Imunidade para quem já teve covid-19 pode durar até oito meses

Sebastião Moreira / Lusa

Um novo estudo australiano revela que o sistema imunológico não esquece o seu encontro com o vírus SARS-CoV-2 durante oito meses após a infeção.

Apesar de ainda ser muito cedo para dizer com certeza quanto tempo pode durar a imunidade, os cientistas estão otimistas.

Um novo estudo, que juntou cientistas da Monash University, do Alfred Hospital e do Burnet Institute em Melbourne, na Austrália, analisou amostras de sangue de 25 voluntários diagnosticados com covid-19. Outros 36 indivíduos sem história da doença também forneceram uma amostra de sangue para comparação, escreve o Science Alert.

As amostras positivas para a covid-19 sugerem que as concentrações de anticorpos anti-SARS-CoV-2 flutuantes começam a desaparecer apenas 20 dias após o aparecimento dos sintomas, uma descoberta em linha com estudos anteriores que sugere que os níveis de anticorpos caem rapidamente, especialmente em casos leves da doença.

No entanto, os pacientes continuaram a ter células B de memória que reconheceram um dos dois componentes do vírus SARS-CoV-2, as proteínas do pico e do nucleocapsídeo.

Estas células estavam presentes de forma estável até oito meses após a infeção. “Estes resultados são importantes porque mostram, de forma definitiva, que os pacientes infetados com o vírus da covid-19 mantêm a imunidade contra o vírus e a doença”, disse Menno van Zelm, do Departamento de Imunologia e Patologia da Monash University.

As células B de memória “lembram-se” da infeção pelo vírus e, quando estimuladas novamente através da reexposição ao vírus, desencadeiam uma resposta protetora por meio da rápida produção de anticorpos especializados para aquele antígeno.

Além de darem esperança à eficácia de qualquer vacina, estes resultados explicam por que motivo houve tão poucos casos de reinfeção. O artigo científico com as descobertas foi publicado no dia 22 de dezembro na revista Science Immunology.

Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Sei lá, mas acho que teriam de ter mais responsabilidades todos ciêntistas e imprensa em divulgar algo que ainda é uma teoria, um achismo, aquilo que está falando ou afirmando mesmo que que seja nas melhores das intenções, porque cada declação vai causar efeitos naqueles que estão lendo ou ouvindo, e tudo referente covide tinha de ser centralizado as informações num único lugar para dali ir para onde precisa ir ou seja na ponta, para não acontecer o que está acontecendo cada um fala uma coisa, cada um supõe uma coisa, cada um acha uma coisa, todo mundo sabe tudo.

    A quem a nós vamos parabenizar ou responsibilisar se todos falam em nome da ciência e são seus representantes? Ai fica fácil a todos prolongar as coisas a bel brazer porque sabem que com ele não vai acontecer nada nem ao menos parabenizado, porque não é uma pessoa é ser universal.

    Crentes, politicos,imprensa, artistas, atores… não poderia falar em nome da ciência ou falar menso, porque essas pessoas não se formaram em ciência, não se formaram em medicina.

    Pra que transformar tudo em caos, pra que dar mais destaque a essa pandemia, sendo que todas as outras todas as outras tem ou poderá ter efeito se caso a pessoa a contraia e não se trate?

    Esqueceram que existem pessoas que precisam se tratar das outras doênças e que não podem nem ao menos fazer uma consulta médica, nem um tratamento porque só pode ser tratadas aquelas que tem covide.

    Já tem ciêntistas falando que essa pandemia não vai acabar nunca, então vai parar o mundo e trancar a todos o resto da vida?

    Engenuidade, medo do desconhecido até um limite é compreensível, mas, a vida continua, as obrigações também, e temos que trazer o pão de cada dia para casa, para nós e para nossa familia, quem é que pode ficar enfurnado dentro de casa o resto da vida?

    ou todos vamos viver dessa maneira o resto da vida, ninguém vai mais poder ter familia, ir ao parque, ir na praia, tomar um sol para fortalecer os seus organismos, respirar um ar puro, etc.

    Essa novela mexicana, até quando, eles estão conseguindo a vacinar a todos, agora acho que vida vai ter voltar normal, se não for assim, é melhor todo mundo então se abraçar, subir numa montanha bem alta e pular todo mundo. Porque isso não é vida pra ninguém, e não desejo essa vida nem pro meu pior inimigo.

    Acho que todos tem que começar a colocar a casa em ordem, e as suas vidas também, vamos dividir as tarefas e não deixar tudo na mãos do acaso, a vida é nossa também ou não?

