteção Civil realçou que o “grande trunfo” no combate a este incêndio “foram as manobras de contra-fogo”, que ajudaram a parar o fogo na noite de domingo para segunda-feira.

A preocupação, neste momento, está centrada no flanco esquerdo do perímetro (virado a este, entre Oleiros e Proença-a-Nova), sendo que, caso o fogo se reative há algumas aldeias que podem ficar na linha do fogo “nos primeiros 30 ou 60 minutos”, disse Pedro Nunes.

Durante a conferência de imprensa, a secretária de Estado da Administração Interna reiterou o apelo às populações para adequarem os seus comportamentos a esta época do ano, sublinhando que “não é tolerável o uso do fogo junto de espaços florestais”.

“Podemos ter o melhor dispositivo deste mundo – e temos um excelente dispositivo – mas não consigo ter um bombeiro atrás de cada português. É fundamental que os portugueses percebam que têm de adequar os seus comportamentos”, defendeu Patrícia Gaspar.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Vídeo mostra salmões feridos devido ao sobreaquecimento das águas

O vídeo foi gravado por um grupo de conservação ambiental depois de uma onda de calor no Noroeste Pacífico que fez as temperaturas da água atingirem os 21 graus Celsius. De acordo com o jornal The …

Uma prenda de aniversário. Israelita doou um dos seus rins a um menino palestiniano

Uma israelita quis doar um rim a um estranho. Estranho esse que acabou por ser uma criança, de apenas três anos, que vive na Faixa de Gaza, na Palestina. De acordo com a agência Associated Press, …

Novo método permite eliminar a bioincrustação marinha eficazmente

Um projeto inovador demonstrou como os revestimentos de superfície eletricamente carregados podem eliminar a bioincrustação marinha ou o crescimento de organismos marinhos, melhorando a operação e manutenção de embarcações navais. A bioincrustação marinha é um fenómeno …

Aglomerado de safiras estrela encontrado no Sri Lanka pode ser o maior do mundo

Um aglomerado de safiras estrela do mundo foi encontrado num quintal no Sri Lanka. A pedra é azul, pesa 510 quilos e estima-se que valha cerca de 84 milhões de euros. A pedra foi encontrada …

Médico sírio acusado na Alemanha de crimes contra a humanidade

Um médico sírio foi acusado na Alemanha de crimes contra a humanidade por supostamente torturar e matar pessoas em hospitais militares no seu país de origem, informaram os promotores na quarta-feira. O Ministério Público Federal de …

Justiça climática. Vamos todos sofrer com as alterações climáticas, mas não de forma igual

A recente onda de calor na América do Norte é mais um exemplo de que apesar de ser um problema global, as alterações climáticas não vão afectar todos igualmente e podem exacerbar injustiças sociais e …

Os exemplos que Portugal deve seguir (e evitar) nas últimas etapas da pandemia

No plano apresentado pela equipa de Raquel Duarte comparam-se as estratégias opostas adotadas por Israel e Reino Unido, com a segunda a merecer nota negativa por parte dos investigadores. Os dados foram lançados na reunião que …

Jogos da Taça da Liga de sábado adiados para domingo para poderem ter público

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) anunciou, esta quinta-feira, que os jogos da Taça da Liga agendados para sábado vão ser adiados para domingo, para que possam ter público nas bancadas. "A Liga, …

Dinamarca enfrenta acção legal por querer repatriar refugiados sírios

O governo dinamarquês quer repatriar sírios naturais de Damasco depois de um relatório mostrar que há zonas da Síria onde a segurança melhorou. A decisão está a ser criticada por activistas e o caso pode …

Pela primeira vez, foi observada luz por detrás de um buraco negro

Um estudo divulgado esta quarta-feira revelou a primeira observação direta da luz por detrás de um buraco negro, através da deteção de pequenos sinais luminosos de raios-X, confirmando a Teoria da Relatividade Geral, de Einstein. Segundo …