Impacto económico da Eurovisão poderá chegar aos 100 milhões

A par das receitas dos hotéis e restaurantes, a AHRESP lembra que é necessário contar com o negócio de outras empresas ligadas a este evento, o que faz com que o bolo aumente significativamente.

Os hotéis no centro da cidade estão esgotados, segundo a AHRESP, e isso só espelha o impacto económico que o Festival da Eurovisão poderá ter em Portugal de 100 milhões de euros.

As contas foram feitas pelo diretor-geral da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP), José Esteves, citadas pelo jornal i.



Só as receitas de hotéis e restaurantes deverão atingir dezenas de milhões de euros só esta semana, mas o responsável lembra que a este montante é necessário “juntar a cadeia de valor que o turismo arrasta consigo e que está ligada a empresas de construção civil, de cenários, empresas de rent-a-car, de animação noturna, entre outras”.

O responsável não tem dúvidas: “Nem a Expo98, nem o Euro2004, nem a própria Web Summit tiveram este impacto e esta capacidade de promoção do país”. Como mais-valia do evento, José Esteves aponta os “1600 jornalistas e 500 bloggers que estão cá”.

Segundo o Diário de Notícias, com a expectável quebra na procura, depois de um boom potenciado pelo decréscimo nos destino concorrentes, como a Turquia, a Tunísia e o Egito, a Eurovisão veio em boa altura, para manter em alta a procura turística por Portugal, refere o responsável.

“Um evento one shot de aproveitamento máximo, com esta dimensão de cobertura mediática nem Web Summit, nem Euro 2004, não há nenhum que se compare à Eurovisão. Aqui há um destino, um país, uma cultura. Estamos a aproveitar, graças ao trabalho do Turismo de Portugal de forma que não há memória o trabalho com as delegações, para reforçar mercados como o alemão ou o francês e outros. E temos pessoas de 80 nacionalidades que vão transmitir uma imagem positiva de Portugal”, conclui.

A RTP organiza o evento e o Turismo de Portugal investiu 1,3 milhões de euros quando trouxe os 43 concorrentes a Portugal para mostrar o país e fazer os vídeos que antecedem a apresentação de cada canção, na primeira semifinal, que aconteceu na terça-feira, e também na quinta-feira, quando decorrerá a segunda ronda.

Mas nem tudo são rosas no que toca à Eurovisão. Um jornalista e fã acreditado, oriundo da Áustria aponta os facto de não terem “bilhetes para usar nos transportes” como a principal falha.

O mesmo disse um polaco, acrescentando que são poucos os autocarros que circulam entre o Parque das Nações, onde decorre o evento, e o centro de Lisboa – Saldanha e Terreiro do Paço – a partir do Parque das Nações.

No kit de imprensa há um Lisbon Card que dá acesso a museus e permite passear pela cidade por um dia. Um cenário diferente daquele que viveu o português Nuno Eira quando esteve na final de Viena. “Havia transportes públicos gratuitos, entrada em museus e palácios e um concerto da orquestra de Viena”.

Em Portugal, o bolo total de investimento neste evento rondará os 20 milhões de euros. Metade vem da EBU – European Broadcasting Union, que detém o formato televisivo Eurovisão e vive das contribuições dos membros, patrocínios e bilheteira, 20% saem dos cofres da RTP (4 milhões de euros) e o restante, além do Turismo de Portugal, vem do Fundo de Desenvolvimento Turístico e do Turismo de Portugal – 5 milhões de euros – cobrados pela Câmara Municipal de Lisboa, via taxa turística, e geridos pela ATL.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Regiões portuguesas entre as que mais colocaram trabalhadores em teletrabalho

  Apesar dos números elevados registados em Portugal, futuro do modelo está ainda em aberto, face à preferência dos patrões em ter os funcionários a trabalhar em ambiente de escritório. De acordo com dados revelados pelo Eurostat, …

Reino Unido em choque. Sabina Nessa pode ter sido assassinada por um estranho ainda em liberdade

Sabina Nessa, de 28 anos, terá sido assassinada enquanto caminhava pelo Cator Park, no sudeste de Londres, na passada sexta-feira. O percurso da sua casa até a um bar ia demorar apenas cinco minutos, mas …

A corrida a secretário-geral da UGT terá dois candidatos

É a primeira vez que a corrida à liderança da UGT conta com dois candidatos: além de José Abraão, atual dirigente da Federação de Sindicatos da Administração Pública (Fesap), Mário Mourão, presidente do Sindicato dos …

Colapso da Evergrande. China pede a governos regionais que se "preparem para a possível tempestade"

As autoridades chinesas estão a pedir aos governos regionais para se prepararem para um possível colapso da Evergrande. O The Wall Street Journal noticia, esta quinta-feira, que as autoridades chinesas estão a pedir aos governos regionais …

Governo vai testar 35 mil funcionários de creches e pré-escolar até 3 de outubro

Os funcionários das creches, do pré-escolar e a rede nacional de amas começaram esta quinta-feira a ser testados à covid-19, numa ação que até 3 de outubro abrangerá 35 mil pessoas em todo o país. O …

Bem-vindo à última fase do desconfinamento: fim do certificado em restaurantes, máscara em transportes e lares

"Estamos em condições para avançar para a terceira fase de desconfinamento." Foi com esta frase que António Costa deu início à conferência de imprensa após o Conselho de Ministros desta quinta-feira. Portugal vai avançar para a …

EUA reabrirá campo de detenção de migrantes perto da prisão de Guantánamo

A administração do Presidente dos Estados Unidos (EUA) Joe Biden se prepara para reabrir um campo de detenção de migrantes na Baía de Guantánamo, após um aumento de migrantes e requerentes de asilo no sul …

Défice desce para 5,3% do PIB no 2.º trimestre do ano

O défice orçamental do primeiro semestre deste ano é de 5,5% do PIB. A meta do ministro das Finanças para o ano de 2021 é de 4,5%.  O défice orçamental fixou-se em 5,3% do PIB no …

É a maior contração desde 1995. INE revê queda do PIB para 8,4%

A queda foi pior do que se esperava: o Produto Interno Bruto (PIB) recuou 8,4% e não 7,6%, indicam os recentes dados do Instituto Nacional de Estatística (INE). O Produto Interno Bruto (PIB) caiu 8,4% em …

EUA aprovam terceira dose da Pfizer para maiores de 65 anos e grupos de risco

A Food and Drugs Adminustration (FDA) anunciou, na noite de quarta-feira, ter dado luz verde à administração de uma terceira dose da vacina da Pfizer em alguns casos. O organismo que regula a comercialização de medicamentos …