    Agora é enfretar a vida como ela é e encarar o lobo de frente, como sempre enfretamos desde do dia que nascemos.

    • Além de teres notórias limitações na leitura e interpretação, tens uma imaginação demasiado fértil – o que nem sempre é bom…

  2. Aqui em UK um rapaz por ventura ‘e meu colega de trabalho ficou infetado com o virus a 3 meses ficou casa 3 semanas….passados este tempo voltou a ser infectado…
    Acho esta na altura medicina criar alternativas, vacinas nao chega…tem de ter outros tratamentos…

  3. corpo é que nem carro, se o carro ficar parado enferruja e mesma coisa acontece com o corpo.

    sol, ar puro, exercícios.

    E fortalecer a saúde , dente-de-leão, limão, alho, laranja……..

    Planta que não recebe os raios do sol desfinha e morre, e nós e os animais não fugimos a regra.

    Imagina se todos agricultores estivessem enfurnados dentros de casas desde do primeiro dia, não ia ter alimentos para ninguém.
    As pessoas tem começar a raciocinar, questionar, com suas próprias cabeça, experiências pessoais e de vida para não ser guiados como cavalos com tampa olhos para não enxergar alternativas, outros caminhos.

    Isso não é vida.

RESPONDER

Jerónimo na campanha de João Ferreira para homenagear os que "se levantaram contra o fascismo"

O candidato presidencial comunista contou com a presença do secretário-geral do PCP, esta segunda-feira, na Marinha Grande, que destacou a importância de lutar contra os atuais "traços de regressão democrática". Durante uma ação na Escola Secundária …

Gilberto, Vertonghen, Grimaldo, Diogo Gonçalves e Waldschmidt infetados

Os futebolistas do Benfica Gilberto, Vertonghen, Grimaldo, Diogo Gonçalves e Luca Waldschmidt são os mais recentes casos positivos ao novo coronavírus no plantel do Benfica, informou esta terça-feira o clube da Luz. “O Sport Lisboa e …

Hospital de Portalegre abre inquérito a morte de doente que esteve 3 horas em ambulância

O hospital de Portalegre vai abrir um inquérito para apurar as circunstâncias da morte de um octogenário, na noite de segunda-feira, na área dedicada aos doentes respiratórios, depois de estar quase três horas numa ambulância, …

"Não somos heróis". Há quartéis que podem fechar se não houver vacinas para os bombeiros

O presidente da Associação Nacional de Bombeiros Profissionais (ANBP), Fernando Curto, disse que se o número de bombeiros infetados com covid-19 continuar a este ritmo muitos quartéis podem ter de encerrar. "As carrinhas de transporte de …

Mayan ouve lesados da pandemia e diz que "limitações têm de vir acompanhadas do cheque"

Tiago Mayan Gonçalves ouviu as lamentações de uma série de empresários algarvios afetados pela pandemia. O candidato aponta o dedo ao Governo, argumentando que "limitações severas têm de vir acompanhadas do cheque". Esta segunda-feira, Tiago Mayan …

Itália: Da crise pandémica à crise política. Conte tem agora o voto de confiança dos deputados

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, obteve ontem a confiança dos deputados para se manter no governo, depois da demissão de duas ministras do partido Itália Viva (IV) ter aberto uma crise política, deixando o governante …

Hospitais do Centro no limite. Em Lisboa, vão abrir dois hospitais de campanha

Várias unidades hospitalares têm dado conta nos últimos dias de uma situação de rutura nos serviços, devido à pressão de doentes internados com covid-19. Pela primeira vez, este domingo, os óbitos associados à covid-19 no Centro …

"Risco de readmissão é grande". Quase um terço dos infetados voltou ao hospital (e um em cada oito morreu)

De acordo com um estudo recente realizado no Reino Unido, quase um terço das pessoas que tiveram alta de um internamento por problemas de saúde relacionados com a covid-19, em Inglaterra, regressaram ao hospital pela …

Fecho das escolas "seria a medida mais forte de saúde pública"

O encerramento das escolas "seria a medida mais forte de saúde pública a ser tomada", perante a existência de um "teto falso" na deteção de novos casos e o aparecimento da variante inglesa, defendeu esta …

"Ato ditatorial" e "humilhação cruel". Mourinho criticado por optar por Gedson em vez de Dele Alli

O ex-futebolista Stan Collymore chamou Mourinho de ditador e criticou o facto de ter deixado Dele Alli de fora dos convocados em detrimento de Gedson Fernandes. Stan Collymore, antigo jogador do Liverpool, criticou José Mourinho pela …