Imposto sobre Veículos. Fisco perde batalha no Constitucional

Os juízes não dão razão à Autoridade Tributária e Aduaneira. O contribuinte que viu em tribunal ser-lhe reconhecido o direito à devolução de parte do Imposto sobre Veículos (ISV) vai mesmo receber o dinheiro.

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) recorreu da decisão para o Tribunal Constitucional (TC), mas os representantes do Fisco não foram capazes de sustentar o recurso quando foram chamados a explicar por que alegam que a condenação viola a Constituição.

Dada esta ausência de explicações, não consideraram que a sentença arbitral viole o normativo constitucional. Segundo o Público, a AT acabou por não recorrer dentro do prazo para a conferência do TC, o que significa que a condenação transitou agora em julgado.

“A AT podia ainda ter requerido a intervenção da conferência do TC, por forma a que o processo fosse apreciado por mais juízes, na medida em que a primeira foi uma decisão singular, mas todos os prazos já passaram sem que o tenha feito”, explicou ao Negócios o advogado Paulo Carido, que representou em tribunal o contribuinte contra o Fisco.

Em causa está a forma como o Fisco faz o cálculo do Imposto sobre Veículos (ISV) a aplicar aos automóveis usados importados. O imposto tem duas componentes: uma de cilindrada e outra componente ambiental. Pela lei portuguesa, a redução em função da idade só tem reflexos na componente de cilindrada, ficando de fora na parte da componente ambiental.

Ora, esta diferença reflete-se no preço final, que dispara muito para cima do efetivo valor do mercado, desincentivando a importação. Os importadores reclamaram, tendo um deles ido para tribunal, ganhando na arbitragem pela primeira vez um processo sobre esta questão. Depois disso, outros três processos tiveram o mesmo desfecho.

A AT não se conformou e recorreu ao Constitucional, com o Fisco a pedir aos juízes que avaliassem se o tribunal arbitral podia ou não considerar ilegal a lei portuguesa por violação dos tratados comunitários.

Nem a Autoridade Tributária nem o contribuinte invocaram qualquer inconstitucionalidade nas peças (alegando-se apenas uma violação dos tratados europeus), pelo que já era espectável que o recurso fosse recusado. Tal acabou mesmo por acontecer.

Segundo o diário económico, as decisões arbitrais conhecidas até agora foram sempre idênticas. O tribunal arbitral considerou que a lei portuguesa era discriminatória ao dar um tratamento diferente aos carros importados de outros estados-membros e que, como tal, violava os tratados europeus, devendo então o Fisco devolver o imposto cobrado a mais.

Esta interpretação é semelhante à da Comissão Europeia, que em janeiro do ano passado abriu um procedimento de infração a Portugal e que, este mês de fevereiro, anunciou que, perante a opção do Governo de não alterar a lei, vai levar o caso ao Tribunal de Justiça.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Estado português: rouba a todos para dar a uns poucos funcionários públicos (com regalias acrescidas se for um boy do partido no poleiro).

RESPONDER

França colhe o que plantou. Poeira do Sahara leva radiação dos testes nucleares de 1960 para o país

A ACRO, uma organização-não governamental francesa, detetou uma nuvem de poeira radioativa, com origem em França, que está a voltar para o país. A poeira do deserto do Sahara alcançou França e trouxe com ela níveis …

Partidos concordam em desconfinar. PSD diz “haver condições” para abrir “grande parte do território”

Vários especialistas estiveram reunidos com o Governo esta segunda-feira em mais uma reunião do Infarmed. O objetivo foi avaliar a situação epidemiológica e definir diretrizes para o desconfinamento, cujo plano será apresentado na quinta-feira. De …

EUA ponderam retirada militar total no Afeganistão, mas pedem “garantias“

Os EUA põe a hipótese de uma retirada militar no Afeganistão. Contudo, Anthony Blinken assumiu que está preocupado com a possibilidade de os taliban aproveitarem a retirada de tropas na NATO e dos Estados Unidos …

Santos Silva diz que notícia sobre “despesas supérfluas” da presidência da UE é “ridícula“

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros considera “ridícula” a notícia avançada na quinta-feira pelo jornal Politico que dava conta de “despesas supérfluas e contratos de patrocínio” durante a presidência portuguesa do Conselho da União …

UE tem de libertar-se da "má vontade" e negociar entre iguais, diz Reino Unido

A União Europeia (UE) deve libertar-se da sua má vontade e construir uma boa relação com o Reino Unido como soberanias iguais, disse no domingo o conselheiro do Governo britânico David Frost, prometendo defender os …

Acordo com Groundforce falha por acionista maioritário ter ações penhoradas

O acordo entre a TAP e a Pasogal, acionista da Groundforce, falhou, porque as ações do acionista já estão penhoradas e, assim, não podem ser dadas como garantia, disse à Lusa fonte oficial do Ministério …

Apenas 24 países têm mulheres no poder. Igualdade de género alcançada somente "em 130 anos"

Menos de 500 milhões de pessoas dos cerca de 7,8 mil milhões que constituem a população mundial têm atualmente uma mulher Presidente ou chefe de governo, avançou a ONU Mulher. "Ao ritmo atual, a igualdade de …

Império de Cristiano Ronaldo mudou-se para Portugal (na pista dos benefícios fiscais)

Após ter dissolvido a CRS Holding no Luxemburgo, Cristiano Ronaldo passou a sede de uma das suas principais empresas para Lisboa renomeando-a CR7 Lifestyle Unipessoal. Nesta altura, o craque já tem seis empresas instaladas em …

Coro de crianças na Alemanha compõe música de apoio a Portugal

Um coro com cerca de quatro dezenas de crianças, da cidade de Tecklenburg, na Alemanha, criou uma música para "dar conforto" aos portugueses durante a pandemia de covid-19. "Quando eu li nas notícias sobre a situação …

Pelo menos 6% das portuguesas já foram vítimas de agressão física ou sexual

No dia em que se assinala o Dia Internacional da Mulher, a Pordata compilou um conjunto de indicadores que retratam a situação da mulher, em Portugal e na União Europeia.  Segundo o Eurostat e a Agência …