Jornal russo avança nome do espião que Estados Unidos terão extraído da Rússia

Heikki Saukkomaa / Lehtikuva Handout / EPA

O Presidente dos EUA, Donald Trump, e o seu homólogo russo, Vladimir Putin

O espião terá sido “resgatado” pelos norte-americanos, em 2017, quando temiam que a sua vida estivesse em perigo. Rússia diz que é tudo ficção.

O espião ao serviço dos Estados Unidos que poderá ter sido “resgatado” da Rússia pela CIA, por receios de que fosse descoberto pelos serviços secretos russos, chama-se Oleg Smolenkov.

Segundo o jornal russo Kommersant, Oleg Smolenkov trabalhou no Governo de Vladimir Putin ao serviço de Yury Ushakov, quando este era embaixador russo nos Estados Unidos.

O Diário de Notícias avança que o Kremlin já reagiu, através do porta-voz Dmitry Peskov, dizendo que é tudo ficção. Ainda assim, confirmou que Smolenkov já trabalhou para o Governo russo, mas acabou por ser despedido.

Depois de a CNN ter avançado que os Estados Unidos resgataram Smolenkov quando temiam que a sua segurança estivesse em risco, a imprensa russa adicionou novos dados a esta história: o Kommersant conta que o espião desapareceu, juntamente com a mulher e os três filhos, quando passava férias em Montenegro. Os russos investigaram e acabaram por descobrir que a família vivia nos Estados Unidos, perto de Washington.

Tanto Dmitry Peskov como Serguey Lavrov, ministro dos Negócios Estrangeiros russo, negam ter conhecimento de qualquer situação relacionada com espionagem. Aliás, Lavrov disse mesmo nunca ter ouvido falar no nome de Smolenkov enquanto o porta-voz do Kremlin reforçava que o russo trabalhou no Governo e que foi dispensado “há vários anos”.

A CIA também já desmentiu a informação, negando ter retirado qualquer espião da Rússia. O The New York Times avança que Smolenkov terá trabalhado para os norte-americanos durante muitos anos e que foi uma figura importante para que as autoridades de Washington concluíssem que a Rússia tinha, de facto, interferido nas últimas eleições presidenciais dos EUA.

Aliás, terá sido mesmo nessa a altura que a CIA temeu pela vida do espião. Smolenkov terá recusado ajuda e houve mesmo receio de que fosse um agente duplo. No entanto, em 2017, a recolocação do russo e da sua família nos Estados terá desfeito as dúvidas.

De acordo com o Diário de Notícias, a identidade do espião ou o novo local onde vive não foram confirmados por nenhuma autoridade nem foram revelados pela CNN.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Chovem diamantes no interior de Neptuno e Urano (e já se sabe porquê)

Podem estar a chover diamantes dentro dos corações de Neptuno e Urano. Agora, os cientistas descobriram novas evidências experimentais que mostram como é que isso poderia ser possível. Neptuno e Urano são os planetas mais mal …

Descobertas duas super-Terras na zona habitável de uma das estrelas mais próximas do Sistema Solar

Uma equipa internacional de cientistas encontrou duas super-Terras a orbitar uma das estrelas mais próximas do Sistema Solar. Conduzida pela Universidade de Göttingen, na Alemanha, a equipa de especialistas localizou um sistema formado por pelo …

Sporting 2-1 Gil Vicente | Leão de Plata só sabe vencer

O Sporting cumpriu na recepção ao Gil Vicente, no fecho da 29ª jornada da Liga NOS, e venceu por 2-1, num jogo que pareceu sempre controlado, mas que terminou com emoção. Os “leões” dominaram por completo …

Leões marinhos decapitados estão a dar à costa no Canadá (e ninguém sabe porquê)

Os corpos decapitados de pelo menos cinco leões-marinhos encontrados nas costas de Vancouver, no Canadá, nos últimos meses sugerem que pode haver um serial killer de mamíferos marinhos à solta. O LiveScience relata que pelo menos …

Este japonês é a única pessoa no mundo a ter um mestrado em Estudos Ninja

Um homem japonês tornou-se a primeira pessoa no mundo a ter um mestrado em Estudos Ninja depois de concluir um curso de pós-graduação que envolvia a aprendizagem de artes marciais básicas e escalada de montanhas. De …

Cátio Baldé acusado de comprar vistos para jogadores do Benfica

Cátio Baldé está a ser acusado de corrupção passiva por ter pagado a um funcionário da embaixada portuguesa em Bissau para conseguir vistos para jogadores do Benfica. O empresário admite o crime, mas nega o …

Ex-polícia admite ser "Assassino de Golden State" e declara-se culpado de 13 homicídios

O ex-polícia norte-americano Joseph DeAngelo declarou-se, esta segunda-feira, culpado de 13 homicídios. Mais conhecido como o "Assassino de Golden State", DeAngelo foi preso em 2018, após 40 anos de investigação. A identificação do criminoso apenas foi …

Infarmed garante ter stock de remdesivir, apesar da compra massiva dos EUA

Depois da notícia de que os EUA compraram à empresa Gilead Sciences praticamente toda a reserva para três meses do medicamento remdesivir, o primeiro aprovado no país no tratamento de covid-19, o Infarmed garante que …

Orfão, capturado e apresentado à rainha. A história da mais antiga fotografia de um indígena da Nova Zelândia

Um daguerreótipo - primeiro processo fotográfico do mundo - mantido na Biblioteca Nacional da Austrália é o mais antigo retrato fotográfico conhecido de um indígena maori da Nova Zelândia. Na imagem antiga, um adolescente aparece vestido …

Uma mesa de 490 metros na Charles Bridge. Em Praga, o fim da restrições celebrou-se com um jantar em massa

Os habitantes de Praga, capital da República Checa, construíram uma mesa com quase 490 metros e realizaram um enorme jantar público esta terça-feira para comemorar o fim do bloqueio do coronavírus no país. De acordo com …