Está a ser impossível cobrar multa de 1,5 milhões ao ex-banqueiro João Rendeiro

Tiago Petinga / Lusa

O ex-presidente do BPP, João Rendeiro

Há cinco anos que se tenta, sem sucesso, cobrar a multa de 1,5 milhões de euros que foi aplicada ao antigo presidente do Banco Privado Português (BPP), João Rendeiro, no âmbito de infracções cometidas na gestão da entidade financeira. 

João Rendeiro foi condenado pelo Banco de Portugal (BdP) a uma multa de 2 milhões de euros, entretanto reduzida para 1,5 milhões, em 2013, no âmbito de diversas infracções cometidas na gestão do BPP, nomeadamente “falsificação de contabilidade”, “inobservância de regras contabilísticas” e “prestação de informação falsa”.

Além de Rendeiro, também foram condenados os antigos gestores do Banco Fezas Vital, Paulo Guichard e Fernando Lima.

Dos quatro antigos responsáveis do BPP, apenas Fernando Lima, que foi condenado a uma multa de 200 mil euros, está a pagar a sua pena a prestações, conforme apurou a revista Sábado.

As multas de Rendeiro, Vital e Guichard foram confirmadas por vários tribunais, mas tem sido impossível executá-las.

O processo de Guichard, que foi condenado a uma multa de 1 milhão de euros, esteve quase a ser arquivado perante a impossibilidade de cobrar o valor, como destaca a Sábado.

A revista cita um acórdão do Tribunal da Relação de Lisboa, datado de 29 de Março deste ano, que impediu o arquivamento que tinha sido decretado por um juiz depois de o Ministério Público ter apelado a que fosse feita “periodicamente pesquisa quanto a bens e rendimentos existentes”, em Portugal, em nome de Guichard. O antigo gestor fixou residência no Brasil.

É nesse acórdão que se nota que as multas de Rendeiro e de Fezas Vital, condenado ao pagamento de 700 mil euros, ainda não foram pagas. E vinca-se que decorrem, nesta altura, “dois processos executivos onde se procura o cumprimento coercivo das coimas aplicadas”.

Em 2013, o BdP condenou 11 arguidos do BPP a multas da ordem dos 11 milhões de euros. Os recursos interpostos pela maioria dos arguidos reduziram o valor para os 8 milhões de euros.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Como é possível arquivar processos de pessoas que devem milhares ao Estado. Expliquem-me porque não entendo. Se um cidadão comum até aa cuecas penhoram a estes vigaristas/ladrões que continuam a ter uma vida FARTA até os deixam sair do país e vão viver p/ o Brasil!!! Isto é GOZAR literalmente c/ quem trabalha e paga impostos nesta M—- de país. Já não há paciência p/ GTANTA barbaridade.

  2. Uma vergonha esta justiça, que está cada vez mais conivente com os bandidos.
    Para premiar esta incompetência, o PS resolve aumentar-lhes o vencimento !!
    Ivo e Bento agradecem e prometem continuar com as suas excelentes decisões !!

  3. se fosse eu ja tinham vindo à minha casa buscar-me para a cadeia porque nao pagava a divida.
    é coisa mais facil penhora de bens, caçar os documentos (bi/cc, passaporte, etc)
    coloca-lo como contumaz e assim ele nao pode tratar de documentos e assim obrigava-se o pagamento
    mas como é um senhor dos grandes, nada se faz
    por isso ha quem diga que ha duas justiças, uma para ricos outra para pobres.
    o fisco so tem coragem de agir quando é pessoal sem recursos para se defender porque contra os poderosos ele nao faz nada

  4. O que é isso de impossibilidade de cobrar? Se não paga para a prisão e paga com trabalho. Eu esqueci-me de pagar a prestação do IMI em dezembro passado e em fevereiro já tinha o vencimento penhorado. Voltamos ao mesmo, as leis só existem para os “pequenos” por que os outros safam-se sempre. E ainda querem que o cidadão acredite que há justiça.

  5. Parece mentira mas infelizmente é verdade: a nossa justiça sofre de um problema agrícola muito grave -“A FALTA DE TOMATES”-.

RESPONDER

Cientistas propõem que indústria da moda pague "royalties" pelo padrão leopardo

Cientistas de Oxford, no Reino Unido, propõem que a indústria da moda comece a pagar royalties pelo uso do padrão que imita a pele de leopardo, para tentar ajudar a reverter o declínio deste felino. "O …

André Ventura foi reeleito presidente do Chega com 97,3% (e deixou recados ao PSD)

André Ventura foi reeleito este sábado, com 97,3% dos votos nas eleições internas para a presidência do Chega. O presidente demissionário do Chega foi reeleito este sábado com 97,3% dos votos, percentagem que considerou legitimá-lo para …

Uma das maiores camas do céu. JetBlue revela a nova classe executiva do Airbus A321neo

Uma das maiores camas no céu deverá estrear dentro de alguns meses, quando a JetBlue começar a voar com os seus A321neo de Boston e Nova Iorque a Londres. No dia 26 de fevereiro, a norte-americana …

Putin diz que Internet pode destruir a sociedade se não for regida pela moral

 Internet pode destruir a sociedade a partir se não não for regida por valores e leis da moral, considerou Vladimir Putin. O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, advertiu que a Internet pode destruir a sociedade a …

China torna-se o primeiro país do mundo a ter mais de mil multimilionários

A China tornou-se o primeiro país do mundo a ultrapassar a marca dos mil multimilionários, tendo neste momento um total de 1058 pessoas que têm a sorte de poder fazer parte desse grupo restrito. De acordo …

Gil Vicente 0-2 Porto | Vida fácil para o “dragão” em Barcelos

O FC Porto venceu o Gil Vicente em Barcelos, por 2-0. Pepe e Corona saíram ao intervalo com problemas físicos. O Porto foi a Barcelos conquistar três pontos de forma tranquila, perante um Gil Vicente que …

Na Índia, o comércio ilegal de burros está a crescer. A sua carne é considerada afrodisíaca

Viagra? Não, a população do estado de Andhra Pradesh, na Índia, tem um novo método para aumentar o desejo sexual: carne de burro. Esta crença está a fazer com que o comércio ilegal de carne …

Com as fronteiras fechadas, companhia aérea australiana lança "voos mistério"

A companhia aérea australiana Qantas anunciou “voos mistério”, nos quais os passageiros não fazem ideia para onde vão, numa tentativa de atrair mais clientes. As fronteiras internacionais da Austrália estão atualmente fechadas e parece improvável que …

Açores e Madeira acusam DGS de não usar dados verdadeiros nos boletins

A Direção Regional da Saúde (DRS) da Madeira garantiu que os números reportados no boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) esta sexta-feira não correspondem à realidade. A DRS dos Açores também assume a existência …

Resorts do Reino Unido criaram uma lista de "hóspedes indesejáveis" (com nomes irlandeses)

Uma rede de resorts da Grã-Bretanha tinha uma lista de "hóspedes indesejáveis" com apelidos irlandeses numa tentativa de impedir a entrada de membros da comunidade de viajantes irlandeses (Pavee). Esta notícia foi avançada por uma investigação …