Jornal russo avança nome do espião que Estados Unidos terão extraído da Rússia

Heikki Saukkomaa / Lehtikuva Handout / EPA

O Presidente dos EUA, Donald Trump, e o seu homólogo russo, Vladimir Putin

O espião terá sido “resgatado” pelos norte-americanos, em 2017, quando temiam que a sua vida estivesse em perigo. Rússia diz que é tudo ficção.

O espião ao serviço dos Estados Unidos que poderá ter sido “resgatado” da Rússia pela CIA, por receios de que fosse descoberto pelos serviços secretos russos, chama-se Oleg Smolenkov.

Segundo o jornal russo Kommersant, Oleg Smolenkov trabalhou no Governo de Vladimir Putin ao serviço de Yury Ushakov, quando este era embaixador russo nos Estados Unidos.

O Diário de Notícias avança que o Kremlin já reagiu, através do porta-voz Dmitry Peskov, dizendo que é tudo ficção. Ainda assim, confirmou que Smolenkov já trabalhou para o Governo russo, mas acabou por ser despedido.

Depois de a CNN ter avançado que os Estados Unidos resgataram Smolenkov quando temiam que a sua segurança estivesse em risco, a imprensa russa adicionou novos dados a esta história: o Kommersant conta que o espião desapareceu, juntamente com a mulher e os três filhos, quando passava férias em Montenegro. Os russos investigaram e acabaram por descobrir que a família vivia nos Estados Unidos, perto de Washington.

Tanto Dmitry Peskov como Serguey Lavrov, ministro dos Negócios Estrangeiros russo, negam ter conhecimento de qualquer situação relacionada com espionagem. Aliás, Lavrov disse mesmo nunca ter ouvido falar no nome de Smolenkov enquanto o porta-voz do Kremlin reforçava que o russo trabalhou no Governo e que foi dispensado “há vários anos”.

A CIA também já desmentiu a informação, negando ter retirado qualquer espião da Rússia. O The New York Times avança que Smolenkov terá trabalhado para os norte-americanos durante muitos anos e que foi uma figura importante para que as autoridades de Washington concluíssem que a Rússia tinha, de facto, interferido nas últimas eleições presidenciais dos EUA.

Aliás, terá sido mesmo nessa a altura que a CIA temeu pela vida do espião. Smolenkov terá recusado ajuda e houve mesmo receio de que fosse um agente duplo. No entanto, em 2017, a recolocação do russo e da sua família nos Estados terá desfeito as dúvidas.

De acordo com o Diário de Notícias, a identidade do espião ou o novo local onde vive não foram confirmados por nenhuma autoridade nem foram revelados pela CNN.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas criam tinta ultra-branca que ajuda a arrefecer as superfícies

Cientistas criaram uma nova tinta ultra-branca que pode refletir 95,5% da luz solar que chega à sua superfície. De acordo com o site IFLScience, esta propriedade permite que algo revestido com esta tinta ultra-branca, como, por …

Morreu Sindika Dokolo, marido de Isabel dos Santos

O empresário Sindika Dokolo faleceu, nesta quinta-feira, no Dubai, aos 48 anos de idade, durante a prática de mergulho. A morte do empresário de origem congolesa já foi confirmada à Lusa por uma fonte ligada à …

Lagostins autoclonados invadiram (e conquistaram) um cemitério na Bélgica

Um cemitério na Bélgica foi completamente invadido por lagostins marmoreado. De acordo com o Instituto Flamengo para Pesquisa da Natureza e da Floresta (INBO), a espécie representa uma grande ameaça para a biodiversidade local. Segundo o …

Benfica 3-0 Standard Liège | “Águia” voa de forma imperial

A noite foi de festa no Estádio da Luz para os cerca de 4875 espectadores – 7,5% por cento da lotação – que se deslocaram ao reduto dos “encarnados” esta quinta-feira. O Benfica venceu por 3-0 …

Urnas abertas no Minecraft. Servem para ensinar os jovens a votar nas eleições

A organização não partidária e sem fins lucrativos Rock the Vote e a empresa criativa Sid Lee uniram-se para criar um servidor de "casa de votação" no popular jogo Minecraft antes das eleições presidenciais de …

Zorya Luhansk 0-2 Braga | “Nota artística” em triunfo minhoto

Dois jogos, duas vitórias para o Sporting de Braga no Grupo G da Liga Europa. Uma entrada de rompante em jogo, com dois golos espectaculares nos primeiros 11 minutos, permitiram aos “arsenalistas” controlar e lidar …

Amostra de ADN desvenda homicídio cometido há quatro décadas

Uma amostra de ADN, colhida de um norte-americano da Carolina do Sul após este ser detido por apontar uma arma, permitiu às autoridades desvendar um caso antigo, identificando-o como principal suspeito do homicídio de uma …

Investigadores portugueses criam simuladores para treinar médicos à distância

Investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) desenvolveram, durante o confinamento, um método para os estudantes treinarem para cenários de emergência sem saírem de casa. Em declarações à Lusa, Carla Sá Couto, do …

Restam apenas dois rinocerontes brancos do norte (mas há uma esperança para salvar a espécie)

Com a morte do último macho em 2018, o rinoceronte branco do norte chegou ao ponto em que não pode ser salvo naturalmente. Com apenas duas fêmeas restantes, a subespécie é agora tida como oficialmente …

Há uma região na América do Norte sem qualquer caso de covid-19. Tem a dimensão do México

Nunavut, uma região localizada no norte do Canadá, continua sem registar nenhum caso de covid-19. A receita para o sucesso tem vários ingredientes, mas as caraterísticas especiais da região e as medidas rígidas tomadas logo …