Falhas de credibilidade, honestidade e ambição. IL anuncia voto contra o OE2022

Manuel De Almeida / Lusa

João Cotrim de Figueiredo, presidente da Iniciativa Liberal

No dia em que António Costa abre o debate parlamentar da proposta de Orçamento do Estado para 2022 (OE2022), a Iniciativa Liberal anuncia o voto contra na generalidade.

João Cotrim Figueiredo anunciou, esta quinta-feira, que o partido vai votar contra na generalidade do Orçamento do Estado para 2022. Depois do PSD, é o segundo partido a revelar a intenção de voto do documento.

Horas antes de se dar início ao debate do OE2022 na generalidade, o líder da Iniciativa Liberal revelou, em declarações aos jornalistas nos passos perdidos na Assembleia da República, o sentido de voto decidido pelo grupo parlamentar.

A justificação prende-se com “três falhas grandes“: de credibilidade, de honestidade e de ambição.

O sentido de voto dos liberais não é surpreendente. Na primeira reação ao documento do Governo, o líder considerou ser preciso esclarecer como é que o Orçamento do Estado “mantém o mesmo défice, gastando mais e sem cortar em nada”, antecipando, já na altura, que o mais provável seria que o partido voltasse a votar contra.

“Do ponto de vista da política económica como um todo e da política fiscal em concreto, este Orçamento é igualzinho ao de outubro. Votámos contra o de outubro, portanto o mais provável é que venhamos a votar contra este, mas neste caso eu gostava de perceber exatamente a tal pergunta que ninguém fez: como é que se mantém o mesmo défice gastando mais e sem cortar em nada”, disse, na ocasião.

Há exatamente uma semana, o PSD também anunciou o voto contra, uma intenção justificada pelo facto de o documento não estimular o crescimento económico e por “quebrar promessas eleitorais” do Governo de aumentar os salários, quando, devido ao aumento da inflação, vão ter “um corte real”.

“Eu não estou admirado e procurei alertar durante a campanha eleitoral. As pessoas acreditaram naquilo que o PS ia fazer, mas logo no primeiro Orçamento para meio ano já estão a fugir àquilo com que se comprometeram“, acusou Rui Rio, presidente do partido.

O debate e a votação do OE2022 na generalidade arrancam esta quinta-feira.

  Liliana Malainho, ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.